A EaD na UFF

Print Friendly, PDF & Email

     A Universidade Federal Fluminense sempre empenhou-se em oferecer Educação Superior gratuita e de qualidade, fora da Sede, nos municípios do interior do Estado do Rio de Janeiro para jovens que se consideravam excluídos do Processo Educacional do Ensino Público. Dessa preocupação, criou-se o CEDERJ (Centro de Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro), pensando-se em um Consórcio das Instituições Públicas de Educação Superior do Estado do Rio de Janeiro. Primordialmente, o CEDERJ teve como objetivo levar, a outros municípios, Cursos de Graduação, na modalidade semipresencial – a Distância –, usando Polos com estrutura física tais como biblioteca, laboratório de informática, sala de estudos, sala de atendimento etc. A UFF,  não só aderiu ao Consórcio, como, foi a primeira Universidade do Estado do Rio de Janeiro a oferecer curso nessa modalidade: o Curso de Licenciatura em Matemática a Distância, em 1999. Em 2016, foram oferecidos seis cursos de graduação;  além do curso de Licenciatura em Matemática, também os cursos de Licenciatura em Letras, Tecnológico em Sistemas de Computação, Bacharelado em Administração Pública, Tecnólogo em Segurança Pública e Bacharelado em Engenharia de Produção; além disso, a UFF ofereceu cursos de Pós-Graduação e cursos de Especialização, nessa modalidade.

     É importante observar que, ao implementar a metodologia de Educação a Distância,  pensou-se em alguns pilares: a Plataforma de Ensino e aprendizagem que representasse a sala de aula virtual (a Plataforma MOODLE), a construção de material didático diferenciado que facilitasse o entendimento do conteúdo e proporcionasse a leitura mais prazerosa e o mediador no processo de ensino-aprendizagem: o Tutor.

     De forma diferente do Ensino Presencial, o contato do professor com o aluno não se dá em mesmo espaço e tempo. Os professores preparam todo o material didático, exercícios e avaliações, selecionando e capacitando os tutores para que estes possam atender a pequenos grupos de alunos.

     Os tutores têm papel importantíssimo  na metodologia semipresencial. Tais tutores são selecionados pelos professores, para as disciplinas, sendo capacitados e devendo conhecer o projeto pedagógico do curso, assim como o domínio do material didático das disciplinas sob sua responsabilidade; devem, ainda, demonstrar domínio do conteúdo específico da disciplina. Os tutores presenciais oferecem atendimento aos alunos nos Polos de apoio presencial; os orientam no estudo, podendo corrigir algumas atividades desde que orientados pelos professores. Os tutores a distância mantêm-se na Coordenação do Curso, estando responsáveis em atender os alunos pela plataforma, por fóruns, por chats e por ligações telefônicas gratuitas. Os tutores (presenciais e a distância) são os grandes responsáveis pela orientação dos alunos, esclarecendo suas dúvidas  e incentivando-os para que estes construam uma metodologia própria de estudo, ou seja, uma autonomia na aprendizagem. Os alunos, nessa modalidade, são ativos no processo ensino-aprendizagem.

     Polos de Apoio Presencial representam  a Unidade Operacional para o desenvolvimento de atividades pedagógicas tais como laboratórios de ensino e pesquisa, laboratórios de informática, bibliotecas, salas de estudo e recursos tecnológicos para atendimento aos alunos e atividades administrativas relativas aos cursos oferecidos na modalidade semipresencial (ou a distância).

     Os Polos situam-se nos municípios e são mantidos pelas respectivas Prefeituras ou pelo Estado.

Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
A atualização mais recente deste conteúdo foi em 06/04/2016 - 07:28