Logotipo da UFF

Cultura

O processo crescente de destruição da natureza e dos conflitos por terra no Brasil nos obriga a refletir sobre a profunda relação entre as matas e florestas brasileiras e os povos indígenas.

Recentemente, a evidência de que são os diversos povos indígenas os responsáveis por evitar de maneira mais efetiva o desmatamento das florestas da América Latina e Caribe nos últimos anos foi constatada no novo relatório da ONU, e se soma aos alertas da premência do problema que esses povos enfrentam com a ameaça ao direito a seus territórios no país. 

Ciclo Nativas Narrativas

No contexto atual  tem se ampliado o interesse em nos voltarmos para as perspectivas e saberes dos povos nativos, embora de maneira tardia e mais lenta que o necessário, como que em busca de traçar outros caminhos frente à crise na qual a chamada “civilização” se encontra imersa. O cinema realizado pelos povos indígenas, há pelo menos três décadas, segue transformando as telas em janelas para outros mundos possíveis.

Contemplado no edital de Retomada Cultural, do Edital de Chamada Emergencial Aldir Blanc da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado do Rio de Janeiro, o espetáculo Eu, Moby Dick se prepara para uma nova viagem. Sob direção de Renato Rocha, a montagem criada a partir da dramaturgia de Pedro Kosovski, sobre a obra-prima de Herman Melville, fica em cartaz gratuitamente de 19 de março a 04 de abril no canal do YouTube do Centro de Artes da UFF.      

“FEIO in loco” é uma experiência teatral online, baseada na fábula “O Patinho Feio”, de H. C. Andersen. Feio é um pato que vive em uma granja industrial onde a produção de vida é controlada antes mesmo do nascimento até o último estágio do abate. Eles são parte de um processo industrial, filhos da máquina e do capital. Mas, e quando a natureza surpreende o controle biotecnológico e os avanços da engenharia genética? Até onde a natureza pode ser modificada tendo como finalidade o aumento do desempenho e do lucro? Até onde o ser humano é capaz de controlar a natureza?

O mundo do trabalho passa nas últimas décadas por profundas transformações, resultando em uma crescente precarização estrutural do trabalho em escala mundial. Os trabalhos estão cada vez menos estáveis e formais, e cada vez mais precarizados e desregulamentados. No entanto, embora sejam fenômenos globais, atingem de formas diferentes o Norte e o Sul, homens e mulheres, pessoas brancas, negras e indígenas – como ocorre com todos os fenômenos sociais.

O Projeto Trote Cultural UFF, que este ano comemora 20 anos, e é coordenado pela PROGRAD, já começou a mobilizar estudantes veteranos para promover a aproximação e integração dos ingressantes ao ambiente universitário. O evento oficial de recepção promete apresentar aos novos estudantes a UFF em seus diferentes cenários e frentes de atuação, lançar a nova edição do guia do estudante e divulgar as atividades que farão parte do Trote Cultural de 2020.2.

Com direção musical de Nilze Carvalho, a 2ª edição do “Festival Samba na Universidade” está marcada para os dias 22, 23, e 24 de fevereiro, sempre às 19h, e será transmitida pelos canais no YouTube do Centro de Artes UFF, da TV PUC RJ e do próprio Festival. Além de Nilze, cantora e instrumentista, a programação do evento traz Tia Surica, Áurea Martins, João Cavalcanti, Moacyr Luz e Moyseis Marques.

Nossa Bandeira Jamais Será Vermelha, Brasil, 2019, 72`, Livre
De Pablo Guelli

Filme denuncia concentração de mídia no Brasil

"A nossa bandeira jamais será vermelha" mostra que a escalada do país rumo ao fascismo ocorreu a partir do colapso do sistema de informações brasileiro.

O filme mostra a luta dos jornalistas independentes no Brasil para romper o embargo informativo imposto pelas 6 famílias que dominam o sistema de informação do país.

Subterrânea, Brasil,  2020, Ficção, COR, 83´, 14 anos
De Pedro Urano
Roteiro de João Paulo Cuenca
Com Silvana Stein, Negro Leo, Clara Choveaux, Helena Ignez, Cabelo Cobra Coral e Alexandre Dacosta

Sub
Sub solo
Sub terra
Sub mundo
Sub desenvolvido
Sub América
Sub verter
Sub liminar
Sub alterno
Sub mergir pelas matas ou nas ondas do mar
Sub way
(depois de H.O.)

Curta metragem Tailor + Longa-metragem Fabiana seguidos de debate com membros da equipe dos filmes.

Tailor, Brasil, 2017, COR, 9'47''
De Calí dos Anjos
Com Orlando Tailor, Tertuliana Lustosa, Bernardo Gomes, Miro Spinelli

Tailor é um cartunista transgênero que compartilha em sua página na internet experiências de outras pessoas trans e seus desafios dentro da sociedade. Um documentário animado sobre pessoas trans, feito por pessoas trans.

A famosa invasão dos ursos na Sicília, Animação, França/Itália, 2019, livre, 82´
De Lorenzo Mattotti

Tudo começa quando, Tonio, o filho do rei dos ursos, é capturado por caçadores nas montanhas da Sicília… Alegando o rigor de um inverno que ameaça matar de fome o seu povo, o rei decide então invadir a planície habitada pelos homens. Com ajuda de seu exército e de um mágico, ele consegue obter a vitória e acaba por reencontrar Tonio. Porém logo chega à conclusão de que o povo dos ursos não foi feito para viver no país dos homens…

Neste dia 12 de janeiro de 2021 se iniciam as comemorações dos 60 anos da Orquestra Sinfônica Nacional, pouco mais de vinte dias da celebração dos sessenta anos da própria Universidade Federal Fluminense, ocorrida em 18 de dezembro de 2020.

Mostra de filmes produzidos ao longo dos anos pela Universidade Federal Fluminense. Foram escolhidas obras cinematográficas representantes de cada década de produção da UFF, que contaram com a participação de técnicos, professores e alunos da Universidade, e que marcaram suas gerações. Após a exibição dos filmes haverá debate com os realizadores.

Curadoria de Tetê Mattos e Paulo Máttar.

Filmes que serão exibidos:

A Orquestra Sinfônica Nacional homenageia os 60 anos da Universidade Federal Fluminense com a apresentação da obra Série Brasileira, de Alberto Nepomuceno (1864 - 1920). Com produção musical do final do século XIX, o compositor ajudou a formar as bases de uma arte nacional, voltando-se para os temas do folclore e para as sonoridades da sua terra.

O vídeo será projetado na fachada da Reitoria. O projeto foi realizado por professores do Instituto de Artes e Comunicação Social.

Para celebrar os 60 anos de existência e resistência da UFF, o Centro de Artes convidou vários artistas, músicos e intérpretes em sua maioria, para participarem de uma apresentação online no dia 15 de dezembro, a partir das 19h. Soraya Ravenle, Mona Vilardo, Clara Santhana, Marcelo Caldi e Fred Martins, entre outras atrações, farão parte dessa comemoração, que ainda conta com a participação de músicos da OSN, do Quarteto de Cordas da UFF e do Conjunto Música Antiga da UFF. Um grande show em torno dos 60 anos de nossa universidade.

ÉRAMOS EM BANDO, Brasil, 2020, 54´, 12 anos
De Marcelo Castro, Pablo Lobato e Vinícius de Souza
Com Antonio Edson, Eduardo Moreira, Inês Peixoto, Julio Maciel, Lydia Del Picchia, Paulo André e Teuda Bara, Marcelo Castro, Vinícius de Souza, Gilma Oliveira e Davi Fonseca

O filme acompanha o Grupo Galpão durante um período de isolamento social. Impedidos de estrear no teatro a 25a montagem da companhia, devido a uma pandemia mundial, as atrizes e atores se encontram durante dez dias para uma primeira experiência artística no ambiente virtual.

GERAL, de Anna Azevedo
[RJ, 15 minutos. 35mm, Dolby, 2010]

A performance dos geraldinos nas últimas 5 partidas anteriores ao fim da Geral do Maracanã.

 

Integrado às ações referentes ao Mês da Consciência Negra, o debate on-line Teatro e consciência negra, é organizado e promovido pelo Centro de Artes UFF, que convidou três importantes representantes da militância negra teatral da atualidade, principalmente no Rio de Janeiro. São eles, Tatiana Henrique, Rodrigo França e Henrique Vieira (currículos abaixo), que serão mediados por Robson Leitão, diretor do Teatro da UFF.

 

CAVALO, Experimental, Brasil, 85min, 2020, 12 anos
De Rafhael Barbosa e Werner Salles

Envolvidos num processo artístico, sete jovens dançarinos são provocados a um mergulho em suas ancestralidades.

Primeiro longa-metragem fomentado por um edital público em Alagoas, “Cavalo” representa um marco para a política cultural do estado.

Sessão seguida de debate com elenco do filme.

Esta Série de LIVES tem como proposta inicial apresentar ao público um pouco mais sobre os músicos da OSN, suas pesquisas e evidenciar sua relação acadêmica e institucional com a Universidade Federal Fluminense.

SUPER ORQUESTRA ARCOVERDENSE DE RITMOS AMERICANOS, Documentário, Brasil, 77min, 2016, livre
De Sergio Oliveira

No dia 13 de novembro, sexta-feira às 16h, os violinistas Tomaz Soares e Ubiratã Rodrigues, membros do Quarteto de Cordas da UFF, estarão juntos em uma Live que celebrará os 250 anos de nascimento de Ludwig van Beethoven. Os dois músicos prepararam um guia apreciativo sobre as obras do mestre de Bonn compostas para quartetos de cordas. Desde a publicação do Op. 18, encomenda do príncipe Lobkowitz até a instável relação do compositor com o violinista Ignaz Schuppanzigh.

A RAINHA NZINGA CHEGOU, Documentário, Brasil/Angola, 74min, 2019, 10 anos
De Júnia Torres e Isabel Casimira

Antigos reinos, com suas coroas, séquitos e guardas, seus cosmos singulares, (re) existem hoje nas terras alhures das minas gerais. Três gerações de rainhas e uma travessia de volta, em visita aos domínios da mítica rainha Nzinga, e às terras dos reis do Congo, Angola, pelos descendentes da eterna Rainha da Guarda de Moçambique e Congo Treze de Maio, Isabel Casimira, presença central deste filme.

O DESMONTE DO MONTE, Documentário, Brasil, 85min, 2017, livre
De Sinai Sganzerla

Notícias do fim do mundo, Brasil, COR, ficção, 2018, 14 anos, 70´
De Rosemberg Cariry

O ator Alexandre Taylor trabalha coordenando um grupo de dança dramática popular, na periferia da capital Kibuna. O grupo é convidado pelo governador para fazer uma apresentação em uma festa oferecida ao embaixador de um país rico. Alexandre Taylor enxerga no convite o momento propício para o último e grandioso ato da sua vida, com consequências inesperadas, ao assumir o nome de Mestre Jacaúna.

#ProexEmAção divulga em parceria com o projeto de extensão Café com RH UFF Macaé, o lançamento do volume 2 da coletânea " Organizações e Sociedade: práticas e pesquisas em trabalho, educação e saúde", no dia 20/10 das 21h às 22h:30 na Agenda Acadêmica pela plataforma ZOOM.
O Livro foi patrocinado pela empresa Aker Solutions / Macaé . Fruto de um acordo de cooperação técnico científico entre o projeto que faz parte do LAPEEX- PSOT - Laboratório de Pesquisa, Ensino e Extensão - Pessoas, Subjetividade, Organizações e Trabalho. Participe!

Armorialize-se aqui e agora! O Centro de Artes UFF faz o caminho de volta ao irresistível centro do mundo armorial justamente na décima edição do Interculturalidades, evento que afirma a diversidade cultural e bombeia a ciranda dos encontros.

Dentro do projeto Chão da Terra, o encontro virtual “O Teatro e o Viver: documentário, ancestralidade e território”, trará grupos teatrais que falarão sobre espetáculos com elementos identitários e que colocam em evidência questões sociais e culturais de comunidades específicas.

Esta série de LIVES tem como proposta inicial apresentar ao público um pouco mais sobre os músicos da OSN, suas pesquisas e evidenciar sua relação acadêmica e institucional com a Universidade Federal Fluminense.

Esta edição conta com a participação do violoncelista Ronildo Alves e apresentação de Waleska Beltrami.

Cleópatra, Brasil, COR, ficção, 2007, 18 anos, 116´
De Júlio Bressane

O filme retoma a história da transição da República para o Império em Roma, com o protagonismo da egípcia Cleópatra, lírica e não épica, entre os romanos Júlio César Marco Antônio e Otaviano, o futuro Augusto. Premiado no Festival de Brasília em 2007.

 

Café com canela, Ficção, COR, Brasil, 2017, 103´, 14 anos
de Glenda Nicácio e Ary Rosa

Após perder o filho, Margarida vive isolada da sociedade. Ela se separa do marido Paulo e perde o contato com os amigos e pessoas próximas. Um dia, Violeta bate à sua porta. Trata-se de uma ex-aluna de Margarida, que assume a missão de devolver um pouco de luz àquela pessoa que havia sido importante pra ela na juventude.

Convidamos o público para ouvir as confluências entre os pensamentos e práticas das lideranças quilombolas: Nêgo Bispo da comunidade de Saco Curtume (PI), Diva Silva de Conceição das Crioulas (PE) e Juliene Pereira dos Santos de Cachoeira Porteira (PA).

Passagens, de Lucia Nagib e Samuel Paiva

Passagens mostra uma seleção de filmes brasileiros em que a utilização de expressões artísticas, como música, pintura, teatro e literatura constituem uma passagem para as realidades social e política. Para isso, o documentário exibe entrevistas com importantes cineastas brasileiros, como Kleber Mendonça Filho e Tata Amaral.

 

Na próxima sexta (18/09) Tomaz Soares e Ubiratã Rodrigues, integrantes do Quarteto de Cordas da UFF, falarão sobre a importância e papel determinante da música de câmara como formadora de músicos amadores, profissionais e grande público. Conversarão sobre a versatilidade e mobilidade de pequenos grupos e seu vasto repertório que abrange inúmeras linguagens musicais e artísticas. A transmissão será realizada simultaneamente pelas páginas no Facebook do quarteto e do Centro de Artes UFF e Youtube do Centro de Artes UFF. Imperdível!

Sessão do filme PARTIDA, seguida de debate com Caco Ciocler (diretor) e mediação de Paulo Mattar.

Partida, Brasil, 2019, COR, 94´, 14 anos
De Caco Ciocler

Diante do resultado da última eleição no Brasil, uma atriz decide candidatar-se à presidência da república e se juntar a uma trupe em uma viagem apaixonada em defesa de uma utopia: tentar passar a virada do ano nos braços de sua maior inspiração política, o ex-presidente do Uruguai Pepe Mujica.

2ª mesa online: 09 de setembro, quarta, 19h
Tema: "4 MULHERES, 4 CULTURAS: 4 PONTOS DE VISTA"

Composta por VÍDEOS MUSICAIS, esta atividade tem o objetivo de trazer para as redes sociais e demais plataformas audiovisuais as tradicionais Séries da OSN UFF.

Entre Julho e Setembro estão previstos 2 vídeos musicais por mês, lançados quinzenalmente, conforme ocorria com os concertos presenciais.

Sobre a obra
Santa Morena (Instrumental)

Sobre o compositor
JACOB DO BANDOLIM

“12 PESSOAS COM RAIVA” expõe um júri que, virtualmente, precisa decidir sobre a vida de um homem. Após temporada virtual de sucesso, a experiência volta para apresentação única, em parceria com o Centro de Artes UFF.

Copacabana – Auschwitz, Brasil/Polônia, 2018, 12´, Livre
De Jaiê Saavedra

Um aposentado tenta descrever sua rotina de morador de Copacabana, mas as memórias de seu aprisionamento no Campo de Concentração de Auschwitz invadem sua narrativa.

Tokio Mao, o último kamikaze, Brasil, 2018, 70´, Livre
De Marina Pessanha

Esta série de LIVES tem como proposta inicial apresentar ao público um pouco mais sobre os músicos da OSN, suas pesquisas e evidenciar sua relação acadêmica e institucional com a Universidade Federal Fluminense.

Esta edição conta com a participação da contrabaixista Lise Bastos e apresentação de Waleska Beltrami.

LISE BASTOS

Composta por VÍDEOS MUSICAIS, esta atividade tem o objetivo de trazer para as redes sociais e demais plataformas audiovisuais as tradicionais Séries da OSN UFF.

Entre julho e setembro estão previstos dois vídeos musicais por mês, lançados quinzenalmente, conforme ocorria com os concertos presenciais.

Sobre a obra
Escolhemos trazer o Rio como "um pouquinho de Brasil".

No dia 29 de julho, quarta-feira, às 17h, será realizado mais um capítulo do programa Conversatório, que promove conversas com artistas visuais. O evento é realizado pelo núcleo de Artes Visuais do Centro de Artes UFF e tem transmissão pelo YouTube oficial do Centro de Artes UFF e pelas páginas do Instagram do setor de Artes Visuais e do Centro de Artes UFF.

Num contexto onde as políticas de distanciamento social, ocasionadas pela pandemia da Covid-19, continuam vigentes, os diversos segmentos da vida social precisam ser reinventados, redescobertos, ressignificados. Um dos primeiros (e mais) impactados são as artes da cena, pois prescindem interação social e aglomeração de público no seu fazer. Paradoxalmente, arte e cultura têm sido o respiro de grande parte da sociedade. Diante das restrições impostas, atores, grupos e companhias de teatro vêm buscando outros meios de promover as artes da cena.

No dia 10 de julho, sexta, às 16h, o grupo Música Antiga da UFF estreia a live “Sons do Passado - Instrumentos Medievais” que será dividida em dois episódios.

O Centro de Artes UFF traz seu primeiro espetáculo de teatro totalmente adaptado para a internet. Em breve, outras montagens teatrais serão exibidas pelo Centro de Artes por meios virtuais.

Realizada pela Inquieta Cia., com os atores Gyl Giffony e Silvero Pereira e texto escrito por Rafael Barbosa, a peça propõe uma experiência inovadora, mas que se rende ao ritual teatral convencional, adaptado para uma encenação via Instagram.

O Centro de Artes UFF estreia a série “Conversatório”, na qual vão ser realizados diálogos online com nomes das artes visuais contemporâneas, nas mais diversas vertentes, sobre questões que estão sendo compartilhadas e discutidas também nas artes. O primeiro bate-papo acontece na terça-feira, dia 7 de julho, às 17h, nas páginas do Instagram do centro (@centrodeartesuff) e do núcleo de Artes Visuais (@artesvisuais.ceartuff).

Em sessão online seguida de debate, Centro de Artes UFF apresenta o longa “O Beijo no Asfalto” e filme dedicado a trabalhadora do Teatro da UFF

QUARTETOS DE CORDAS QUE VOCÊ PRECISA CONHECER
Dia 22/05 (Sex), às 16h

Live Quarteto de Cordas da UFF
Quartetos de cordas que você precisa conhecer!
Com Tomaz Soares

Tomaz Soares, primeiro violino do Quarteto de Cordas da UFF, vai conduzir o público no universo dos quartetos de cordas e apresentar um pouco da trajetória de vários grupos nesta formação, como Quarteto Guarneri, Quarteto Amadeus, Quarteto Turtle Island e outros.

A Direção, o Departamento e as Coordenações dos Cursos da FTH divulgam Lives  como parte da programação de atividades e ações para o período de distanciamento social.

Live organizada pela Faculdade de Turismo e Hotelaria da UFF.   

 

Acesso pelo Instagram  mba_pggs

Páginas

Subscrever Cultura