Anatomia dos Rins

Anatomia Macroscópica dos Rins

Os rins são recobertos na sua porção superior pelas últimas costelas, sendo o rim direito mais baixo que o esquerdo.

Topo

Anatomia Interna dos Rins

Internamente observam-se as pirâmides renais, com os chamados cálices , os quais drenam nas extremidades de cada pirâmide, sendo, então, a confluência dos ductos coletores dos néfrons que compõem aquela pirâmide. Os cálices confluem para a pelve renal.

Cálculos renais na região dos cálices podem provocar aumento da pressão hidrostática dos canalículos, retrogradamente aumentando a pressão na cápsula do Bowman, que acaba por dificultar a filtração glomerular. Nesse caso, o comprometimento da eliminação de excretas pode provocar uma insuficiência renal pós-renal.

A função renal pode ser comprometida por fatores pré, pós, ou presentes no parênquima renal (néfrons). A urolitíase (formação de cálculo) é o principal fator de insuficiência de fator pós-renal; um outro fator pode ser um tumor de retroperitônio, que comprima os ureteres provocando o mesmo tipo de obstrução. Dentre os fatores pré-renais, pode-se destacar a insuficiência cardíaca, quando a incapacidade de geração de fluxo renal suficiente dificulta a filtração e eliminação de excretas. Esse quadro é chamado de síndrome cardio-renal . A baixa perfusão renal pode ser também provocada por uma estenose ou ateresia (hipodesenvolvimento) da artéria renal; nesse caso, a insuficiência só existe em casos de estenose bilateral; caso contrário, a filtração no outro rim, que hipertrofia, compensa aquele comprometido.

Uma causa importante de insuficiência renal é o choque circulatório , que ocorre quando há uma hipovolemia, como em grandes hemorragias ou desidratação, ou num choque cardiogênico, decorrente de infarto agudo do miocárdio (IAM), com diminuição importante do débito cardíaco, ou no choque séptico, quando uma infecção bacteriana disseminada provoca vasodilatação generalizada, e descontrole na pressão e fluxo sangüíneos; nesses casos, pode-se, então, comprometer a perfusão renal, configurando uma insuficiência renal aguda pré-renal. A baixa perfusão do parênquima pode também levar a uma isquemia do mesmo, que pode então evoluir para um quadro de insuficiência renal de causa renal.

Topo