Logotipo da UFF

Exposição “Um Rio de Patrimônios: Permanências e Transformações da Cidade do Rio de Janeiro"

Categoria: 
Onde: 
no Centro Cultural dos Correios
Quando: 
qui, 16/12/2021 - 12:00 até qua, 02/02/2022 - 19:00
Descrição: 

A exposição “Um Rio de Patrimônios: Permanências e Transformações da Cidade do Rio de Janeiro” conta com a curadoria de Andréa da Rosa Sampaio (Professora EAU-PPGAU/UFF) e Guilherme Meirelles M. de Mattos (Pós Doutorando PNPD-CAPES/ PPGAU-UFF) e produção de Adriana Milhomem (Arquiteta e Urbanista, Mestre pelo PPGAU-UFF). Contemplada com o Prêmio FUNARTE Artes Visuais 2020-2021, a mostra foi inaugurada no Complexo da FUNARTE, em São Paulo, e está em exibição no Centro Cultural dos Correios, no Rio de Janeiro, no período de 16/12/2021 a 02/02/2022, de 3ª a sábado, das 12:00 às 19:00h.

Trazida ao Rio de Janeiro pelo Ministério do Turismo, a Secretaria Especial da Cultura e a Fundação Nacional de Artes – Funarte, a exposição é desdobramento direto do projeto "Atlas do Patrimônio Urbano da área central do Rio de Janeiro", desenvolvido pelos curadores, com fomento do PIBIC-CNPq-UFF, PIBINOVA-UFF e CAPES, bem como se beneficiou da articulação com o projeto "Patrimônio e Habitação: Perspectivas Comparadas sobre Reabilitação Urbana", desenvolvido pela curadora com apoio de bolsas FAPERJ -JCNE, IC e TCT. Os projetos são realizados no âmbito do grupo de pesquisa (CNPq) Cidade como Documento da História Urbana (CiDHUrb), sediado no Programa de Pós-Graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFF.

Como um documento da história urbana, as permanências e transformações da Área Central da cidade do Rio de Janeiro são reveladas, nesta exposição, a partir de uma perspectiva urbanística do processo de preservação do seu patrimônio cultural.

A exposição “Um Rio de Patrimônios” ressalta a multiplicidade do significativo acervo de exemplares dos patrimônios arquitetônico, urbanístico, paisagístico e bens integrados às artes visuais concentrado na atual Área Central do Rio de Janeiro, que corresponde ao núcleo urbanizado até meados do século XIX da cidade colonial, e reconhecido como centro histórico da cidade” ressalta.

A mostra apresenta-se como um convite ao público para conhecer e desvendar o processo de salvaguarda do patrimônio cultural da área central carioca, a partir de percursos temáticos e cronologias.  São visões que expõem a vulnerabilidade, a resiliência e a potência do patrimônio cultural em meio à dinâmica de centro metropolitano.

O percurso é ilustrativo, também, da evolução tecnológica da cartografia aplicada a planos e ao mapeamento da cidade. Fotografias e cartografias antigas e atuais, em variados suportes e escalas, contribuem para dinamizar a leitura e potencializar a compreensão do conteúdo, culminando com a apresentação do aplicativo da pesquisa Atlas do Patrimônio Urbano da Área Central do Rio de Janeiro: https://atlasrio.maps.arcgis.com/home/index.html

Ao longo da exposição, desvenda-se a trajetória de embates entre a preservação do patrimônio cultural e projetos urbanísticos, que configurou a atual ambiência da área central da cidade. Os módulos da exposição buscam ampliar a compreensão das camadas temporais de projetos para a cidade e seus efeitos sobre a forma urbana. Percorre-se a história urbana do local, destacando casos emblemáticos destes embates, expondo edifícios de valor histórico e simbólico que foram demolidos, bem como aqueles que seriam perdidos, se não tivessem sido preservados como patrimônio cultural.

Como alerta quanto à importância da preservação do patrimônio para a memória coletiva e identidade da sociedade em relação aos espaços urbanos, a exposição propõe apresentar o patrimônio cultural como tema a ser inserido no cotidiano, como assunto não exclusivo dos técnicos especializados.

A exposição cumpre a responsabilidade social de difusão do conhecimento gerado na universidade pública, com fomento de órgãos de pesquisa, expondo o valioso material dos acervos institucionais e o fundamental trabalho dos órgãos de proteção ao patrimônio. A curadoria reforça a necessidade, cada vez maior, de a sociedade conhecer, valorizar e defender a continuidade da excelência do trabalho nas universidades públicas, nos arquivos e nas instituições de tutela do patrimônio, em prol do futuro da cidade e da própria sociedade.

Mais informações
Estas são as informações de contato do setor da UFF responsável pelo evento:

Responsável pelo envio do Evento

Sigla do setor Autor
scs Comunicação Institucional