lançamento

“O racismo tem forte presença tanto na violência do Rio de Janeiro quanto nas formas como o Estado a enfrenta”. Assim o cientista político Jorge da Silva sintetiza a relação entre os dois pontos principais do seu livro “Violência e Racismo”.

A professora Neide Marinho lança o livro "Folia de reis - múltiplos territórios", no dia 28 de setembro, às 18h, na Livraria Icaraí, em Niterói. Adaptação da tese de doutorado defendida pela autora na PUC-SP, a obra trata da festa popular de caráter religioso que relembra a passagem bíblica em que os três reis magos viajam para conhecer e presentear o menino Jesus.

--> Como comprar

 

Publicado pela primeira vez em 1998 e reeditado em 2003, o livro acaba de ganhar sua terceira edição pela Eduff, com lançamento no dia 29 de setembro, às 18h, na Livraria Icaraí (Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí, Niterói).

Com 7.491 quilômetros de extensão, o litoral brasileiro proporciona ao país condições favoráveis à navegação e ao consequente desenvolvimento econômico. No entanto, de acordo com o cientista social Cezar Honorato, os portos do Brasil precisam ser modernizados. A partir da Companhia Docas de Santos, o pesquisador lança a segunda edição de seu livro “O polvo e o porto: a Companhia Docas de Santos (1888-1914)”. O evento acontece dia 22 de setembro, às 18h, na Livraria Icaraí, Rua Miguel de Frias, 9, Icaraí, Niterói.

Em "A dispersão da memória e da escrita em Milton Hatoum e Lobo Antunes" (Eduff, 2016), Véra Lúcia Ramos de Azevedo reflete sobre os pontos de articulação entre os dois escritores de língua portuguesa, aparentemente tão diferentes entre si.

De força produtiva a alimentação, o boi está presente na cultura brasileira desde 1534, quando foi trazido pelos portugueses durante o processo de colonização. Este é o ponto de partida utilizado pelos professores Flavio Moutinho e Sávio Bruno no novo livro da Eduff, "Se não fosse o pé do boi". O livro discute questões sociais, políticas, econômicas e ambientais que se relacionam ao uso do gado em seus mais variados papeis.

Recém-lançado pela Eduff, o livro "Entre direitos fundamentais e democracia - Superando a dicotomia no direito brasileiro", de Eder Fernandes Monica, aponta os caminhos possíveis para que a jurisdição constitucional brasileira supere a dicotomia entre direitos fundamentais e democracia.

O pesquisador Roberto Robalinho lança "Miragens e estilhaços da guerra: os filmes contemporâneos de ficção sobre a Guerra do Iraque" (Eduff, 2016). A partir da análise de "Guerra ao terror", "Zona verde" e "Guerra sem cortes", o autor propõe uma reflexão sobre de que maneira um grupo de filmes é capaz de traduzir uma guerra que tem origem no capitalismo contemporâneo pós-industrial. 

Dirigidos por diretores americanos consagrados, os filmes selecionados tratam do período da guerra pós-invasão de Bagdá e tentam dar conta das múltiplas vozes que coexistem no conflito.

O professor Roberto Robalinho lança o livro “Miragens e estilhaços da guerra: os filmes contemporâneos de ficção sobre a guerra do Iraque” (Eduff, 2016)”, no dia 22 de junho, às 19h, na Livraria da Travessa de Botafogo.

Na obra, o autor parte da análise das produções de “Guerra ao terror”, “Zona verde”  e “Guerra sem cortes” e propõe uma reflexão sobre como um grupo de filmes é capaz de traduzir uma guerra que tem origem no capitalismo contemporâneo pós-industrial. 

Partindo da análise de três obras da literatura angolana, a professora Roberta Franco discute infância e violência no livro recém-publicado pela Eduff  “Descortinando a inocência”. Na obra, a autora apresenta textos dos escritores Luandino Vieira, Pepetela e Ondjaki a fim de descortinar as relações entre ficção e história, com foco na imagem da criança e na presença da violência em diferentes contextos da sociedade angolana.

Páginas

Subscrever lançamento