Admissão aos cursos de graduação

Print Friendly, PDF & Email
O vestibular foi substituído pelo Sisu.

O ingresso nos cursos de graduação da Universidade Federal Fluminense é possível nas seguintes formas:

Processo Seletivo Principal: SiSU - Sistema de Seleção Unificada

O ingresso nos cursos de graduação presencial da UFF pelo SiSU é garantido e facultado ao candidato que tenha concluído o ensino médio. O estudante deve ter realizado o ENEM - Exame Nacional do Ensino Médio, se inscrever para concorrer a uma das vagas por meio do SiSU, acompanhar as chamadas e apresentar documentação comprobatória de atendimento aos requisitos específicos da vaga.

Mais informações podem ser encontradas nos sites do ENEM, do SiSU e da COSEAC.

Todas as informações relativas ao SiSU devem ser obtidas na página da Coseac (2019)

Para o curso de graduação em Arquitetura e Urbanismo, o ingresso principal é feito por meio do THE - Teste de Habilidade Específica. Para mais informações, acesse http://www.coseac.uff.br/ .

Já o ingresso principal nos cursos de graduação a distância da UFF é feito por meio do Vestibular CEDERJ. Para mais informações, acesse https://www.cecierj.edu.br/ .

 

Outros ingressos:

Transferência

O aluno de outra instituição de ensino superior pode ingressar na UFF, no mesmo curso de origem  ou caso não haja o curso de origem na UFF, por meio de transferência, dentro de uma das seguintes modalidades:

  • Facultativa - É o ingresso de alunos regularmente matriculados em instituição de ensino superior, mediante aprovação e classificação em concurso público, condicionada à existência de vagas, e obedecidos os critérios estabelecidos pela legislação superior e pelo CEP. Caso queira mais informações, entre no site da COSEAC.
  • Interinstitucional - É a vinculação, condicionada à existência de vagas, concedida ao aluno oriundo de instituição pública de ensino superior, onde tenha ingressado por concurso público.
  • Obrigatória - É a vinculação do aluno oriundo de instituição de ensino superior pública, em qualquer época do ano, independentemente da existência de vagas, quando se tratar de servidor público federal ou de membro das Forças Armadas, ou de seus dependentes, se for comprovada a sua remoção ou transferência de ofício, acarretando mudança de domicílio para o município onde se situa a universidade ou para localidade próxima.

Veja a relação de documentos para a transferência 

Transferência Facultativa

É a vinculação à UFF de discente regularmente matriculado em Instituição de Ensino Superior, mediante aprovação e classificação em concurso público e análise documental do cumprimento dos requisitos estabelecidos em Edital específico.

O Concurso é realizado anualmente por meio do Edital TRM, publicado no site da COSEAC: www.coseac.uff.br. No Edital são previstos o número de vagas oferecidas para cada Curso, pré-requisitos e cronograma do concurso.

O Concurso é composto por duas etapas: 1ª etapa – Prova; 2ª etapa – análise documental.

A 1ª etapa é composta por duas provas, sendo uma Prova de Redação e uma Prova de Conteúdo Específico de múltipla escolha, versando sobre assuntos do Ensino Superior, conforme requisitos e conteúdo programático estabelecidos no Edital.

Na 2ª etapa serão analisados os pré-requisitos relacionados à modalidade de ingresso, ao curso de origem e à carga horária mínima cursada.

Para informações adicionais: do.coseac.prograd@id.uff.br

Previsão de publicação do Edital TRM 2020: agosto/2019

Reingresso por Concurso Público

É a vinculação à UFF permitida aos portadores de diploma de curso de graduação devidamente reconhecido, oriundos desta ou de outra Instituição de Ensino Superior, mediante aprovação e classificação em concurso público e análise documental do cumprimento dos requisitos estabelecidos em Edital específico.

O Concurso é realizado anualmente por meio do Edital TRM, publicado no site da COSEAC: www.coseac.uff.br. No Edital são previstos o número de vagas oferecidas para cada Curso, pré-requisitos e cronograma do concurso.

O Concurso é composto por duas etapas: 1ª etapa – Prova; 2ª etapa – análise documental.

A 1ª etapa é composta por duas provas, sendo uma Prova de Redação e uma Prova de Conteúdo Específico de múltipla escolha, versando sobre assuntos do Ensino Médio, conforme requisitos e conteúdo programático estabelecidos no Edital.

Na 2ª etapa serão analisados os pré-requisitos relacionados à modalidade de ingresso e ao curso de origem.

Para informações adicionais: do.coseac.prograd@id.uff.br

Previsão de publicação do Edital TRM 2020: agosto/2019

Mudança de Curso

É a vinculação que permite ao discente de um determinado curso de graduação da UFF ingressar em outro curso de graduação, mediante aprovação e classificação em concurso público e análise documental do cumprimento dos requisitos estabelecidos em Edital específico.

O Concurso é realizado anualmente por meio do Edital TRM, publicado no site da COSEAC: www.coseac.uff.br. No Edital são previstos o número de vagas oferecidas para cada Curso, pré-requisitos e cronograma do concurso.

O Concurso é composto por duas etapas: 1ª etapa – Prova; 2ª etapa – análise documental.

A 1ª etapa é composta por duas provas, sendo uma Prova de Redação e uma Prova de Conteúdo Específico de múltipla escolha, versando sobre assuntos do Ensino Médio, conforme requisitos e conteúdo programático estabelecidos no Edital.

Na 2ª etapa serão analisados os pré-requisitos relacionados à modalidade de ingresso e ao curso de origem.

Para informações adicionais: do.coseac.prograd@id.uff.br

Previsão de publicação do Edital TRM 2020: final de agosto/2019

Mudança de Localidade

É a vinculação que permite ao discente de determinado curso de graduação da UFF ingressar em outro curso de graduação com a mesma denominação, porém ministrado em outra localidade, por meio de processo seletivo sem aplicação de prova, obedecidos os requisitos estabelecidos em Edital específico.

O Concurso é realizado anualmente por meio do Edital TRM, publicado no site da COSEAC: www.coseac.uff.br. No Edital são previstos o número de vagas oferecidas para cada Curso, pré-requisitos e cronograma do concurso.

O Concurso é composto por análise documental, na qual são verificados os pré-requisitos relacionados à modalidade de ingresso e ao curso de origem.

Para esta modalidade de ingresso, não é aplicada prova e a classificação dos candidatos nas vagas é realizada a partir da ordem decrescente do Coeficiente de Rendimento (C.R.) acumulado do candidato no seu curso de origem.

Para informações adicionais: do.coseac.prograd@id.uff.br

Previsão de publicação do Edital TRM 2020: final de agosto/2019

Reingresso sem concurso público (antiga revinculação)

É o ingresso em uma nova titulação, habilitação e ênfase oferecidas pelo respectivo Curso, ou em novo Curso de Graduação de área afim.

Atenção: o aluno que optar pela revinculação deverá fazer o requerimento no semestre em que concluirá o curso atual.

OBS: Nesta modalidade o interessado deverá protocolar processo admnistrativo.

Caso queira mais informações, entre em contato com a Coordenação de Curso.

 

Mobilidade Acadêmica Nacional

Mobilidade Acadêmica Nacional é a possibilidade de um estudante de graduação cursar componentes curriculares em uma Instituição Federal de Ensino Superior (IFES) diferente daquela de origem, por meio de um vinculo temporário. A Mobilidade Nacional não se aplica a pedidos de transferência de alunos entre as IFES, que serão enquadrados em normas específicas.

Por meio do Programa, o aluno da UFF pode cursar componentes curriculares em outra instituição federal de ensino superior na forma de vinculação temporária, pelo prazo máximo de um ano letivo. Somente será permitida a participação do estudante no programa, quando atendidos os seguintes requisitos:

Ter aprovação em todas as disciplinas do 1º e 2º períodos letivos;
Não possuir mais de 1 (uma) reprovação por período letivo;
Ter autorização das instituições federais de ensino superior envolvidas.

Por meio deste ingresso, a UFF também pode receber estudantes de outras IFES.

Para mais informações, acesse http://www.uff.br/?q=mobilidade-academica-nacional .

 

Ingresso Especial: Disciplina Isolada

A Disciplina Isolada é uma disciplina cuja inscrição pode ser solicitada por graduado em curso superior ou discente regularmente inscrito em outra IES.

A solicitação de inscrição em Disciplina Isolada é feita pelo interessado no Protocolo Setorial que atende o Departamento de Ensino responsável pela disciplina, no Protocolo Geral da Reitoria (GPCA/AD) ou nas secretarias dos cursos localizados fora da sede (para o caso de alunos de cursos oferecidos no interior do Estado), no período previsto no Calendário Escolar. O estudante deverá preencher o Requerimento Escolar (http://www.uff.br/sites/default/files/requerimento_escolar_2016.pdf) e anexar uma cópia do documento de identidade oficial, do CPF e uma carta que justifique a solicitação.
Após o recebimento do requerimento e da documentação referente ao assunto, o setor de Protocolo informará ao interessado o número do processo administrativo correspondente e encaminhará o processo ao Departamento de Ensino responsável pela disciplina para análise.
Em caso de deferimento da solicitação de inscrição em Disciplina Isolada, o Departamento de Ensino encaminhará o processo à Divisão de Registro e Acompanhamento de Discentes do Departamento de Administração Escolar (DRAD/DAE/GRAD). A DRAD/DAE/GRAD verificará as informações constantes do processo e procederá ao registro e inscrição na(s) disciplina(s).
Para a análise da solicitação de inscrição em Disciplina Isolada, serão observados os critérios dispostos pelo Regulamento dos Cursos de Graduação (http://uff.br/?q=regulamento-dos-cursos-de-graduacao-no-grupo-graduacao-...) e outros estabelecidos pelo Colegiado de Curso.
A tramitação do processo poderá ser acompanhada na página https://app.uff.br/transparencia/consulta_processo

Para complementação ou atualização de conhecimentos, será permitida a inscrição em disciplina isolada, a graduandos desta e de outra instituição de ensino superior, dependendo da existência de vagas, sem a exigência de classificação em qualquer forma de concurso.

Em caso de deferimento, o registro do estudante não poderá ultrapassar 4 (quatro) períodos ativados, e o aluno poderá cursar no máximo 8 (oito) disciplinas isoladas respeitado o limite de 2 (duas) por semestre letivo.

Será desligado do cadastro de disciplina isolada o aluno que for reprovado por nota ou freqüência, sem direito à recondução.

Convênio Cultural

O Convênio Cultural é o ingresso de estudantes estrangeiros com base em acordos culturais firmados entre o Brasil e outros países, bem como entre a UFF e universidades estrangeiras, sujeito à existência de vagas.

Programa Estudante Convênio - PEC-G

A matrícula de estudante estrangeiro, através de convênio cultural firmado entre o Brasil e países conveniados, somente é aceita dentro do número de vagas oferecidas anualmente pela Universidade à Secretaria de Educação Superior (SESu) do Ministério da Educação e do Desporto (MEC). O candidato é selecionado no seu país de origem e encaminhado pela SESu/MEC para realizar seus estudos universitários. Esta matrícula deve obedecer aos prazos fixados no Calendário Escolar, ficando o aluno dispensado do concurso vestibular.

Para mais informações sovre o PEC-G, consulte http://www.uff.br/?q=servico/programa-de-apoio-ao-estudantes-estrangeiro... .

Mobilidade Acadêmica Internacional.

É a modalidade em que alunos de universidades estrangeiras conveniadas com a UFF ingressam para cursar um ou dois semestres acadêmicos. A seleção é feita na instituição de origem do candidato. 

Caso queira mais informações, entre no site da Superintendência de Relações Internacionais (SRI).

 

 

 

Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
A atualização mais recente deste conteúdo foi em 03/10/2019 - 10:32