Estudante da UFF ganha prêmio na área de tecnologia social

Foto da estudante Karina Katrim na sua colação de grau

Ontem, dia 09 de dezembro, a estudante do curso de Engenharia Mecânica da UFF, Karina Karim, ganhou o prêmio Women That Build - Brazil, na categoria Rising Star. A premiação, concedida pela Globant Awards, visa reconhecer mulheres cientistas e apoiar iniciativas na área de tecnologia que geram um impacto positivo na sociedade.

A conquista da estudante é fruto de um projeto de tecnologia social muito inovador, o ORISAT.  Inspirado em saberes ancestrais, este nano satélite objetiva monitorar a meteorologia e contribuir com o cultivo em hortas urbanas em comunidades tradicionais e periféricas. A iniciativa integra a Oficina de Inovação e Ancestralidade (OIA), em que Karina é co-fundadora e, juntamente com outras cientistas, Thaís da Silva, Thalita Lopes e professora Fabiana Leta, busca estimular a inserção, permanência e desenvolvimento de jovens mulheres negras em áreas tecnológicas. O OIA surgiu através do Programa de Educação Tutorial em Engenharia Mecânica da UFF, o PETMEC, direcionado a alunos do curso de graduação em questão.

Para Karim, a premiação no Globlant Awards é muito representativa. “Fico muito honrada e feliz de poder, nesse momento, levar comigo a esse lugar de destaque a tantas meninas e mulheres negras que atuam em tecnologia, seja ela tecnologia ancestral, do dia a dia ou de ponta. Tecnologia vai muito além de um produto, é sobre finalidade, aplicação, capacidade de resolver uma demanda de forma assertiva. E nós, mulheres negras, já nascemos tendo que desenvolver a capacidade de solucionar problemas de forma assertiva para viver, e muitas vezes sobreviver, num mundo que não foi projetado para e por nós. O ORISAT é feito para ampliar a discussão sobre o futuro da tecnologia, fazer chegar em todos os cantos, aguçar o pensamento crítico e nos inserir na pauta, tanto quanto ela deve ser inserida em nossa rotina. Meu coração se alegra em dizer que hoje a parcela do Brasil que é diariamente invisibilizada ganhou junto comigo esse reconhecimento global por fazer tecnologia!”

Karina também já foi destaque em outras premiações com repercussão internacional. O Neil Armstrong Best Design Award, concedido pela NASA, foi um deles. No ano 2018, a estudante foi premiada em virtude do desenvolvimento, em equipe, de um protótipo de veículo de exploração espacial de baixo custo para melhorar o dia a dia na Terra e no espaço.

Parabéns, Karina, pela sua trajetória acadêmica e profissional.

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Tags (palavras-chave): 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
A atualização mais recente deste conteúdo foi em 10/12/2021 - 15:23