Ementário

Ementário do Departamento de Ciência Política

GCP00068 – Política I
Objetivo do estudo da política: problemas de definição. A reflexão política entre os gregos. Principais temas e paradigmas do pensamento político medieval. A dessacralização da política e a emergência do realismo político. Ordem política e contrato.

GCP00069– Política II
As experiências iluministas: França, Escócia e Alemanha. Revoluções e pensamento político: França e Estados Unidos. Romantismo e utopismo.

GCP00070 – Política III
A constituição da ordem burguesa industrial e suas relações com a reflexão política. A construção da perspectiva marxista e suas relações com outras propostas de críticas política e social. O paradigma liberal democrático: Radicalismo filosófico, Stuart Mill e Tocqueville. A emergência de novas questões políticas: a incorporação das massas, o sistema partidário e as novas formas de ação coletiva.

GCP00071 – Política IV
A perspectiva weberiana. Burocratização e oligarquização da política: Michels. As críticas elitistas ao socialismo e à liberal democracia. Desdobramentos e inovações no marxismo do início do século XX. As alternativas totalitárias.

GCP00072– Política V
Metodologia e métodos e técnicas de pesquisa. Pesquisa em Ciências Sociais. Neutralidade e objetividade. Pesquisa em Ciência Política: Definição do tema/objeto, metodologia e métodos. Construção do referencial teórico, fontes e organização do trabalho de pesquisa. Ética e pesquisa. O trabalho monográfico.

GCP04049 – Política VI
Diversas etapas da elaboração de um projeto de pesquisa em Ciência Política. Escolha do tema, levantamento e discussão da bibliografia, definição das hipóteses e das fontes a serem pesquisadas.

GCP04050 – Política VII
Execução de um projeto de pesquisa em Ciência Política. Coleta e análise dos dados. Conclusões e elaboração do relatório final.

GCP04051 – Política VIII
Análise quantitativa em Ciência Política. Teoria, Hipóteses, dados, tratamento estatístico e seu significado. Estudos de caso.

GCP04052 – Política IX
Treinamento em análise quantitativa computadorizada em Ciência Política através do SAS.

GCP00079 – Introdução à Ciência Política
O objetivo da Ciência Política. Relações entre o público e o privado. Poder político. A dupla dimensão do poder político: Material (administração e repressão) e imaterial (legitimidade, ideologia, hegemonia). Poder, Estado e Sociedade. A formação do Estado Moderno e seus principais desdobramentos históricos. Temas fundamentais em Ciência Política: cidadania, formas de governo; justiça; igualdade; liberdade; solidariedade; partidos políticos; classes sociais; grupos de pressão; movimentos políticos; violência, opressão e medo. Estado e relações internacionais: a paz, a guerra e o terrorismo.

GCP04006 – Teorias Políticas Clássicas I
Análise crítica da reflexão política clássica. Platão, Aristóteles, Maquiavel, Hobbes, Locke, Montesquieu, Rousseau e Marx. A recorrência dos esquemas ideológicos. Estrutura geral do pensamento autoritário e liberal. A permanência do platonismo no pensamento político contemporâneo.

GCP04007 – Teorias Políticas Clássicas II (Teoria Política de Hannah Arendt)
Discussão dos principais tópicos da filosofia política de Hannah Arendt: a quebra da tradição e da autoridade, a lacuna entre o passado e o futuro; a questão da liberdade, o totalitarismo e a condição humana.

GCP04008 – Teorias Políticas Clássicas III (Pensamento Conservador)
A matriz conservadora. Reação à revolução francesa; pensamento conservador e liberalismo. A tradição romântica alemã. Burke, Bonald e Maistre. Conservadorismo e Positivismo. Comte e Saint-Simon. Ciência Social e pensamento conservador.

GCP04009 – Teorias Políticas Clássicas IV (A Tradição Liberal)
As origens do pensamento liberal. A dessacralização da política. As duas matrizes do liberalismo: contratualismo e utilitarismo. Hobbes. Locke. Hume. Bentham. Liberalismo e democracia. John Stuart Mill e Humboldt. Tendências contemporâneas da matriz liberal.

GCP04010 – Teorias Políticas Clássicas V (A Tradição Autoritária)
A Construção da ordem burguesa a partir de uma perspectiva autoritária. O papel privilegiado do Estado. Hobbes. Bodin. Bossuet. O Absolutismo. O despotismo esclarecido.A teoria da razão de Estado (Meinecke). O elitismo. O corporativismo. O fascismo.

GCP04011 – Teorias Políticas Clássicas VI (Pensamento Político Socialista)
Socialismo como campo marcado por múltiplas orientações. A igualdade e a liberdade como valores políticos e sua emergência em movimentos concretos. Os pensadores utópicos: Morrus e Campanela. Os niveladores e a revolução inglesa. Socialismo utópico e primeiros anarquistas. O pensamento revolucionário russo do século XIX.

GCP04012 – Teorias Políticas Clássicas VII (Socialismo Marxista)
Marx e a política. Análise de Marx sobre momentos políticos específicos. Marx e o socialismo. O embate com o anarquismo. Orientações marxistas no século XX. Questões contemporâneas do marxismo.

GCP04013 – Teorias Políticas Clássicas VIII (Teoria Política de Max Weber)
Leitura aprofundada da obra de Max Weber, a partir de seus textos e de estudos biográficos e analíticos sobre o autor e sua obra.

GCP04014 – Teorias Políticas Clássicas IX
Leitura aprofundada da obra de Karl Marx, a partir de seus textos e de estudos biográficos e analíticos sobre o autor e sua obra.

GCP04015 – Teorias Políticas Clássicas X (Teoria do Socialismo Democrático)
A reflexão socialista alternativa à matriz leninista. As contribuições de Bemstein, Kautsky e Rosa Luxemburgo. Problemas e perspectivas da XI Internacional. Socialismo democrático e descentralização política: autogestão e pluripartidarismo. Problemas atuais da social-democracia. Socialismo, liberdade política e regulação econômica. Socialismo democrático e liberalismo contemporâneo: tensões e afinidades. Socialismo democrático e perspectiva literária: antagonismo ou união necessária?

GCP04016 – Teorias Políticas Clássicas XI (Pensamento Político Anarquista)
As diferentes direções do pensamento anarquista. Bakunin, Kropotkin e Malatesta. Crítica ao Estado. Crítica ao Socialismo de Estado. Anarquismo filosófico e anarquismo político. Prática anarquista: Rússia, Espanha, Brasil, etc. O anarquismo revisitado.

GCP00083- Teorias Políticas Clássicas XII
A teoria Política de Max Weber: vida e obra, política e ciência, ética e política, poder e legitimidade, racionalidade e decisão. Max Weber e o pensamento político do século XX: possibilidades para o futuro da democracia no alvorecer do século XX. A democracia liberal.

GCP00084 – Teorias Políticas clássicas XIII
A “pólis” grega e a origem da democracia. Roma e a invenção das instituições públicas. O estado Moderno e o renascimento da democracia. As revoluções do século XVII e a consolidação do ainda distante futuro democrático. O século XIX: repensar a democracia a luz da crítica ao liberalismo e ao capitalismo.

GCP00085 – Teorias Políticas Clássicas XIV
Discussão de temas fundamentais para a ciência política clássica.

GCP0086 – Teorias Políticas Clássicas XV
Discussão de temas fundamentais para a ciência política clássica.

GCP00087 – Teorias Políticas Clássicas XVI
Discussão de temas fundamentais para a ciência política clássica.

GCP00088 – Teorias Políticas Contemporâneas I
O declínio dos “anos dourados”. A democracia entre duas grandes guerras: Weimar, uma lição. A opção do ocidente no segundo pós-guerra: a consolidação da democracia, o bem estar social e os novos rumos da política sob o capitalismo. Os anos 60 e a crítica ao Estado.

GCP00089 – Teorias Políticas Contemporâneas II
Lipset e a crença no futuro democrático, o mercado redefinindo o Estado e a cidadania. A poliarquia Dahlsiana. Escolha coletiva e escolha pública. Repensando o contrato social: Rawls, Nozick e Buchanan.

GCP 00090 – Teorias Políticas Contemporâneas III
A natureza do “político” no mundo contemporâneo. Democracia antes e depois do liberalismo. Democracia liberal. Dilemas políticos clássicos e revisões contemporâneas: governo democrático, participação, representação, delegação, exclusão e inclusão, igualdade e liberdade. Democracia associativa, democratização neoliberal: limites e possibilidades no século XXI.

GCP00091 – Teorias Políticas Contemporâneas IV
Raízes do conceito de cidadania: cidadania na “polis” grega. Cidadania pós-revolução Francesa: os direitos do “homem” burguês e do cidadão. A crítica marxista ao conceito. T.G.Marshall e o esquema evolutivo da cidadania: direitos civis, direitos políticos e direitos sociais. A trajetória da cidadania no Brasil: direitos políticos, direitos sociais – a cidadania “invertida”. Cidadania e exclusão. Cidadania e inclusão. A crítica feminista à promoção de cidadania no contexto neoliberal: o público e o privado.

GCP00092 – Teorias Políticas Contemporâneas V
Discussão de temas fundamentais para a ciência política contemporânea.

GCP00093 – Teorias Políticas Contemporâneas VI
Discussão de temas fundamentais para a ciência política contemporânea.

GCP00094 – Teorias Políticas Contemporâneas VII
Discussão de temas fundamentais para a ciência política contemporânea.

GCP04019- Teoria do Estado I
Relação entre sociedade e Estado nas diferentes concepções teórica, e suas conseqüências na organização política. Absolutismo, liberalismo, socialismo, bonapartismo e fascismo.

GCP04020 – Teoria do Estado II
A importância da estrutura do campo e o papel das classes rurais, aristocracia e campesinato, na constituição dos diferentes formatos políticos quando da modernização de sociedades agrárias. Estudo de casos.

GCP04021 – Teoria do Estado III
Cidades: organização e evolução; o meio urbano; política urbana, administração pública e o planejamento; o público e o privado; ideologia, participação e urbanização; cidadania e representação; a crise urbana.

GCP04022 – Teoria do Estado IV (Partidos Políticos e Sistema Partidário)
Surgimento do sistema partidário. Partidos, instituições e grupos sociais. Reflexões sobre os partidos – Weber, Marx, Lênin, Michels, Mosca, Rosa Luxemburgo, Gramsci, Schumpeter, Dahl, Downs, Bachrac, Sartori, Era etc. Perspectivas recentes: Bobbio, Cerroni.

GCP04023 – Teoria do Estado V (Análise de Políticas Públicas)
Diferentes modelos de análises de políticas públicas. Estado e políticas públicas: Processo decisório, atores e agências governamentais. Relações entre arenas decisórias e grupos de pressão. Processo decisório e sistema representativo. Formulação e implementação de políticas públicas: estudo de casos de políticas sociais, econômicas, etc. Estudos comparados sobre a tomada de decisões sobre policies.

GCP 00095- Teoria do Estado VI
Estado e sociedade na virada do século XXI: aspectos políticos, teorizações recentes, mudanças no Estado, crise do Estado-nação, novas configurações políticas pós-nacionais. Novas identidades políticas, novas formas de representação política. Governabilidade e governança. Tensões entre o público e o privado. Políticas sociais e gestão descentralizada. O Estado e as reformas neoliberais, globalização e integração regional.

GCP00096 – Teoria do Estado VII
Debate sobre questões contemporâneas acerca da justiça distributiva e da política social a partir da consideração das perspectivas, representações e ideologias surgidas nas análises sobre a crise do capitalismo, principalmente a partir dos anos 80. Discussão sobre as teorias neoliberais e neo-marxistas, além de novas abordagens sócio-antropológicas, focalizando o impacto que as profundas mudanças nos sistemas políticos e governamentais, além das mudanças nas relações de produção e do trabalho, têm tido sobre os atuais programas de “welfare”. Focaliza, portanto os padrões e mudanças na política social no mundo e no Brasil frente às novas questões trabalhistas do capitalismo contemporâneo e, mais especificamente, a política social brasileira do século XXI.

GCP04017 – Teoria das Ideologias I
O conceito de ideologia. O conceito da ideologia a partir da proposta de Marx. A possibilidade de uma teoria das ideologias. Ideologia e estrutura política. Ideologia e estrutura do inconsciente. A proposta de Freud. Ideologia e psicanálise.

GCP04018 – Teoria das Ideologias II
Principais modelos explicativos do meio urbano; utopias e realidades; processo de urbanização e justiça social.

GCP04037 – Trabalho e Pensamento Político Brasileiro I (1890/1922)
Pensamento político brasileiro e trabalhadores urbanos. Recuperação da “memória operária”. Influência das idéias socialistas no pensamento político brasileiro. O papel da imprensa. Os primórdios do processo de industrialização.

GCP04038 – Trabalho e Pensamento Político Brasileiro II (1922/1946)
Pensamento político brasileiro e trabalhadores urbanos. Radicalização política na década de 30. Influência das idéias socialistas no pensamento político brasileiro. O papel da imprensa. Os primórdios do processo de industrialização.

GCP04039 – Liberais e Autoritários no Pensamento Político Brasileiro
O liberalismo político e a estrutura oligárquica. Contradições elitistas do liberalismo brasileiro. Autoritarismo no Brasil: uma resposta à desorganização social? Contradição liberal do autoritarismo brasileiro. A importância do positivismo no pensamento político brasileiro.

GCP04040 – Teoria Sociopolítica Brasileira – OSPB
A produção teórica voltada para o processo político brasileiro do período republicano: a crise da revisão constitucional: Alberto Torres e Oliveira Viana. A Revolução de 30 e o golpe de 37: Azevedo Amaral e Francisco Campos. O surto industrial dos anos 50 e a formação das ideologias desenvolvimentistas: O ISEB, Hélio Jaguaribe e Nelson W. Sodré. Duas vertentes do pensamento acadêmico contemporâneo: Florestan Fernandes, Oliveiros S. Ferreira.

GCP04041 – Organização Social e Política do Brasil
Poder e política: conceitos de poder. Poder e classes sociais. Classes sociais, elites, massas. A formação do Estado Nacional Brasileiro. A estrutura social e política do Império. A estrutura agrária brasileira no período agrário-exportador, o patriarcalismo, a escravidão. A política oligárquica e sua crise. A transição e a emergência dos setores social-urbanos (os empresários, os operários, os setores médios, a tecnocracia). A estrutura do Estado após 30. A política populista. As perspectivas atuais da sociedade e da política brasileiras.

GCP04031 – Poder e Desenvolvimento no Brasil I – OSPB
O caso do Império e o desenvolvimento do capitalismo no Brasil. A Primeira República oligárquica: estrutura, organização e ideologia. A Revolução de 30: antecedentes e desdobramento; o estado de compromisso; os movimentos políticos radicais; AIB e ANL; o Estado Novo: organização, ideologia e significado; a rearticulação do Estado Brasileiro na economia internacional: Dutra e Vargas; o colapso do populismo; o novo Estado tecnocrático-militar.

GCP04032 – Poder e Desenvolvimento no Brasil II – OSPB
Agricultura de exportação, economia de subsistência e a questão do capitalismo autoritário; caracterização do Estado em conjunturas de industrialização tardia; papel do Estado no processo de acumulação capitalista: os períodos Vargas e Kubitschek. Política e planejamento econômico. A expansão recente do Estado, o Estado-empresário.

GCP04033 – Poder e Desenvolvimento no Brasil III – OSPB
A questão do Estado em conjunturas de industrialização tardia. Fases da industrialização brasileira do século XX; capital estrangeiro e setores industriais nacionais; políticas governamentais favoráveis à indústria; o papel da burguesia industrial; o movimento operário.

GCP04034 – Poder e Desenvolvimento no Brasil IV – OSPB
A crise do Estado imperial. A questão da escravidão. Imigração e força de trabalho. Cafeicultura e Industrialização. Classes sociais e poder político na Primeira República. O papel das Forças Armadas. Política e Ideologia no período. Partidos políticos e movimentos sociais. Crise econômica e crise política. A Revolução de 1930.

GCP04035 – Poder e Desenvolvimento no Brasil V – OSPB
Questões teóricas e propósito do populismo. Populismo e classes sociais. Industrialização e populismo. Nacional-desenvolvimenttismo. O PTB e o populismo. Populismo e lideranças políticas nacionais; Vargas, Juscelino Kubitschek e Jânio Quadros. Experimentos regionais de populismo (Ademar de Barros, Miguel Arraes). Crise do populismo.

GCP04045 – Poder e Desenvolvimento no Brasil VI
Diversas fases na elaboração de um projeto de pesquisa na área de política brasileira. Escolha do tema, levantamento e discussão da bibliografia, definição das hipóteses e das fontes a serem pesquisadas.

GCP04046 – Poder e Desenvolvimento no Brasil VII
Execução de um projeto de pesquisa na área política brasileira. Coleta e análise dos dados. Conclusões e elaboração do relatório final.

GCP00080 – Poder e Desenvolvimento no Brasil VIII
Discutir temas fundamentais para o pensamento político brasileiro.

GCP00081 – Poder e desenvolvimento no Brasil IX
Discutir temas recorrentes na política brasileira.

GCP00082 – Poder e desenvolvimento no Brasil X
Discussão de temais fundamentais para o Estado Brasileiro.

GCP04036 – Partidos Políticos no Brasil
A formação histórica dos partidos políticos brasileiros; os partidos de quadros e os partidos de massas; os partidos políticos e as classes sociais no Brasil; partido político e ideologia; o partido político e a estrutura do poder no Brasil.

GCP04042 – Poder Local no Brasil
Caracterização das oligarquias. Ascensão e declínio do coronelismo. Articulação do poder local com o poder estadual e poder Federal. A crise do poder local. Poder local e economia. Poder local e sociedade.

GCP04043 – Poder e Política no Estado do Rio de Janeiro
Decadência do café no Estado do Rio de Janeiro. Coronelismo. Especificidades da articulaçi do poder local com as outras instâncias do poder político. Interventoria e formação dos partidos políticos.

GCP04024 – Estudo Sobre a Violência Política e Criminológica
As fontes histórico-econômicas, política e socioculturais da violência na América Latina. A violência estrutural e a violência de conteúdo criminológico. O comportamento violento individual e coletivo.

GCP04044 – Propaganda Política
Propaganda política, marketing político e publicidade. Estado legitimidade, hegemonia e propaganda política. A experiência brasileira. Análise das campanhas eleitorais no Brasil.

GCP04025 – Relações Internacionais I
O conceito de relações internacionais. O desenvolvimento recente dos problemas fundamentais das relações internacionais. Blocos de potência e aliança. As questões básicas das relações internacionais; a guerra e a paz.

GCP04026 – Relações Internacionais II
Relações internacionais: sua estruturação como campo de reflexão. Metodologia e objeto. Teorias do imperialismo. Teorias da paz através do Direito. Teoria realista. Teoria da sociologia da história. Teoria da decisão. Teoria estratégico-militar. Teoria sistêmica.

GCP04027 – Relações Internacionais III
A formação do território brasileiro. Política externa e a questão das fronteiras. O processo colonial brasileiro e o quadro internacional. O Primeiro Reinado: o reconhecimento da independência brasileira. O Segundo Reinado: relações entre Brasil e Inglaterra. As guerras da Bacia do Prata. A República Velha. Política externa do período Vargas. Período 1945-1964. A Política externa independente. Período pós-1964; do alinhamento internacional ao “pragmatismo responsável”. Perspectiva da política externa brasileira.

GCP04047 – Relações Internacionais IV
Diversas etapas da elaboração de um projeto de pesquisa na área de relações internacionais. Escolha do tema, levantamento e discussão da bibliografia, definição de hipóteses e das fontes a serem pesquisadas.

GCP04048 – Relações Internacionais V
Execução de um projeto de pesquisa na área das relações internacionais. Coleta e análise dos dados. Conclusões e elaboração do relatório final.

GCP04028 – Poder e Desenvolvimento na América Latina I
A formação dos Estados Nacionais Latino-Americanos. Estrutura política no período agro-exportador: elites e oligarquias políticas: caciquismo, caudilhismo, coronelismo. Industrialização substitutiva de importações, urbanização e participação política. Organização das forças políticas na América Latina: partidos políticos e movimentos sociais. As ideologias políticas: nacionalismo, desenvolvimento, populismo, socialismo. Teorias sobre poder e desenvolvimento na América latina.

GCP04029 – Poder e Desenvolvimento na América Latina II (Estruturas Agrária e Política)
As diferentes empresas agrárias na inserção da América Latina no mercado mundial (plantations, haciendas, economiendas etc). Relações de classe e ordem política. As repercussões políticas das transformações do campo pela industrialização. Estudos de casos.

GCP04030 – Poder e Desenvolvimento na Ásia e na África
As lutas de independência nacional, bases sociais, organização e liderança; processo de colonização e descolonização. As novas ideologias políticas; nacionalismo e socialismo. O neocolonialismo. Perspectivas dos países afro-asiáticos.

GCP00097 – Estudos Estratégicos I
A especificidade da disciplina e suas relações multidisciplinares. Poder, Estado, sociedade e soberania. A perspectiva histórica: o surgimento dos estudos estratégicos. Estudos estratégicos no sentido amplo e estrito. Macro questões: a eficiência do poder militar em comparação com os meios econômicos e diplomáticos. Micro questões: desenvolvimento das forças armadas, estrutura, organização e equipamento. Estudos estratégicos e a ciência e a tecnologia.

GCP00098 – Estudos Estratégicos II
Estudos Estratégicos e os meios de operação na terra, no mar e no ar. A ação militar conjunta. A paz e a guerra. As revoluções. A defesa e a segurança: convergências e divergências. Estratégia de Estado e as suas bases sociais nacionais. Estudos Estratégicos e a sociedade internacionalizada.

GCP00099 – Relações Internacionais e Estratégicas: Brasil
Da política externa desenvolvimentista à política externa independente (1951 -1964). Segurança e desenvolvimento no regime militar: Brasil potência (1964/1979). Abertura política, resistência democrática e a crise do projeto do Brasil (1979/1990). Longo intervalo: o país em busca de um projeto. Reação ou deriva: globalização, MERCOSUL, ALCA. Crises dos paradigmas de desenvolvimento, defesa, segurança e diplomacia. Estratégia de Estado: entre alianças hegemônicas e alianças contra-hegemônicas.

GCP00100 – Estudos de Defesa
Estudos Estratégicos e os Estudos de defesa. Dissuação. Produção Bélica. A guerra terrestre. A primeira Guerra Mundial. A segunda Guerra Mundial. A Guerra Fria. As Guerras irregulares. Questão da defesa no século XXI. A perspectiva brasileira.

GCP00101 Relações Internacionais e Estudos Estratégicos
Relações Internacionais e estudos estratégicos. As principais Teorias Modernas e contemporâneas. As condições da guerra e da paz. As revoluções. Os militares, a política e a sociedade. Estratégia de Estado.

GCP00102 – Teoria e Análise dos Estudos Estratégicos
Ciência Política e Estudos Estratégicos, origens, desenvolvimento e sua situação atual. As estratégias de defesa, segurança e projeção de poder. Dissuassão, controle das armas, terrorismo e guerras irregulares. O poder terrestre, aéreo e marítimo. As causas da guerra e as condições da paz, ciência, tecnologia, indústria, defesa e desenvolvimento e suas relações com os estudos estratégicos. Estratégia de Estado.

GCP00073 – Política Social de Educação I
Ideologia e educação. Estado de Bem – estar, política pública e política social; genealogia dos conceitos e evolução histórica. Crise do Estado de bem – estar e dilemas decorrentes: descentralização, transformações da questão social. Estado, educação e sociedade. Educação como política pública/social.

GCP00074 – Política Social de Educação II
A formação do Estado nacional e o papel da educação: educação e colonização, educação das elites e educação das massas.

GCP00075 – Política Social de Educação III
Educação e nacionalismo. Autoritarismo e populismo e o papel da educação para o fortalecimento do poder político. Educação e resistência. Governo Militar e educação popular. Educação e Estado desenvolvimentista.

GCP00076 – Política Social de Educação IV
Perspectiva e tendências das políticas educacionais no período democrático. Educação como direito do cidadão. Descentralização, neoliberalismo e educação. O público e o privado nas reformas educacionais. A LDB e o plano nacional de educação. Reforma do Estado e da educação. Limites e possibilidades das reformas. Educação, cidadania e cultura política.