A TRÍPLICE DIMENSÃO DA LINGUAGEM EM TEXTOS ESCOLARES ESCRITOS: UMA ABORDAGEM COSERIANA.

 

 

Salomé de Aquino Martins (mestranda)

Orientadora: Profa. Dra. Teresinha Bittencourt.

Subárea: Língua Portuguesa.

 

                Os professores de língua portuguesa dos ensinos fundamental e médio de escolas públicas e particulares vivenciam as inúmeras dificuldades existentes no trabalho com produção de textos escritos em língua materna.

                Enquanto a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional assegura o desenvolvimento do educando, a formação comum para o exercício da cidadania e meios para que progrida no trabalho e em estudos superiores, a realidade do planejamento de curso de língua portuguesa na Educação Básica, muitas vezes permeado de conteúdos estanques e apartados de uma prática real de exercício da linguagem, distancia ainda mais o aluno da atividade lingüística e, portanto, do exercício da cidadania. O professor, sem uma orientação lingüístico-pedagógica apropriada, se sente perdido e deslocado em todo o processo de ensino / aprendizagem de língua materna. Ainda segundo a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, o ensino médio, etapa final da educação básica, tem como uma de suas finalidades destacar a língua portuguesa como instrumento de comunicação, acesso ao conhecimento e exercício da cidadania.

                Diante desses aspectos do ensino de língua materna, centramos nossa dissertação de mestrado na questão da competência lingüística dos alunos, com a proposta de analisar textos escolares escritos de alunos oriundos de todas as séries do ensino médio. Tendo como fundamentação teórica a tríplice dimensão da linguagem, do linguista romeno Eugenio Coseriu, visamos a um planejamento de ensino de língua portuguesa que contemple os saberes elocucional, expressivo e idiomático, e corrobore para competência lingüística dos alunos.