Apresentação

O projeto Escravidão Africana nos Arquivos Eclesiásticos-EAAE tem como objetivo chamar a atenção para a importância dos arquivos eclesiásticos na pesquisa sobre a escravidão no Brasil. O projeto foi realizado entre os anos 2003 e 2006 e deixou uma importante contribuição do ponto de vista da divulgação desta documentação, assim como um incentivo ao desenvolvimento de novas pesquisas.

Durante a vigência do projeto foram digitalizadas algumas series documentais dos arquivos da Diocese de Nova Iguaçu onde produzimos uma coleção digital de aproximadamente 13.000 imagens; e da Arquidiocese de Niterói onde digitalizamos uma coleção de aproximadamente 40.000 imagens. A documentação digitalizada priorizou os livros de Batismo, Casamento e Óbito onde os registros de escravos, forros e seus descendentes é bastante significativa. As séries digitais encontram-se abertas à consulta dos pesquisadores nos referidos arquivos.

O EAAE foi criado como um segmento do projeto Ecclesiastical Sources in Slaves Societies: Brazil and Cuba, financiado pelo National Endowment for the Humanities-NEH. Contou com a participação de três universidades: Vanderbilt University-VU (Profa. Jane Landers, diretora), York University-YU (Prof. Paul E. Lovejoy) e Universidade Federal Fluminense-UFF (Profa. Mariza C. Soares). No Brasil o projeto está vinculado ao Laboratório de História Oral e Imagem, do Departamento de História da UFF, contando ainda com apoio do Programa de Iniciação Científica PIBIC/CNPq da UFF. 

Em 2011 o projeto foi retomado e ganhou novo fôlego com recursos do projeto Sons e Imagens da Rememoração, financiado pelo edital Universal do CNPq e coordenado pela professora Ana Maria Mauad (Departamento de História-UFF/Labhoi). As imagens digitalizadas na primeira fase do projeto (2003-2006) foram convertidas em pdf, compondo os livros paroquiais e disponibilizadas em nova plataforma online. Novas transcrições foram feitas e adicionadas à página. A equipe do projeto se renovou através dos programas de Estágio interno da UFF (2010-2012) e das bolsas PIBICs/CNPq (2011-2013). Em 2012 o projeto passou a integrar o roteiro Escravidão e Igreja Católica do portal Identidades do Riofinanciado pelo edital Pensa Rio da Faperj e coordenado pela professora Hebe Mattos (Departamento de História-UFF/Labhoi), onde se destaca a documentação das irmandades.

Os conteúdos da nossa página estão sendo partilhados com a pagina da ESSS de Vanderbilt

A listagem das séries digitalizadas pode ser encontrada do item ACERVO desta página.

Estamos também disponibilizando transcrições de documentos, especialmente uma coleção de compromissos de irmandades, que podem ser encontrados em DOCUMENTOS.

Os documentos transcritos resultam do treinamento dos alunos do departamento de História da UFF em paleografia, podendo conter erros de transcrição. O projeto está aberto a contribuições no que diz respeito à divulgação de textos que façam uso da documentação eclesiástica, assim como de transcrições. 

e-mail: labhoi@gmail.com

 

Desenvolvido por Anaserrano com Drupal e Zen Theme