Dimensão psicossocial da atividade física na velhice

Maria Silva Santana

Resumo


Objetivou-se identificar as representações sociais da atividade física no contexto dos programas para a terceira idade no município de Natal (RN), Brasil. Foi feito um estudo transversal de abordagem quanti-qualitativa. A amostra não-probabilística e por conveniência foi constituída por setenta indivíduos. Na coleta dos dados utilizou-se um questionário com dados sociodemográficos, associação livre de palavras e questão aberta. O núcleo central da representação foi composto por felicidade/saúde/dança e ginástica, revelando diferentes entendimentos e mostrando também que o conhecimento construído da atividade física assume um papel preponderante na vida de idosos, adquirindo gradativamente, a representação de “vida com mais saúde e qualidade na velhice”. A composição do núcleo central ao considerar elaborações mentais, emoções, práticas e explicações oriundas do cotidiano que se introduzem na constituição da representação social em foco, poderá influenciar as escolhas e estratégias de se desenvolver melhora nos padrões de saúde e na qualidade de vida dos idosos.

 

Descritores: Envelhecimento; Saúde do idoso; Psicologia Social.


Palavras-chave


Envelhecimento; Saúde do idoso; Psicologia Social.

Referências


ARAÚJO, L. F.; CARVALHO, V. A. M. L. Aspectos sócio-históricos e psicológicos da velhice. Mneme: Revista de Humanidades, Caicó, v.6, n.13, p. 228-236, jan. 2005.

AREOSA, S. C.; BEVILACQUA, P.; WERNER, J. Representações sociais do idoso que participa de grupos para terceira idade no município de Santa Cruz do Sul. Estudos Interdisciplinares sobre o Envelhecimento, Porto Alegre, v. 5, p. 81-100, 2003.

ABRIC, J. C. L’organisation interne dês representations sociais: sistème central et système périfhérique. In: GUIMELLI G. (Org.). Structures et transformations des representações sociais. Neuchâtel: Delachaux et Niestlé, 1994. p. 73-84.

BARBOSA, A. R. et al. Functional limitations of Brazilian elderly by age and gender differences: data from SABE survey. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 21, n. 4, p. 1177-1185, jul./ago. 2005.

BARDIN, L. Análise de Conteúdo. Tradução de Luiz Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Martins, 2008.

BRASIL. Resolução 196, de 10 de outubro de 1996. Aprova as diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 16 out. 1996. Disponível em:< http://conselho.saude.gov.br/resolucoes/reso_96.htm>. Acesso em: 29 dez. 2010.

CAMARGO, V. B. ALCESTE: um programa informático de análise quantitativa de dados textuais. Florianópolis: UFSC, 2005.

CARNEIRO, R. S. et al. Qualidade de Vida, Apoio Social e Depressão em Idosos: relação com habilidades sociais. Psicologia: Reflexão e Crítica, Porto Alegre, v. 20, n. 2, p. 229-237, maio/ago. 2007.

FERREIRA, M. et al. Efeitos de um programa de orientação de atividade física e nutricional sobre o nível de atividade física de Mulheres fisicamente ativas de 50 a 72 anos de idade. Revista Brasileira de Medicina do Esporte, Niterói, v. 11, n. 3, p. 172-176, maio/jun. 2005.

FREITAS, M. C. et al. Perspectivas das pesquisas em Gerontologia e Geriatria: revisão da literatura. Revista Latino-americana de Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 10, n. 2, p. 214-220, mar./abr. 2002.

JODELET, D. As Representações Sociais: um domínio em expansão. In: ______. (Org.). As Representações Sociais. 1. ed. Rio de Janeiro:EDUERJ, 2002. p. 17-44.

MACIEL, A. C. C.; GUERRA, R. O. Prevalência e fatores associados à sintomatologia depressiva em idosos residentes no Nordeste Brasileiro. Jornal Brasileiro de Psiquiatria, Rio de Janeiro, v. 55, n. 1, p. 26-33, jan./mar. 2006.

MATSUDO, S. M. M. Atividade física e envelhecimento: aspectos epidemiológicos. In: ______. (Org.). Envelhecimento e Atividade Física. 1 ed. Londrina: Midiograf; 2001. p. 60-70.

MOSCOVICI, S. Representação Social da Psicanálise. Rio de Janeiro: Zahar, 1978.

MOSCOVICI, S. On social representation. In: FORGAS, J. P. (Org.). Social cognitions perspectivas na everyday understanting. New York: Academic, 1981. p. 181-209.

OKUMA, S. S. O idoso e a atividade física: fundamentos e pesquisa. Campinas: Papirus; 1998.

PEREIRA, R. J. et al. Contribuição dos domínios físico, social, psicológico e ambiental para a qualidade de vida global de idosos. Revista de Psiquiatria do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, v. 28, n. 1, p. 27-38, jan./abr. 2006.

RAMOS, M. P. Os sintomas depressivos e as relações sociais na terceira idade. Revista do Departamento de Psicologia - UFF, v. 19, n. 2, p. 397-410, jul./dez. 2007.

REINERT, M. ALCESTE, une mèthologie d´analyse des données textuelles et une application: Aurélia de G. De Nerval. Bulletin de Méthodologie Sociologique, v. 26, p. 24-54, mar. 1990.

RIGO, M. L. N. R.; TEIXEIRA, D. C. Efeitos da atividade física na percepção de bem-estar de idosas que residem sozinhas e acompanhadas. UNOPAR Cient., Ciênc. Biol. Saúde, Londrina; v.7, n.1, p. 13-20, out. 2005.

SÁ, C. P. Núcleo Central das Representações Sociais. Petrópolis: Vozes; 1996.

SANTANA, R. L. F; POUCHAIN, G. C.; BISSI, L. F. A Previdência Social e o Censo 2000: Perfil dos idosos. Informe da Previdência Social-MS., Brasília-DF, vol. 14, n. 9, set. 2002. p. 01-20.

SHEPHARD, R. J. Envelhecimento, atividade física e saúde. Tradução Maria Aparecida da Silva Pereira Araújo. São Paulo: Phorte, 2003.

IBM. Statistical Packet for Social Science for Windows Release. Version 10.0.1. Standard Version. [S.l.]: Copyright. SPSS Inc. 1999.

TEIXEIRA, D. C.; OKUMA, S. S. Efeitos de um programa de intervenção para idosos sobre a intenção de estudantes de educação física de trabalhar com este grupo etário. Revista Brasileira de Educação Física e Esporte, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 137-149, abr./jun. 2004.

VELOZ, M. C. T.; NASCIMENTO-SCHULZE, C.; CAMARGO, B. V. Representações sociais do envelhecimento. Psicologia: reflexão e crítica, Porto Alegre, v. 12, n. 2, p. 479-501. maio/ago. 1999.

VERGÈS, P. Programas informáticos para análise de semelhanças e evocações. Aix-en-Provence: LAMES-CNRS, 1998.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0 .

http://www.uff.br/periodicoshumanas/public/site/images/sssantan/apoio_03_2014_30_357