Verminoses

VERMINOSES

Monitora Suellen Gomes Barbosa

As doenças parasitárias causadas por helmintos e protozoários são uma das manifestações mais comuns em pediatria e responsáveis por um significativo número de internações. A maioria das infestações resulta da ingestão de ovos de parasitas, devido a isto, é mais freqüente em crianças maiores. Ascaridíase, estrongiloidíase, giardíase, ancilostomíase, oxiuríase, tricuríase, larvas mígrans visceral, são algumas das infestações mais freqüentes.

Diarréia, náuseas, vômitos, são alguns sinais que o portador de verminoses pode apresentar, variando de grau de acordo com o agente etiológico (parasita causador da doença). Destacam-se:

·        Ascaridíase (Ascaris lumbricoides): em infecções leves, manifesta-se assintomaticamente; caso haja infecção profusa pode ocorrer anorexia, irritabilidade, abdome aumentado, febre, cólica intestinal; casos mais graves podem levar à obstrução intestinal, apendicite, perfuração do intestino com peritonite, pneumonite, icterícia obstrutiva.

·        Estrongiloidíase (Stronggiloides stercoralis): em infecções leves, manifesta-se assintomaticamente; nos casos mais graves seus sinais e sintomas são respiratórios e também dor e distenção abdominais, náuseas, vômitos, diarréia.

·        Giardíase (Giardia lamblia): pode ser assintomática, mas geralmente manifestam sintomas em qualquer estágio, tais como: diarréia, vomito, anorexia, retardo no crescimento, cólicas abdominais, etc.

·        Ancilostomíase (Necator americanus): em individuos bem nutridos evolui sem problemas, mais intensamente manifesta-se por anemia, desnutrição, prurido e queimação.

·        Oxiuríase (Enterobius vermicularis): a principal manifestação é o prurido perianal intenso, podendo ocorrer dermatite e escoriações perianais secundarias ao prurido; caso os parasitas migrem há possibilidade de infecção vaginal e uretral.

·        Tricuríase ( Trichuris trichiura): as infecções leves apresentam caráter assintomático e infecções graves apresentam dor, distenção abdominal e diarréia.

Simples hábitos como lavar bem os alimentos antes de consumi-los, lavar bem as mãos após utilizar o sanitário, trocar as roupas de cama com freqüência, não andar descalço, manter as unhas curtas e limpas, devem ser adquiridos pela família para permitir que principalmente as crianças fiquem livres desses parasitas que tanto prejudicam sua saúde. Higiene é fundamental.  

 

REFERÊNCIA: BIEHL, Jane Isabel. Manual de Enfermagem em Pediatria. São Paulo: Editora Médica Científica, 1992.