Objetivo 10. Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles

O mito da democracia racial refere-se a um estado de plena igualdade entre os cidadãos, sem distinção de raça, sexo ou etnia. A origem do conceito está ligada a uma narrativa que ganhou força na década de 1930, de que o Brasil encontrava uma solução para o racismo na miscigenação. Com o intuito de entender a elaboração desse imaginário sobre a identidade brasileira, nasceu um estudo de pós-doutorado na Universidade Federal Fluminense (UFF), com foco no circuito transnacional do conceito de “brasilidade mestiça” nas décadas de 1920 a 1940.

Publicado em 16/11/2023

A Universidade Federal Fluminense convida, através da Superintendência de Documentação e da Biblioteca Central do Gragoatá (BCG) toda a comunidade acadêmica e externa para a mesa de debate "Transfobias institucionais: caminhos para as mudanças" com a escritora Amara Moira, a vereadora Benny Briolly e os coletivos Transvesti UFFianas e Rede Visibiliza UFF. 

A Superintendência de Documentação (gestão 2023-2026) promove o acesso à informação para o exercício de uma cidadania plena, através de eventos on-line e presenciais, cursos de formação, incentivo e outras ações.

Publicado em 21/10/2023

A Universidade Federal Fluminense convida, através da Superintendência de Documentação e da Biblioteca Central do Gragoatá (BCG) toda a comunidade acadêmica e externa para o (re) lançamento da nova edição do livro da autora Amara Moira, "E se eu fosse puta/pura" pela editora n-1 edições e do livro da autora Natânia Lopes, Cabaré, pela editora Urutau seguida de Roda de Conversa. 

Publicado em 21/10/2023

No Brasil, o período escravista perdurou do início do século XVI ao final do século XIX, quando foi promulgada a Lei Áurea, resultante de uma série de levantes da própria população negra, pressão externa inglesa, em busca de um maior mercado consumidor, e de decretos “para inglês ver”, como a Lei Eusébio de Queirós, de 1850, que proibia o tráfico de pessoas do continente africano para o império, mas não a escravidão em si ou o tráfico interno entre as regiões.

Publicado em 18/10/2023

O Brasil é um país composto, em sua maioria, por negros e pardos. Mesmo com a inclusão do estudo da história e da cultura afro-brasileira no currículo através da lei 10.639, de 2003, a educação formal ainda reproduz o racismo. Além disso, a cultura digital impulsiona o preconceito relacionado à população negra, tornando necessária a reflexão sobre o racismo no contexto atual. Com a finalidade de intervir nesta realidade, a Universidade Federal Fluminense (UFF) desenvolveu a pesquisa “QUEM NOS OLHA PELOS ESPELHOS?

Publicado em 28/09/2023

É inegável que, em todas as áreas da vida, a Inteligência Artificial (IA) tem se mostrado cada vez mais presente e com mais funcionalidades, que facilitam nas tarefas do cotidiano. Entretanto, por apresentar sofisticação e otimização tecnológica, pode facilmente ser percebida como uma ferramenta que é destituída de erros, não apresenta preconceitos e estereótipos, características comumente atreladas ao ser humano.

Publicado em 27/09/2023

Um estudo realizado pela Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA) revelou que, no ano passado, no Brasil, ocorreram 131 homicídios de pessoas trans. Além disso, outros 20 indivíduos tiraram suas próprias vidas devido à violência prevalente na sociedade brasileira, que se manifesta nas escolas, nas famílias e no poder público.

Publicado em 21/06/2023

Em abril, comemora-se o dia em que a Língua Brasileira de Sinais (Libras) foi reconhecida oficialmente como língua materna para os surdos, por meio da Lei nº 10.436, de 2002, sendo regulamentada como disciplina obrigatória nas universidades pelo Decreto nº 5.626, de 2005. Em diálogo com essa realidade, a Universidade Federal Fluminense (UFF), através de uma série de iniciativas desenvolvidas ao longo dos anos, busca promover a difusão e o aprendizado da Libras.

Publicado em 25/04/2023

A criminalidade entre jovens é um tema recorrente nos debates sobre segurança pública no Brasil. Mais de 117 mil adolescentes cumprem medidas de liberdade assistida e prestação de serviços à comunidade, de acordo com a Pesquisa Nacional de Medidas Socioeducativas em Meio Aberto, realizada em 2018. Somam-se a esse número os 26 mil jovens vinculados às medidas de semiliberdade e internação estrita, que escancaram a problemática presente na sociedade brasileira.

Publicado em 20/04/2023

Ser negro no Brasil é motivo para ser enquadrado como suspeito. Isso porque, de acordo com diversas pesquisas, a abordagem policial está ligada ao racismo presente na sociedade. Um desses levantamentos, coordenado pelo Centro de Estudos de Segurança e Cidadania (CESEC) e intitulado “Negro trauma: racismo e abordagem policial na cidade do Rio de Janeiro”, aponta que 68% das pessoas abordadas andando a pé e 71% no transporte público são negras, ainda que pretos e pardos somem 48% da população do estado.

Publicado em 13/04/2023

Na data de hoje é mundialmente comemorado o Dia Internacional da Mulher, ocasião em que elas são parabenizadas e presenteadas com flores e chocolates. Entretanto, a data marca muito mais do que uma simples homenagem às mulheres; ela reafirma a importância do estabelecimento de uma equidade de gênero em todos os âmbitos da vida, uma luta constante que muitas vezes é invisibilizada. Uma ação que caminha nesse sentido é a apresentação do Projeto de Lei (PL) do atual governo, que garante igualdade salarial de gênero.

Publicado em 08/03/2023
Subscrever Objetivo 10. Reduzir a desigualdade dentro dos países e entre eles