Passagem ao ato e acting-out: duas respostas subjetivas

Roberto Calazans, Angélica Bastos

Resumo


O presente artigo delimita o conceito de passagem ao ato em relação ao acting-out e distingue as respostas subjetivas que envolvem. A partir das distinções propostas por Lacan entre eles com base no conceito de objeto a, busca-se situar o sujeito em ambas as modalidades de ato, com os objetivos de submeter à discussão clínica as passagens ao ato discretas e de interrogar o papel de suplência que supostamente desempenham. Para tal, são retomados dois fragmentos de casos de anorexia discutidos na literatura psicanalítica.

Palavras-chave


Acting-out; Passagem ao Ato; Psicanálise; Clínica

Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

http://www.uff.br/periodicoshumanas/public/site/images/sssantan/apoio_03_2014_30_357