Moradia

A Pró- Reitoria de Assuntos Estudantis divulgou hoje o resultado preliminar do Programa de Moradia Estudantil da Universidade Federal Fluminense de Angra dos Reis.

As solicitações de Reconsideração para os estudantes INDEFERIDOS, conforme disposto nos editais, deverão ser realizadas do dia 23 de junho até as 23h59 do dia 27 de junho de 2022 pela página do Sistema de Bolsas - Sisbol através do link: app.uff.br/bolsas

Os estudantes podem visualizar o motivo do indeferimento pelo próprio Sisbol.

Publicado em 22/06/2022

A Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis informa a abertura do processo de seleção dos Estudantes dos Cursos de Graduação Presencial da UFF, sediados em Angra dos Reis para preenchimento de vagas no exercício de 2022, no Programa de Moradia Estudantil da Universidade Federal Fluminense.

Serão disponibilizadas 33 vagas, sendo 17 vagas femininas e 16 vagas masculinas.

Publicado em 14/05/2022

Condições materiais de conexão digital são necessidades do mundo moderno e essenciais durante o ensino remoto. A Universidade Federal Fluminense (UFF) fez melhorias na infraestrutura dos laboratórios de computação da Moradia Estudantil de Niterói. Foram instaladas 40 máquinas e redistribuídas as baias para respeitar os parâmetros de distanciamento social em vigência durante a pandemia.

Publicado em 24/06/2021

Durante as décadas de 1980 e 1990, a Região Metropolitana do Rio de Janeiro assistiu ao surgimento de movimentos organizados de ocupação de áreas urbanas que resultaram na formação de bairros populares, hoje integrados à cidade oficial.

Publicado em 30/09/2020

Durante o isolamento social imposto pela pandemia, é importante que as pessoas possam ficar em casa com segurança e tranquilidade. Entretanto, em algumas localidades, como em favelas e periferias, é comum haver inúmeros casos de moradias irregulares e não legalizadas por seus ocupantes, o que torna mais difícil manter o resguardo e a segurança dessas famílias.

Publicado em 24/07/2020

O recente desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, na região central da cidade de São Paulo, trouxe à tona o debate sobre os movimentos organizados de ocupação de locais abandonados, que há alguns anos tem crescido e se fortalecido, especialmente nas grandes cidades do Brasil.

Publicado em 04/07/2018
Subscrever Moradia