HANSENÍASE OU LEPRA 

INFORMAÇÃO COMO PROFILAXIA

 

                           

Página Inicial        

Introdução         

Fatos Históricos      

Perguntas Freqüentes

Epidemiologia

Aspectos Imunológicos

Reações Hansênicas  

Lesões Neurológicas na Hanseníase

Profilaxia/  Prevenção

Papo Amigo

Links Úteis       

Artigos Científicos                 

Referencial Bibliográfico

Sobre esta Página

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agente Etiológico

 

Causada pelo Mycobacterium leprae, também chamado, Bacilo de Hansen, foi descrito pela primeira vez em 1873, por  Gerhard Armauer Henrik Hansen, como a primeira bactéria patógena para o homem.  Se apresenta sob a forma de bastonete, sendo álcool-ácido-resistente (BAAR) e parasita intracelular obrigatório. Tem reprodução muito lenta (12 a 14 dias) e afinidade por células do tecido cutâneo e  nervos periféricos. Permanece viável até 36 horas no meio ambiente ou aproximadamente nove dias à temperatura de 36,7º e umidade média de 77,6%.  Precisa de temperaturas mais baixas que a normal dos seres humanos (36,5º) para se desenvolver localizando-se,  preferencialmente,  em regiões mais frias do corpo, como: nariz, testículos e locais onde os nervos se encontram bem próximos à pele, como os lóbulos das orelhas.

 

 

Lâmina do Mycobacterium leprae

 

 

 

 

Contador de visitasFale Conosco: lepraouhanseniase@yahoo.com.br