Quinta, 19 Out 2017
Você está em:

Mip - Departamento de Microbiologia e Parasitologia

HISTÓRICO

 

O Departamento de Microbiologia e Parasitologia do Centro de Ciências da Saúde é constituído de sete laboratórios, os quais atendem os cursos de Farmácia, Odontologia, Enfermagem, Fisioterapia, Medicina, Biologia, Veterinária, Nutrição e Biomedicina.

Estabelecer um completo aprendizado no que condiz com o estudo da Microbiologia, da Parasitologia, da Imunologia e da Micologia nos processos de agressão e defesa em organismo humano ou animal, dependendo do curso e da devida área a ser estudada, é o principal intuito desse Departamento, que conta, ainda, com a promoção de estágios em seus laboratórios.

O Departamento de Microbiologia e Parasitologia foi criado em 1968, tendo como seu primeiro Chefe de Departamento o Professor Doutor Antonio Rodrigues Monteiro Filho (1906-1984), primeiro Professor Titular da Disciplina de Virologia (1969-1973). Destaca-se ainda o Professor José Otillio Leite Machado, como Titular da Disciplina de Parasitologia, que muito contribuiu para o crescimento do Departamento e do Instituto Biomédico.

O Departamento de Microbiologia e Parasitologia pertence ao Instituto Biomédico da UFF e atende ao Centro de Ciência Médica (CCM), ministrando aulas aos Cursos de graduação em Enfermagem, Farmácia, Medicina, Medicina Veterinária, Odontologia, Biologia, Nutrição e Biomedicina.

São ministradas disciplinas nas áreas de Microbiologia Geral, Microbiologia Médica, Microbiologia Oral, Microbiologia Especial Veterinária, Imunologia, Imunologia Médica, Imunologia Veterinária, Micologia, Micologia Médica, Parasitologia Humana e Parasitologia Veterinária. Possui 21 laboratórios, distribuídos entre os vários setores.

Além das atividades didáticas, desenvolve atividades de Pesquisa e Extensão. As principais atividades de pesquisa estão situadas nos setores de Microbiologia Geral, Micologia, Virologia e Parasitologia. No que diz respeito às atividades de extensão, são realizados, entre outros, análise microbiológica de água e alimentos, diagnóstico de leptospirose em animais, diagnóstico de doenças fúngicas em humanos e animais, sorologias, e diagnóstico de doenças virais em humanos e animais.
Este é um dos maiores Departamentos da Universidade Federal Fluminense. Os cursos que se beneficiam de nossa atuação são: Ciências Biológicas (MIP00139 Micologia), Enfermagem (com as disciplinas MIP3013 Microbiologia II, MIP03415 Microbiologia I), Farmácia (MIP03213 Micologia II, MIP03215 Virologia II), Nutrição (MIP3010 Bacteriologia I), Medicina (MIP07062 MAD I Virologia, MIP08043 MAD II Parasitologia e MIP08053 MAD II Micologia), Medicina Veterinária (MIP05002 Parasitologia V), Odontologia (MIP05111 Bacteriologia II, MIP03113 Micologia II e MIP03115 Virologia II) e Biomedicina (com MIP00043 Micologia, MIP03315 Virologia II) (MIP00038 Microbiologia, MIP00039 Parasitologia, MIP00042 Bacteriologia V, MIP00044 Parasitologia IX, MIP02014 Virologia I, MIP02016 Micologia III, MIP02025 Micologia V, MIP03003 Parasitologia I, MIP03006 Parasitologia IV, MIP03018 Virologia III, MIP03019 Micologia IV, MIP03027 Parasitologia VII, MIP05017 Bacteriologia III).

Toda essa dedicação acaba por repercutir com o reconhecimento público, sendo que o Departamento de Microbiologia e Parasitologia é largamente aceito como sendo de referência para diagnóstico, análise e desenvolvimento dentro das áreas de Microbiologia e Parasitologia.
Isso acaba por levar a um intenso envolvimento com os alunos da UFF que passam por nossas salas de aula (cerca de 2800 alunos/ano), muitos dos quais acabam por executar pesquisas e projetos de extensão durante o curso, ou mesmo retornam depois de formados para ministrar aulas: a grande maioria dos professores do Departamento são ex-alunos da Universidade.

Essa relação provoca um contínuo aperfeiçoamento de funcionários e professores, no intuito de oferecer continuamente o melhor de suas capacidades. O Departamento tem a menor incidência de desligamentos dentre todos os setores universitários, e os profissionais aqui lotados permanecem períodos prolongados no mesmo setor (muitas vezes, desde o início da vida profissional até a aposentadoria).