Logotipo da UFF

PROEX divulga o projeto de extensão Recuperação de áreas degradadas e de preservação permanente no Morro do Gragoatá-Niterói/RJ

#ProexEmAção divulga o projeto de extensão Recuperação de áreas degradadas e de preservação permanente no Morro do Gragoatá-Niterói/RJ, coordenado pela Janie Garcia da Silva - UFF.
A Mata Atlântica sofre drástica redução, resultando em problemas que geram custos para sua mitigação. O Morro do Gragoatá é um relevante patrimônio ambiental de Niterói, tendo grande parte inserida hoje no Campus da UFF - Praia Vermelha. Assim, o público alvo deste projeto é a comunidade universitária e externa, principalmente do entorno. Vários impactos ao longo de décadas alteraram sua cobertura vegetal e camadas do solo, causando perdas à biodiversidade e aos serviços ambientais. Fatores limitantes como temperatura elevada, baixa umidade e solo pobre tem dificultado a rápida recuperação natural. Por isso há anos, o projeto vem recuperando o solo e a cobertura vegetal para oferecer proteção aos recursos naturais, atender a demandas da população por melhorias do ar, do clima e, portanto, da qualidade de vida. Com o apoio do MMA no período entre 2014 e 2019, foram usadas diferentes técnicas de baixo custo, respeitando a capacidade do ecossistema se regenerar. Até meados de março/20, a comunidade participou do plantio de mudas nativas realizada por equipe do LAHVI e alunos A Mata Atlântica sofre drástica redução, resultando em problemas que geram custos para sua mitigação. O Morro do Gragoatá é um relevante patrimônio ambiental de Niterói, tendo grande parte inserida hoje no Campus da UFF - Praia Vermelha. Assim, o público alvo deste projeto é a comunidade universitária e externa, principalmente do entorno. Vários impactos ao longo de décadas alteraram sua cobertura vegetal e camadas do solo, causando perdas à biodiversidade e aos serviços ambientais. Fatores limitantes como temperatura elevada, baixa umidade e solo pobre tem dificultado a rápida recuperação natural. Por isso há anos, o projeto vem recuperando o solo e a cobertura vegetal para oferecer proteção aos recursos naturais, atender a demandas da população por melhorias do ar, do clima e, portanto, da qualidade de vida. Com o apoio do MMA no período entre 2014 e 2019, foram usadas diferentes técnicas de baixo custo, respeitando a capacidade do ecossistema se regenerar. Até meados de março/20, a comunidade participou do plantio de mudas nativas realizada por equipe do LAHVI e alunos.

Para mais informações: janie55@terra.com.br

 

Este projeto de extensão foi contemplado com o edital do FOEXT/21

 

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Setor responsável: 
Telefone: 
2629-5515
Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.