Logotipo da UFF

inclusão

A Universidade Federal Fluminense lançou o Edital nº 54/2020 de concurso público para 81 vagas de docentes em departamentos de ensino, oriundas de vacâncias por aposentadoria ou falecimento de membros do quadro docente nos últimos anos. A principal novidade será a implementação de uma política efetiva de inclusão racial e de pessoas com deficiência a partir de um formato inovador do edital.

Em “Encontros entre surdos e ouvintes na escola regular - Desafiando fronteiras” (Eduff, 2016), Luiza Teles Mascarenhas discute o poder da inclusão de pessoas com deficiência em escolas regulares. No livro, a autora Luiza Mascarenhas também destaca as condições inadequadas de trabalho dos professores e a falta de preparo e apoio para lidar com a inclusão dos alunos com necessidades especiais.

Orientado pelo princípio fundamental da preservação dos direitos mediante a equiparação de oportunidades para plena manifestação do potencial das pessoas, o Setor de Apoio Educacional elaborou o Plano de Acessibilidade e Inclusão do Campus UFF Aterrado.

O Laboratório de Audiodescrição em Obras Cinematográficas, projeto extensionista da Universidade Federal Fluminense convida para o projeto "Filmes Pra Cego Ver". 5 semanas, 5 temas, 5 filmes com audiodescrição no nosso canal no Youtube @laboratoriodeaudiodescrição.

O Cine NuERs (Núcleo de Estudos Rurais), a partir do documentário "CRIP CAMP: a disability revolution/ revolução pela inclusão", (Netflix, EUA, 2020), e com a assessoria de Peter Fremlin, especialista em políticas de inclusão, diretamente da cidade do Cairo, convida todos para uma conversa sobre inclusão, luta por direitos sociais e pandemia. A atividade contará com intérprete de libras. Para receber o certificado de participação, é necessário enviar email para: nuers.uff@gmail.com, com o nome completo no campo ASSUNTO.

A Universidade Federal Fluminense (UFF) lançou o Programa Integrado de Acesso Digital e Apoio às Atividades Remotas. A iniciativa reúne um conjunto de medidas que têm o objetivo de promover ações de qualidade no ensino por meio da inclusão e acesso digital de estudantes em situação de vulnerabilidade. São três eixos: 1) Apoio à inclusão e acesso digital; 2) Apoio à formação; e 3) Apoio à implementação na graduação e pós-graduação. Editais de chamamento estão em fase de finalização e serão divulgados em breve.

#ProexEmAção, em parceria com o projeto de extensão Libras em Saúde, divulga o vídeo na língua de sinais informando sobre a importante conscientização de combate à Sífilis Congênita para a mulher que planeja engravidar junto do parceiro. Faça o teste gratuito de sífilis o quanto antes e evite que a doença seja transmitida para o bebê.

A Comissão UFF Acessível e o DCE UFF Fernando Santa Cruz, realizam em 3/12, o Fórum de Acessibilidade e Inclusão da UFF.

A atividade aconteceu na última quarta-feira, 06/11, quando alunos, técnicos, professores e representantes da sociedade civil participaram da palestra sobre “Mobilidade Urbana e Calçadas”, no Campus do Aterrado. Organizado pelo professor Ilton Curty Leal Junior, do Grupo de Pesquisa em Tecnologia e Gestão (Geteg), o evento contou com o apoio do Programa de Pós-Graduação em Administração (PPGA) e do Setor de Apoio Acadêmico (SAA), do Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS).

#ProexEmAção divulga em parceria com o programa de extensão Rede GEAL-UFF e coordenado pela professor Jairo Werner, a realização da ExpoANTAR 2019, a 1ª Exposição UFF na Antártica. O evento ocorreu hoje no Campus Mequinho, Niterói-RJ.

#ProexEmAção divulga o programa de extensão "Inclusão Social através do Esporte", coordenado pelo professor Aurélio Pitanga Vianna.

Dois dias para ficar na história do movimento pela inclusão e acessibilidade na UFF. É assim que os organizadores e participantes da oficina Os desafios na inclusão do aluno com deficiência na sala de aula: possibilidades e demandas qualificaram/resumiram a importância da atividade organizada pelo Programa de Inovação e Assessoria Curricular (Proiac), da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) e a Divisão de Acessibilidade e Inclusão SENSIBILIZA UFF, da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes).

Com foco na acessibilidade e inclusão, uma parceria entre a UFF e a Prefeitura Municipal de Niterói, através da Fundação Municipal de Saúde (FMS), possibilitará a inovação na criação e confecção dos produtos de divulgação do órgão. Desde 25 de julho, boa parte dos cartazes, folhetos, banners e cartilhas produzidos pelo setor de artes gráficas da FMS passaram a receber um QR Code, que ao ser carregado no smartphone de um usuário com deficiência auditiva, possibilitará a obtenção de outras informações sobre o assunto, além das inseridas no material gráfico.

A Divisão de Acessibilidade e Inclusão SENSIBILIZA UFF, da Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes) e o Programa de Inovação e Assessoria Curricular (Proiac), da Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) vão realizar duas oficinas sobre Os desafios na inclusão do aluno com deficiência na sala de aula: possibilidades e demandas, nos dias 8 e 9 de agosto, de 9h às 17h30, na sala 201, no bloco A, no Campus do Gragoatá, em São Domingos.

Na edição do SiSU 2019/1, mais de 2500 estudantes que optaram por uma das modalidades de ação afirmativa de ingresso na Universidade Federal Fluminense passaram pelas comissões de verificação. A universidade é uma das pioneiras do Brasil em institucionalizar, dar transparência e definir critérios objetivos para a aplicação das políticas de cotas. São três comissões compostas para cada avaliação: socioeconômica, heteroidentificação e de pessoas com deficiência.

No dia 30 de novembro, foi realizado o II Seminário Anual de Avaliação do Programa Transdisciplinar de Educação Integral e Fortalecimento de Políticas Públicas, previsto pelo Programa Transdisciplinar de Educação Integral e Fortalecimento de Políticas Públicas, coordenado pela Faculdade de Nutrição e o Instituto da Saúde Coletiva.

A Universidade Federal Fluminense, por intermédio da Pró-Reitoria de Extensão, realizará o II Encontro dos Cursos Pré-Universitários Sociais da UFF na Agenda Acadêmica, que acontecerá no dia 17 de outubro de 2018, no horário das 14h às 17h, no Bloco A - Sala 304 - Campus do Gragoatá, São Domingos - Niterói-RJ.

Vem aí a Primavera da Inclusão.

Celebraremos o Dia da Luta da Pessoa com Deficiência com muita troca de experiência e conhecimento em busca de uma UFF cada vez mais acessível e inclusiva.

Participe! Divulgue!

Inscrições pelo link: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLSf_pxfHh6kojTMH2k7Xb_w7QkDu8OtYaXc7NMBtxIiaKsdzVA/closedform

Programação em anexo.

2º SAUFF – Atualidades e Assistência ao Autista
No 2º SAUFF pretende-se dar continuidade a discussões de alto nível sobre o Autismo, englobando atualidades sobre questões diagnósticas, intervenções terapêuticas e pedagógicas, além de políticas de inclusão da pessoa com autismo ao longo da vida.

Data: 19, 20 e 21 de setembro de 2018
Local: Auditório Moacyr de Carvalho Gama, Faculdade de Economia, Bloco F, Campus do Gragoatá.

Atividades previstas:
Palestras, mesas-redondas, oficinas, apresentação de trabalhos na forma de pôsteres e comunicação oral.

Evento organizado pelo Curso de Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão ( http://www.cmpdi.uff.br/

PROGRAMAÇÃO PROVISÓRIA (verifique no site https://simposiocmpdi.wixsite.com/ahsd)

Dia 25/07 (4ª feira)

8h/9h – Credenciamento

8h45 – Cerimonial de abertura

9h/10h – Mesa 1: Políticas públicas para a inclusão dos alunos superdotados

Mediador/coordenador responsável: Profa. Dra. Diana Negrão Cavalcanti (CMPDI)

Temos o prazer de anunciar que nos dias 23 e 24 de julho de 2018, o Curso de Mestrado em Diversidade e Inclusão (CMPDI) realizará na Faculdade de Economia, Bloco F do Campus do Gragoatá, o II Simpósio de Deficiência Intelectual e Desenvolvimento Humano da UFF:  vida além da escola."

O objetivo do evento é construir um espaço de falas, ampliando o olhar para a Deficiência Intelectual nos campos da educação, saúde, acessibilidade e direitos humanos e discutindo alternativas que promovam autonomia.

Como acontece tradicionalmente no início do período letivo, a Divisão de Acessibilidade e Inclusão Sensibiliza UFF vai participar do Acolhimento Estudantil da UFF 2018.1, nesta sexta-feira, dia 16 de março, na quadra do Instituto de Educação Física, no Campus do Gragoatá.  A abertura oficial do evento será às 9h com a apresentação do Dancing Down, grupo de dançarinas com Síndrome de Down.

Temos o prazer de anunciar que entre 23 de julho e 7 de agosto de 2018 o Curso de Mestrado em Diversidade e Inclusão (CMPDI) realizará na Faculdade de Economia, Bloco F do Campus do Gragoatá, o “V Encontro em Diversidade e Inclusão da UFF”.

Esse encontro contará com o com apoio da Associação Brasileira de Diversidade e Inclusão (ABDIn) e reunirá seis eventos que versarão sobre diferentes temas.

Pré-Vestibular Curso MotivAÇÃO – Inscrições para o processo seletivo 2018

Inscrições: 04 a 08/12/17 e 08 a 10/01/18 - PRESENCIAL
PROVA: 15 e 16 de Janeiro de 2018

Local onde ocorrem todas as etapas e o Curso:
Prédio da Biologia (Antigo Prédio da Física), Sala 7
Rua Visconde do Rio Branco, n.º 47
Campus do Valonguinho – Centro – Niterói/RJ

 

Estão abertas as inscrições para o processo seletivo 2018 do Curso Pré-Universitário Social da UFF – PRAXIS.
Número de vagas: 150

Inscrições: 13 de novembro a 01 de dezembro de 2017 – Online:
https://sites.google.com/view/praxis-2018/

Entrevistas: 22 a 26 de janeiro de 2018
Prova: 30 de janeiro de 2018.

Foi realizada na tarde da quinta-feira, dia 09/11/2017, na Pró-Reitoria de Extensão, a primeira reunião entre a Coordenação do GT Refugiados, representantes da PROEX e dos Cursos Pré-Universitários Sociais da UFF.

“Nada sobre nós sem nós!”

Você é servidor técnico-administrativo ou docente ou aluno com deficiência? Faça parte da construção coletiva de nossa Política UFF-Acessível!

Você não tem deficiência mas tem conhecimento técnico ou interesse pelo tema? Se alie a nós!
Participe!!!

Com a intenção de se tornar uma universidade cada vez mais inclusiva, após intensas negociações, a UFF receberá um investimento externo de R$ 619.289,00 destinado a obras de ampliação da acessibilidade em seus campi. A verba é proveniente de emenda parlamentar e vai ao encontro das ações de inclusão planejadas e desenvolvidas pela instituição através do Grupo de Trabalho Acessibilidade (GT).

A Educação é um dos instrumentos mais importantes de inclusão social, pois proporciona maiores oportunidades de ingresso qualificado no mundo do trabalho e constitui, sem dúvida, a base da participação das futuras gerações no desenvolvimento econômico, tecnológico, cultural e social de uma nação. É fundamental que a Universidade Pública estabeleça compromissos efetivos na formulação e implementação de políticas afirmativas.

Com o objetivo de cumprir com o estabelecido no Decreto 5.626/2005, que regulamenta a lei que reconhece e oficializa a Língua Brasileira de Sinais (Libras) como língua oficial da comunidade surda brasileira, a UFF criou o Curso de Extensão em Libras. Com início no primeiro semestre deste ano, o curso está em sua segunda turma.

O objetivo principal da atividade é promover a mobilização dos sentidos através de práticas de sensibilização e experimentação corporal para pessoas cegas e com baixa visão.

RODA DE CONVERSA INCLUSIVA
Acessibilidade e estrutura na UFF

O Sensibiliza UFF, junto com o Centro Acadêmico Evaristo da Veiga (Gestão Nenhum Direito a Menos), convida todos e todas à participarem de uma roda de conversa sobre acessibilidade e estrutura na UFF.

Quando o assunto é acessibilidade e inclusão, a UFF pode se orgulhar de atualmente contar com uma infraestrutura eficiente para atender a praticamente todas as necessidades dos candidatos que concorrem a vagas no quadro funcional da instituição.

Estão abertas as inscrições para o workshop "Planejamento participativo no paisagismo em espaços de convivência de instituições de ensino", fazendo parte da Semana Nacional de Ciência, Tecnologia e Inovação. O workshop terá como objetivo discutir os espaços de convivência em instituições de ensino e preparar um projeto para a Universidade Federal Fluminense, com foco na diversidade e inclusão. 

Dias 17 e 20/10/2016

Horário: 10:30h às 13h

Local: Escola de Engenharia, prédio novo, sala 530A / campus da Praia Vermelha

Dias 17 e 20/10/2016
Horário: 10:30 às 13h
Local: Sala 530A do prédio novo da Escola de Engenharia - campus da Praia Vermelha/ UFF
Rua Passos da Pátria - Boa Viagem - Niterói

Atividade desenvolvida em parceria com a Escola de Arquitetura e Urbanismo, Faculdade de Educação, Agência de Inovação/PROPPI e curso de Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão - CMPDI/ Instituto de Biologia

Responsáveis:
Anna Persia Bastos
Jorge Baptista de Azevedo
Rejany Dominick

A Divisão de Acessibilidade e Inclusão SENSIBILIZA UFF (DAI) inaugura nesta terça-feira, dia 30, às 14h, sua nova sala, no Espaço Proaes, no Campus do Gragoatá.  

O anúncio foi feito nesta quinta (18) durante coletiva promovida em Brasília.

Em maio de 2016, o então Ministro da Educação, Aloizio Mercadante, assinou a portaria normativa que estabeleceu o prazo de 90 dias para que as instituições públicas de ensino superior apresentassem propostas de inclusão de negros, pardos, indígenas e pessoas com deficiência em seus programas de pós-graduação.

A discussão de políticas e práticas de inclusão une os três novos livros publicados pela Eduff. "Narrativas do nao ver", "Encontros entre surdos e ouvintes na escola regular: desafiando fronteiras" e "Por uma política da narratividade: pensando a escrita no trabalho de pesquisa", das psicólogas Carolina Manso, Luiza Teles e Luciana Franco, respectivamente, serão lançados no dia 15 de junho, às 18h, na Livraria Icaraí, em Niterói.

 

 

No livro "Por uma política da narratividade: pensando a escrita no trabalho de pesquisa" (Eduff, 2016, R$ 25), a psicóloga Luciana Franco se lança no desafio de fazer pesquisa "com" o outro e não "sobre", a partir das impressões obtidas dos encontros com pessoas com deficiência e seus cuidadores. 

Os relatos e histórias que Luciana Franco narra são fruto dos encontros da autora durante um projeto de pesquisa no Instituto Benjamin Constant e da experiência como facilitadora em uma escola de ensino fundamental da rede privada do Rio de Janeiro.

Assegurada pela Constituição Federal de 1988, a educação visa ao desenvolvimento integral do indivíduo e ao preparo para a inserção cidadã. Mas nem sempre a teoria condiz com a prática, principalmente no que diz respeito à educação inclusiva.

Definida como estado da pessoa cega, a deficiência visual é popularmente reconhecida como uma limitação de um dos sentidos humanos. Em decorrência desse estereótipo de privação, os deficientes encaram inúmeros impasses ao longo da vida, principalmente no que diz respeito à imagem de incapacidade. É esse rótulo que a psicóloga Carolina Manso busca desconstruir no livro "Narrativas do não ver", lançado pela Editora da Universidade Federal Fluminense (Eduff).

Assegurada pela Constituição Federal de 1988, a educação visa ao desenvolvimento integral do indivíduo e ao preparo para a inserção cidadã. Mas nem sempre a teoria condiz com a prática, principalmente no que diz respeito à educação inclusiva.

Enquanto as obras da novas instalações no térreo do Bloco A, também no Gragoatá, não ficam prontas, a equipe do SENSIBILIZA vai fazer um plantão de atendimento na Biblioteca Central.  

Em breve, será inaugurada a nova sala, num local mais acessível, com mais comodidade para atendeimento da comunidade acadêmica com deficiência. 

Contamos com a compreensão de todos e agradecemos a parceria no movimento para tornar a UFF uma universidade inclusiva e cidadã.

A UFF recebeu nesta terça-feira a visita do MEC a fim de levantar dados sobre o avanço e as dificuldades de acessibilidade nos campi da universidade. A pauta reuniu integrantes da Proaes (Pró- Reitoria de Assuntos Estudantis), da equipe do Sensibiliza, parceiros das Superintendência de Documentação –SDC e Superintendência de Engenharia e Arquitetura e representantes do Ministério da Educação para discutir alguns assuntos de extrema importância para promover a inclusão na Federal Fluminense.

Na próxima quarta-feira, dia 21/10, será realizado um evento de conscientização UFF SEM BARREIRAS, a partir das 10h, no jardim da Reitoria.  A iniciativa é uma parceria da Divisão de Acessibilidade e Inclusão – Sensibiliza UFF (Proaes) e o Setor de Qualidade de vida do Servidor- SQVS (Progepe). O objetivo é chamar a atenção da comunidade acadêmica para a questão da inclusão e da acessibilidade, através da realização de uma série atividades de sensibilização.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO

A médica, professora e ativista, Izabel Maior, ex-Secretária Nacional de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência (SNPDP) é a convidada do Curso de Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão para fazer a palestra de encerramento do IV Workshop do CMPDI, que acontece nesta sexta-feira, às 14h no novo prédio do Instituto de Computação (térreo), no Campus da Praia Vermelha, em São Domingos, Niterói.

Desde a criação do Núcleo Sensibiliza em 2009, a universidade vem desenvolvendo projetos que permitem uma maior integração de alunos, professores e funcionários com deficiência no ambiente acadêmico. Hoje, por meio dos esforços da atual Divisão de Acessibilidade e Inclusão Sensibiliza UFF (DAIS), criada em 2013 e vinculada à Pró-Reitoria de Assistência Estudantil (Proaes), a instituição oferece uma bolsa para estudantes que acompanhem a rotina acadêmica de colegas com algum tipo de deficiência, seja ela visual, motora ou auditiva.

Páginas

Subscrever inclusão