Livro descortina infância e violência na literatura angolana

Print Friendly, PDF & Email

Partindo da análise de três obras da literatura angolana, a professora Roberta Franco discute infância e violência no livro recém-publicado pela Eduff  “Descortinando a inocência”. Na obra, a autora apresenta textos dos escritores Luandino Vieira, Pepetela e Ondjaki a fim de descortinar as relações entre ficção e história, com foco na imagem da criança e na presença da violência em diferentes contextos da sociedade angolana.

As três obras escolhidas por Roberta Franco retratam também três momentos distintos da história de Angola. Em “A cidade e a infância”, de José Luandino Vieira, o foco está nas transformações por que passou a cidade de Luanda na década de 1950, e que acabaram por originar divisão da cidade entre os bairros de asfalto e os de terra vermelha. Aqui, a exemplo de toda a sociedade, as crianças são sufocadas por um regime racista e opressor.

Em “As aventuras de Ngunga”, de Pepetela, o destaque está no interior do país como espaço da guerra de independência, onde os meninos e meninas aprendem a lutar pela liberdade.

Por fim, “Bom dia camaradas”, de Ondjaki, mostra a capital Luanda já no período de guerra civil, próximo às eleições de 1992. Com a conquista da independência alcançada, as crianças vivem a infância e, mesmo rodeadas pelo medo, já podem sonhar com um futuro melhor para Angola.

Sobre a autora
Roberta Franco é professora de literaturas portuguesa e africanas de língua portuguesa na Universidade Federal de Lavras. É doutora em literatura comparada pela Universidade Federal Fluminense e mestre em estudos literários, pela mesma instituição.

 

--> Como comprar

 

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Setor responsável: 
Telefone: 
2629-5290
Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.