Sidney Mello e Antonio Claudio da Nóbrega são empossados como reitor e vice em cerimônia na UFF

Print Friendly, PDF & Email

A solenidade de transmissão do cargo de reitor a Sidney Mello e ao vice-reitor Antonio Claudio da Nóbrega da Universidade Federal Fluminense realizou-se na noite desta quarta-feira, 26 de novembro, noTeatro da UFF, na Reitoria. Os eleitos estarão à frente da universidade pelo quadriênio 2014-2018. Eleitos por consulta direta pela comunidade universitária com 63,35% dos votos válidos, a chapa de Sidney Mello foi à vencedora do pleito realizado em abril deste ano. Mello éo 19º reitor da UFF e foi empossado em Brasília pelo Ministro de Estado da Educação, José Henrique Paim,no último dia 19 de novembro.

Em seu discurso de despedida, Roberto Salles agradeceu a equipe de trabalho e ressaltou as parcerias efetuadas com o Ministério da Educação, Governo Estadual e Prefeitura de Niterói, que contribuíram para os avanços alcançados na universidade. O ex-reitor destacou, ainda, que após oito anos de gestão deixa a UFF muito melhor do que quando iniciou. “Não fomos administradores infalíveis, mas buscamos de modo obstinado fazer o possível. Os investimentos em educação de hoje só trarão resultados daqui a 10 anos. Ao final dos próximos quatro anos da nova gestãojá teremos a UFF em destaque no cenário nacional e internacional”. 

Durante a cerimônia,Sidney Mello e Antonio Claudio da Nóbrega assinaram o Termo de Posse e Compromisso do cargo de reitor e vice-reitor da UFF, que foram lidos pela diretora do Departamento de Administração de Pessoal (DAP), Marlette Galvão. Em seguida, houve a troca das vestes talares entre Salles e Melloe a entrega do colar reitoral. Compostas pela samarra e pelo capelo, as vestes representam o símbolo do alto saber. 

Em seu discurso de posse, Sidney Mello afirmou que o maior desafio será construir uma universidade moderna e de excelência com projeção nacional e internacional, capaz de promover o desenvolvimento máximo da ciência e de impactar positivamente a sociedade. Outra meta da nova gestão é tornar a instituição inclusiva e capaz de associar a democratização do acesso aos melhores indicadores de qualidade e mérito acadêmico.O reitor destacou que a educação superior deve servir de base para a redução das desigualdades sociais e para os avanços econômicos indispensáveis para o país. 

“Assumir a Reitoria da Universidade Federal Fluminense é parte de um desejo apoiado por uma comunidade. Mas é resultado, sobretudo, de um processo de dedicação e trabalho ao longo de 30 anos como professor, pesquisador e gestor acadêmico. Fui pró-reitor de pesquisa e pós-graduação, fui diretor de unidade, fui pró-reitor de graduação, até assumir a posição de vice-reitor ao lado do professor Roberto Salles. Uma vida da qual me orgulho, traduzida por muito aprendizado, perseverança, amizades e superação de desafios, tanto do campo do conhecimento, quanto no campo da administração pública”, discursou Sidney Mello. 

O novo reitor estabeleceu, em reunião com a equipe de trabalho que será empossada em dezembro, ações específicas para os próximos 200 dias de gestão. São ações prioritárias que já estão na pauta da universidade, inclusive, em debate nos Conselhos Superiores. 

O reitor da UFF se comprometeu a consolidar a expansão da universidade como a maior do Brasil dentre as instituições federais de ensino superior. Equalizar as condições de infra-estrutura acadêmica nos campi de expansão do interior do Estado do Rio de Janeiro com as da sede em Niterói. Ampliar as políticas de assistência estudantil como via essencial para garantir a permanência dos estudantes e de seu sucesso como graduado. Aprofundar os avanços na pesquisa, pós-graduação, inovação e extensão para o desenvolvimento acadêmico da UFF no contexto nacional e internacional; avançar na internacionalização da universidade e derrubar as fronteiras internacionais e de conhecimento, por meio do ensino da pesquisa e da extensão, e promover de forma permanente a capacitação técnico-administrativa,com o objetivo de modernizar a gestão universitária de forma eficiente e transparente. 

Antonio Claudio da Nóbrega ressaltou dois grandes macrosdesafios que a UFF enfrentará: massificar o acesso a universidade com qualidade no ensino e modernizar o sistema de gestão da universidade. “Teremos uma gestão austera que olhará a responsabilidade fiscal como um pilar fundamental de avanço de projetos. Nós seremos certamente desafiados por uma conjuntura econômica difícil, mas não temos medo de problemas. As barreiras não são bloqueios ao avanço e sim obstáculos a vencer, os problemas não nos congelam, nos estimulam. Sempre foi assim e assim será”, enfatiza o vice-reitor. 

Compuseram os lugares de honra na cerimônia o ex-reitor Roberto Salles, o reitor Sidney Mello e o vice-reitor Antonio Claudio da Nóbrega. A mesa solene foi formada pelo diretor científico da Faperj, Jerson Lima Silva; o presidente do Fundação Centro de Ciências e Educação Superior a Distância do Estado do Rio de Janeiro (Cecierj), Carlos Eduardo Bielschowsky; a Secretária de Educação, Ciência e Tecnologia de Niterói, Flávia Monteiro de Barros Araújo; representando o corpo docente, o professor do Departamento de Matemática AbramoHefez;representando os servidores técnico-administrativos, a assessora da Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação, Maria Leonor Veiga Faria; representando o corpo discente, a aluna de História, Beatriz Lopes.Membros dos Conselhos Superiores também participaram da solenidade e tomaram os lugares de honra na entrada em comitiva com Roberto Salles. 

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.