Categoria
Hospedagem Solidária da UFF recebe servidores do HuapA Universidade Federal Fluminense criou o projeto Hospedagem Solidária para oferecer estadia gratuita para profissionais da saúde do Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap) que, por motivos de saúde ou de logística, não possam voltar para suas residências durante o período da pandemia do novo coronavírus (Covid-19). São até 60 vagas no Hotel Solar do Amanhecer durante 30 dias com direito a café da manhã, almoço e jantar. O Hospedagem Solidária é uma iniciativa do Gabinete do Reitor, em conjunto com a Faculdade de Turismo e Hotelaria. As estadias começaram nessa segunda-feira, 27 de abril. O público alvo do projeto são todos os profissionais da saúde do Huap que, durante o período mais severo da pandemia, tenham alguma restrição para retornar às suas residências. Estas restrições podem ser em razão de possuírem algum familiar considerado do grupo de risco da doença ou devido à distância de suas residências. De acordo com o reitor da UFF, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, a Hospedagem Solidária é mais uma medida de cuidado e proteção dos servidores de saúde que atuam na linha de frente do combate à Covid-19. “Estamos providenciando hospedagem temporária para dar maior segurança aos profissionais de saúde. Muitos enfrentam problemas para chegar ao Hospital ou não querem colocar em risco familiares e pessoas próximas. Essa medida é fundamental para maior conforto e segurança sanitária dos servidores”, explica. A Faculdade de Turismo e Hotelaria da UFF prestou apoio ao Gabinete do Reitor na idealização e gerenciamento do projeto. Segundo o vice-diretor, Osíris Ricardo Bezerra Marques, a Faculdade uniu todas as partes importantes para que o projeto pudesse ser efetivado. “Vamos auxiliar a operacionalização do projeto até sua conclusão, quando, esperamos que todos os profissionais que se beneficiarem desta medida possam retornar às suas residências, saudáveis e com a segurança sanitária das suas famílias igualmente preservada”. Durante o planejamento do Hospedagem Solidária, foi feita uma cotação com quatro hotéis na cidade de Niterói que enviaram suas disponibilidades mínimas de quartos e valores. “Selecionamos o hotel Solar do Amanhecer, em Charitas, por ter apresentado o melhor custo-benefício. Durante todo o processo contamos ainda com o apoio e participação do próprio Huap, especialmente do setor de Gestão de Pessoas e da Enfermaria, da Pró-Reitoria de Planejamento, da Superintendência de Comunicação, além da própria Reitoria”, contou Osíris. Além disso, estão previstas algumas medidas de segurança sanitária durante a estadia no hotel. “Os hóspedes não farão check-in presencial, para que não precisem parar no balcão para preencher a ficha cadastral e entregar a documentação; o café da manhã será servido diretamente no quarto; as roupas de cama e banho serão tratadas de forma especial para evitar a contaminação, sendo trocadas, obrigatoriamente, todos os dias; os funcionários serão treinados especialmente para limpeza dos quartos e para utilização de equipamentos de proteção individual que também os resguarde”, detalhou o vice-diretor da Faculdade de Turismo e Hotelaria. As diárias se iniciaram dia 27 de abril e existe a possibilidade de prorrogação do prazo de duração conforme a necessidade e com a disponibilidade financeira da universidade. Está sendo avaliada, ainda, ainda a possibilidade e viabilidade da hospedagem poder servir de lugar de quarentena para os profissionais de saúde eventualmente infectados.