Mini curso - Gestão por competências: Por uma outra lógica - Modulo 1Este mini curso tem como objetivo refletir sobre o novo modelo de gestao por competências. Analisar o porque que muitas empresas  só fazem seleção por competências e não promovem toda a gestão por competencias. Nesta nova lógica o CHA impera ( conhecimento + habilidade + atitude). O diploma não é o mais importante, mas sim todo o valor da entrega. Empresas e lideres estao preparados para esta nova lógica na qual a meritocracia deveria prevalecer?Na logica do marcar aquele ou outro parceiro de modo a fazer uma venda casada ou oferecer um produto. Na lógica de exigir pro atividade e na pratica nao usar, na logica das indicacoes.  Por que as organizações estao falando que estão gerindo por competências? A Competência modismo ou realidade? iremos estudar conceitos, dimensões, tecnicas de mapeamento e a utilização pratica  deste modelo de gestão. O curso está dividio em 6 modulos ( presenciais e onlines). Este primeiro será presencial. Maiores informações caferhuffmacae@gmail.com
Grupo de estudo online - " Os sentidos do Trabalho" - Encontro 1Este grupo de estudo tem como objetivo  refletir sobre " sentido do trabalho" atraves do estudo dirigidos de textos. Serão utilizados textos de autores nacionais e internacionais como Estelle Morin e Ricardo Antunes. Iremos estudar  o impacto do sentido do trabalho na produtividade, na qualidade de vida dentro e fora do trabalho, no comprometimento, na saude, nas relações familiares e na vida social. Também será discutido a importancia de  propósitos e legados. Tal discussão torna-se necessária no contexto atual, principalmente no contexto universitário e de trabalho, nos quais estudantes se questionam " Por que estou na universidade"? Onde quero chegar com o nivel superior? Qual a relação disto com o mundo do trabalho? Como posso servir a soceidade com este conhecimento? Do mesmo modo traz uma reflexao para os profissionais que não estão satisfeitos com seus contextos de trabalho. Também permitirá aos empresário a repensar como a organização do trabalho impacta no sentido e na produtividade no trabalho. Enfim, tem atual que atinge a diferentes públicos. 
Grupo de estudo "A Face Oculta do Ouro Negro: Trabalho, Saúde e Segurança na Indústria Petrolífera Offshore da Bacia de Campos"GRUPO DE ESTUDO LIVRO:  A Face Oculta do Ouro Negro : Trabalho, Saúde e Segurança na   Indústria Petrolífera Offshore da Bacia de Campos AUTOR: Marcelo Figueiredo Coordenadores do grupo:  Profa  Izabela M. R. Taveira - Faculdade de Administração do ICM /UFF Macaé Prof Thiago Gomes  - Faculdade de Engenharia – UFRJ/ Macaé Inicio: 04/04/2017 -  Horário: 17:00 às 18:30 Obs: Os encontros ocorrerão todas às 3 feiras entre Abril e Julho, em sala a ser divulgada. Os certificados serão emitidos mediante 75% de frequência e entrega do trabalho final que será solicitado. Inscrições: caferhuffmacae@gmail.com ou pelo site do projeto ATENÇÃO: Atividade aberto a toda comunidade Macaense e de Rio das Ostras ( profissionais e estudantes). Vagas limitadas. INFORMAÇÕES DO PROJETO: Site -  http://caferhuffmacae.com.br/ Blog: http://caferhuffmacae.blogspot.com.br/ https://www.facebook.com/caferh.uffmacae
Grupo de estudo " Gestão Como Doença Social - Ideologia, Poder Gerencialista e Fragmentação Social"GRUPO DE ESTUDO LIVRO :Gestão Como Doença Social - Ideologia, Poder Gerencialista e Fragmentação Social AUTOR: Vincent de Gaulejac Coordenadores do grupo:  Profa Dra. Izabela M. R. Taveira - Faculdade de Administração do ICM /UFF Macaé Carolina Rosf Peroni Fernandes  - Bolsista de pesquisa Pibiq/ Proppi – Graduanda em Serviço Social pela UFF/ Rio das Ostras Luciana Maximiliano   - Voluntária do Projeto de extensão Café com RH – UFF/Macaé                 Inicio: 06/04/2017 -  Horário: 17:00 às 18:30 Obs: Os encontros ocorrerão todas às 5 feiras entre Abril e Julho, em sala a ser divulgada. Os certificados serão emitidos mediante 75% de frequência e entrega do trabalho final que será solicitado. Inscrições: caferhuffmacae@gmail.com ou pelo site do projeto ATENÇÃO: Atividade aberto a toda comunidade Macaense e de Rio das Ostras ( profissionais e estudantes). Vagas limitadas INFORMAÇÕES DO PROJETO: Site -  http://caferhuffmacae.com.br/  Blog: http://caferhuffmacae.blogspot.com.br/ https://www.facebook.com/caferh.uffmacae    
Importante vitória da UFF: Garantida a reposição das vagas docentes de 2016 e 2017Em agosto de 2016 fomos informados pelo MEC de que só poderíamos realizar concursos para docentes e técnicos administrativos na UFF, assim como todas IFES, se os editais fossem publicados até 31 de agosto daquele ano, por força do texto do Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) de 2017 que impunha este requisito para provimento de servidores. Esta norma foi controversa desde o início, visto que os Decretos 7.485/2011 e 8.259/2014 que dizem respeito o Banco de Professor Equivalente, - BPEq, estabelecem que em havendo disponibilidade de vagas no BPEq, é facultado às universidades federais, independentemente de autorização específica, “realizar concurso público e prover cargos de Professor do Magistério Superior”. O mesmo ocorre com os técnicos administrativos por força do Decreto 7.232/2010 que institui o Quadro de Referência de Servidor Técnico-Administrativo em Educação (QRSTA). No entanto, dada a insegurança jurídica causada pelo Projeto de Lei Orçamentária de 2017, o Fórum de Pró-Reitores de Gestão de Pessoas, vinculado à Andifes, orientou que as Ifes publicassem seus editais até 31 de agosto de 2016, para assim garantir ao menos a reposição de vagas surgidas até então. Obviamente que se prevalecesse este entendimento, que foi interpretado como um efeito concreto da aprovação da chamada PEC do Teto dos Gastos Públicos contra a qual a UFF lutou desde o início, haveria um déficit significativo de docentes já em 2017, pois as vagas surgidas após esta data não poderiam ser supridas. No dia 23 de janeiro de 2017, o vice-reitor da UFF Prof. Antonio Claudio Nóbrega, na função de reitor em exercício, se reuniu em Brasília na Secretaria de Educação Superior – Sesu, ocasião em que buscou debater a questão acima junto aos interlocutores no Ministério da Educação, apresentou a interpretação da UFF de que a Lei Orçamentária (LOA) aprovada no Congresso Nacional modificou o texto da mesma de forma que suprimiu a intenção da PLOA de limitar a reposição de docentes e técnicos. Isto levou o MEC a reformular seu próprio entendimento e passou a considerar que há sustentação legal ao provimento de pessoal das IFES, para aquelas vagas surgidas após 31 de agosto/2016. Formado este consenso, o MEC orientou para que a Progepe tomasse as providências necessárias para o levantamento das vagas remanescentes e formulasse uma complementação ao edital publicado em agosto/2016, possibilitando assim suprir as vagas surgidas após este momento até fevereiro deste ano de 2017. Os técnicos administrativos estão neste momento com concurso já em andamento, o próximo é previsto para o início de 2018. A atual administração da UFF segue no empenho de defesa dos interesses da sua comunidade, trabalhando para que mesmo em situações difíceis, seja possível obter importantes vitórias para garantir o cumprimento da sua missão universitária. Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas – PROGEPE Universidade Federal Fluminense  
Progepe acolhe novos servidores da UFFNo dia 24 de maio a Universidade Federal Fluminense e a Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas realizam o Acolhimento de Novos Servidores da UFF. O evento, que acontecerá no Auditório da Faculdade de Odontologia, no Campus do Valonguinho, é organizado pela Coordenação de Pessoal Técnico-Administrativo e terá a seguinte programação: 09:00 - Abertura 09:20 - Palestra do Reitor, Professor Sidney Mello 10:00 - Intervalo 10:10 - Palestra do Professor Fernando Vieira - Papel do Servidor Técnico-Administrativo na UFF 11:10 - Palestra  do Professor Bruno Affonso - Ética com o Servidor Técnico-Administrativo 12:30 - Encerramento
Progepe lança página no facebookA Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas da UFF (Progepe) lançou sua página no Facebook, como mais um canal de diálogo com a comunidade universitária e o público externo. Concursos, nomeações, progressões, licenças, saúde e qualidade de vida do trabalhador, legislação, direitos, deveres, serão informados periodicamente. Acompanhe.
Progepe reúne equipe para festejar 2015 e iniciar programação para 2016A Pró-Reitoria de Gestão de pessoas da UFF (Progepe) realiza nesta 3ª feira, 15 de dezembro, um encontro com suas equipes de trabalho, vinculadas às suas coordenações (CPTA, CPD e CASQ), ao DAP e à Escola de Governança e Gestão Pública (EGGP), para confraternizar entre si, festejar o encerramento do 2015 e renovar a programação dos trabalhos e esperanças para 2016. Haverá apresentação especial do saxofonista Dr. João, servidor da Casq, do Coral da UFF e sorteios de brindes. O evento, que contará com a presença do Reitor Sidney Mello e Vice-Reitor Antônio Cláudio, será às 15 horas no Teatro da UFF, na Reitoria.
Escola de Governança e Gestão Pública       A Escola de Governança e Gestão Pública (EGGP) é uma iniciativa da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progepe) para promover a formação institucional de agentes públicos, nos níveis de capacitação e qualificação. Sua missão institucional é a formação permanente desses agentes. Para cumpri-la tem por estratégia articular redes de cooperação envolvendo as unidades organizacionais internas à UFF, assim como instituições externas.      A EGGP buscará estimular os agentes públicos a processarem uma transformação das práticas profissionais e da própria organização do trabalho na UFF, estendendo esse conceito para outros agentes públicos.  Tal estímulo será pautado na valorização reflexiva e dialética das experiências vivenciadas no trabalho e na vida social. Sua atuação promoverá e reforçará os valores republicanos, entendidos aqui como enunciados promotores da equidade no tratamento universalista das demandas apresentadas à Universidade pela sociedade.      A EGGP foi criada para ampliar as possibilidades de capacitação e aperfeiçoamento de que trata a Lei nº 11.091/2015. Visa não apenas a produção dos efeitos de que tratam o Decreto nº 5.824/2006, da Presidência da República, mas também a potencializar o compromisso institucional por parte dos agentes públicos da UFF, em prol dos direitos dos cidadãos que demandam os serviços públicos por nós prestados.      Sua composição é enxuta para melhor se articular em rede. A EGGP é constituída de um Colegiado Gestor, composto de coordenadores dos projetos ativos, como instância máxima. As instâncias executivas são constituídas de uma Direção Geral e uma Divisão de Desenvolvimento e Articulação Institucional.      A EGGP também pretende incrementar o diálogo com outras instituições responsáveis pela formação de agentes públicos, sintonizada com enunciados do Decreto nº 5.707, de 23 de fevereiro de 2006, que instituiu a Política Nacional de Desenvolvimento de Pessoal (PNDP), a ser implementada pelos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional. Uma das diretrizes da PNDP consiste em priorizar, no caso de eventos externos de aprendizagem, os cursos ofertados pelas escolas de governo, favorecendo a articulação entre elas. Assim, nos interessa não só integrar o Sistema de Escolas de Governo da União (SEGU), nos aproximando de ofertas de capacitação e qualificação que dialoguem com o escopo do órgão ora proposto, como também ofertar as expertises que pudermos reunir a partir da articulação de nossa rede de colaboração interna.      A EGGP buscará estabelecer propostas de qualificação nos níveis de graduação, pós-graduação lato sensu e mestrado profissional. Também estimulará o concurso por parte dos agentes públicos da UFF aos diferentes programas de pós-graduação stricto sensu na UFF e em outras instituições. No que lhe couber, fará recurso às tecnologias nas modalidades presencial e semi-presencial, buscando oferecer possibilidades factíveis para as diferentes demandas e necessidades dos agentes públicos.      A EGGP, em resumo, se institui enquanto um dispositivo cuja estrutura se voltará especificamente para a coordenação de iniciativas que explorem as potencialidades existentes nas instâncias acadêmicas e universitárias existentes na UFF, bem como em outros órgãos com as quais se possam instituir convênios de cooperação. Buscará a formação de servidores públicos com forte compromisso institucional para a universalização do seu conhecimento e fazer. Breve histórico      A presente proposta de criação da EGGP, no âmbito da PROGEPE, teve seu início em dezembro de 2014. Nos meses subsequentes o debate foi ampliado, culminando no I Seminário da Escola de Governança e Gestão Pública, nos dias 19 e 20/3/2015. Como resultado dos intensos debates, a proposta de criação da EGGP foi referendada.      Como resultado desses debates foi consensuado que a EGGP fosse criada com uma estrutura mínima. A meta era e é que a mesma tenha maior agilidade na estratégia de articulação em rede. Afinal, é necessário aproveitar ao máximo os potenciais de ensino, pesquisa, extensão e inovação existentes nas Unidades Organizacionais da UFF e, eventualmente, de parceiros externos.  O propósito é potencializar propostas de capacitação e qualificação de agentes públicos.      O Seminário definiu pela criação de um Grupo de Trabalho que ficou encarregado de elaborar o Regimento da EGGP. Os membros desse GT se reuniram nos meses de abril e maio. O resultado desses encontros definiu por uma proposta de Regimento que foi encaminhada para discussão e eventual aprovação pelo Conselho Universitário, em função de se tratar de uma proposta que introduz modificações na estrutura da PROGEPE.
Pró-Reitoria de Gestão de PessoasA Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas é responsável pela política de Gestão de Pessoas da UFF, a ela cabendo o planejamento, a implementação, a coordenação, a supervisão e a avaliação dos processos de trabalho desta natureza. A Pró-Reitoria tem, por finalidade, o desenvolvimento de atividades voltadas aos servidores técnico-administrativos e docentes, dentre elas, capacitação e qualificação profissional, lotação e movimentação de pessoal, desempenho funcional, saúde e qualidade de vida, segurança no trabalho e saúde ocupacional, controle de pagamentos de pessoal, registros, direitos e vantagens, admissão e cadastro de pessoal, e procedimentos administrativos disciplinares. A PROGEPE possui em sua estrutura uma Secretaria Executiva (SEC/GEPE); a Gerência de Procedimentos Disciplinares (GPD/GEPE); a Gerência Administrativa e Financeira (GAF/GEPE); a Coordenação de Pessoal Técnico-Administrativo (CPTA/GEPE); a Coordenação de Pessoal Docente (CPD/GEPE); a Coordenação de Atenção Integral à Saúde e Qualidade de Vida (CASQ/GEPE); a Escola de Governança em Gestão Pública (EGPP/GEPE); e o Departamento de Administração de Pessoal (DAP/GEPE). Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas Mariana Milani Secretaria Verônica Romeo Gerência de Procedimentos Disciplinares Thaisa Nunes Ferreira Gerência Administrativa e Financeira Paulo Cornélio Coordenação de Pessoal Técnico-Administrativo Aline da Silva Marques Coordenação de Pessoal Docente Carla Rodrigues Coordenação de Atenção Integral à Saúde e Qualidade de Vida Fátima de Azevedo Loureiro Departamento de Administração de Pessoal Jackson Gomes Escola de Governança e Gestão Pública Antonio Batista