Eu sou: Técnico | Docente | Estudante

UFF institui política para depósito no Repositório Institucional da Universidade

Com o intuito de reunir, preservar, disseminar, promover e dar acesso à produção técnico-científica da instituição de forma livre e gratuita, a Universidade Federal Fluminense institui política para depósito no Repositório Institucional da Universidade Federal Fluminense – RIUFF.

A UFF, alinhada a outras importantes instituições brasileiras e estrangeiras que mantêm seus repositórios institucionais, http://www.opendoar.org/countrylist.php contará com as coordenações dos Cursos de Graduação, Pós-graduação, Mestrado e Doutorado, como parceiras fundamentais para o sucesso do repositório.

A Política elaborada pela Comissão de criação de políticas de preservação, divulgação e disponibilização de produção científica no RIUFF (DTS/SDC 15, de 08/07/2016), com o acompanhamento do Comitê de Gestão da Informação (PORTARIA N.º 56.162 de 28 de abril de 2016), foi criada em conformidade com a Lei 12.527/2011 - Lei de Acesso à Informação e alinha-se à motivação institucional, beneficiando a comunidade acadêmica no que diz respeito a:

Maximizar o impacto acadêmico dos resultados da produção acadêmica da UFF, ampliando sua visibilidade e disseminação, através do livre acesso à informação; facilitar a gestão da informação disponível em meio digital, reunindo num único local a produção intelectual da universidade; preservar a memória institucional e a produção técnico-científica da Universidade, por meio do armazenamento de longo prazo de documentos digitais; ampliar a visibilidade e o uso da produção intelectual desenvolvida na universidade; subsidiar a gestão de investimentos em pesquisa nesta Instituição; disponibilizar, através do RIUFF, recursos didáticos produzidos pela comunidade UFF e suas parcerias visando apoiar a formação e desenvolvimento de pesquisadores, educadores, acadêmicos, gestores, alunos de graduação e pós-graduação, bem como a sociedade e ainda, a promoção da participação social e o exercício da cidadania.

No Brasil, iniciativas embrionárias, como as da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) - Portaria nº. 13 de 15 fevereiro de 2006, que institui a divulgação digital das teses e dissertações produzidas pelos programas de doutorado e mestrado; o Projeto de Lei (PL n. 1.120) de 21 de maio de 2007, que dispõe sobre o processo de disseminação da produção técnico-científica das Instituições de Ensino Superior e a do Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (IBICT) em 2009, são consideradas pioneiras nas ações de incentivo à implantação dos Repositórios Institucionais.

Em 2009, através do Edital IBICT-FINEP/PCAL/XBDB 002/2009 que previa a distribuição de kits tecnológicos, treinamento dos recursos humanos da Instituição, além do suporte informacional e tecnológico, a UFF implanta o seu Repositório Institucional.

A equipe operacional da época foi formada por duas Bibliotecárias da Superintendência de Documentação (SDC) e um analista TI da Superintendência de Tecnologia da Informação (STI). O Projeto Piloto foi constituído pelos Cursos de Pós-Graduação em Letras e Ciência da Informação da UFF.

Atualmente no RIUFF estão disponíveis em formato digital os trabalhos de conclusão de curso, manuais e procedimentos técnicos, artigos de periódicos, capítulos de livros, dissertações de mestrado e teses de doutorado dos Programas de Pós-Graduação oferecidos pela Universidade. A plataforma encontra-se em expansão, e passará a contar também com documentos administrativos produzidos pela universidade.  

Para submissão no RIUFF é necessária a obtenção de autorização prévia (licença) do titular do direito de autor.  Existem alguns diretórios de políticas editoriais sobre o acesso aberto das revistas científicas, a saber: SHERPA/ROMEO  http://www.sherpa.ac.uk de alcance mundial e DIADORIM www.diadorim.ibict.br (periódicos brasileiros). Dependendo das restrições apresentadas pela Editora titular e detentora do direito de autor, será possível 3 (três) tipos de acesso ao RIUFF:

  1. Trabalho na íntegra;

  2. Após determinado período de embargo, ou

  3. Acesso apenas às referências básicas do documento, não sendo possível o acesso ao seu conteúdo.

Há ainda a possibilidade de uso das licenças Creative Commons, que são licenças atribuídas pelo próprio autor à sua obra, sem intermediários.  Para saber mais, visite https://br.creativecommons.org/faq. O RIUFF também faz uso desta licença.

Os procedimentos para criação de comunidade/coleção no RIUFF estão disponíveis na página do Repositório: http://www.repositorio.uff.br/jspui

http://www.noticias.uff.br/bs/2017/01/003-2017.pdf

UNIVERSIDADE FEDERAL FLUMINENSE – BOLETIM DE SERVIÇO ANO LI – N.° 003 05/01/2017 SEÇÃO IV PÁG. 049 NORMA DE SERVIÇO Nº 655 de 03 de janeiro de 2017.

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Telefone: 
26292769

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
A atualização mais recente deste conteúdo foi em 03/02/2017 - 13:06