Outubro Rosa em Língua de SinaisA PROEX, em parceria com o projeto de extensão Libras em Saúde, divulga o vídeo na língua de sinais informando sobre o OUTUBRO ROSA, mês da importante conscientização sobre o CÂNCER DE MAMA e do cuidado com o teste individual nas mamas. Se conheça, se ame, se cuide!
PROEX divulga a realização do evento "Tinha que ser mulher", promovido pelo projeto de extensão "Café com RH"O evento aconteceu no Instituto de Ciências da Sociedade, Universidade Federal Fluminense – Campus Macaé, no dia 25 de junho de 2019, e discutiu temas ligados à rotina de trabalho de mulheres que deixaram de ser o “sexo frágil” em áreas antes predominantemente masculinas. Além disso,  contou com as participações das engenheiras Mariana Lima da Cunha (BRK Ambiental), Brena Poses (Ocyan S.A),  Wytila Chaga Sieczowski (Aker Solutions), Anelisa Sardella Godrim Hernalsteens (Schlumberger).    
Café com RH com Diversidade apresenta: Tinha que ser Mulher!“Não sabe dirigir direito. Só pode ser mulher!” // “Não entende nada de futebol, tinha que ser mulher” “TINHA QUE SER MULHER!” Com certeza você já ouviu alguém dizer essa frase alguma vez na vida. Essa frase faz parte do vocabulário brasileiro e é usada diariamente para diminuir e desqualificar a mulher. Mas o café com diversidade te convida a refletir sobre isso e trazer um novo sentido para esta expressão... Para isso, reunimos um time de peso para debatermos e refletirmos sobre gênero e trabalho. Convidamos mulheres que encaram todos esses preconceitos e quebraram esses paradigmas, conquistando assim seus espaços no mercado de trabalho com muito sucesso. Tinha que ser mulher mesmo, hein?! O café com diversidade convida você para uma roda de conversa sobre gênero e trabalho. Venha refletir conosco sobre este tema. TIME DE PESO: • Mariana Lima da Cunha Engenharia Química  - BRK Ambiental • Brena Poses Engenharia de Produção mecatrônica – Ocyan S.A. • Wytila Chaga Sieczowski Engenharia industrial elétrica – Aker Solutions • Anelisa Sardella Godrim Hernalsteens Engenharia mecânica – Schlumberger  Mediadores: Lucas Carvalho, Izabela Taveira, Guilherme Ferreira e Andressa Oliveira Convidamos todos os estudantes, profissionais e moradores de Macaé e região para participarem deste minicurso. Inscrições pelo site http://www.caferhuffmacae.com.br/eventos.php e durante o evento. Evento gratuito e aberto ao público.
PROEX promove mesa sobre violência simbólica e mulher na UFFO projeto de extensão “Por que também temos que falar de violência?” realizará a mesa “Violência Simbólica, Mídia e Democracia: reflexões sobre a mulher na política”, no dia 29 de maio, das 17h às 20h, no auditório do Bloco O – Campus de Niterói (RJ). A atividade tem como objetivo principal trazer reflexões sobre o papel da mídia na representação de mulheres ligadas à política brasileira, buscando demonstrar como elas sofrem diferentes tipos de violência, principalmente simbólica. A mesa enfatizará a legislação atual e como as políticas públicas são produzidas em um ambiente amplamente masculino e branco, demonstrando como seus corpos são regulados, e suas necessidades ganham sentido político na fala e nas ações de quem está em posição distinta da delas, em relações que implicam vantagens e desvantagens, vulnerabilidade, recursos para o exercício de poder no cotidiano em um espaço considerado como democrático. As inscrições são gratuitas pelo site www.extensao.uff.br/inscricao. O projeto de extensão “Por que também temos que falar de violência?” tem como objetivo principal desenvolver ações voltadas a discutir violências a partir de uma perspectiva de gênero. É uma ação ligada à Pró-Reitoria de Extensão da UFF (PROEX/UFF) e ao Instituto de Psicologia, coordenada pela Prof.ª Dr.ª Paula Land Curi.
Celebrando as Mulheres na Matemática. Celebrando as Mulheres no IME UFF.Objetivo Geral: Reunir a comunidade matemática, em diferentes lugares do mundo, para celebrar as mulheres na Matemática. O dia da Mulher na Matemática é dia 12 de maio, data de nascimento de Maryam Mirzakhani, e foi instituído no dia 31 de julho de 2018, na cidade do Rio de Janeiro, no encontro World Meeting for Women in Mathematics - (WM)2. O Instituto de Matemática e Estatística da Universidade Federal Fluminense (IME UFF) vai participar da iniciativa May 12- Celebrating Women in Mathematics (https://may12.womeninmaths.org/) com a realização do evento Celebrando as Mulheres na Matemática.Celebrando as Mulheres no IME UFF. . Programação: 9:00 – 9:30: Credenciamento. 9:30 -10:00: Abertura. 1) Dr. Celso Costa (Diretor do Instituto de Matemática e Estatística da UFF); 2) Dra. Cecília de Souza Fernandez (Coordenadora do Mulheres na Matemática); 3) Dra. Ana Maria Luz Fassarella do Amaral (Vice coordenadora do Mulheres na Matemática). 10:00 – 10:40: Palestra de Abertura: Minha escolha pela Matemática. Dra. Paula Murgel (GAN). 10:40 – 11:20: Roda de conversa com professoras do IME UFF: Dra. Andrea Gomes (GGM), Dra. Cecília de Souza Fernandez (GAN) e Dra. Maria João Resende (GMA). Mediadora: Dra. Ana Maria Fassarella do Amaral (GAN). 11:20 – 11:50: Filme “Quem são As Mulheres no IME-UFF?”. (Realizado por Ana Sanz, Camille Miranda e Tassiana Catein). 11:50-12:20: Homenagem à Dra. Suely Druck (Professora Aposentada-GMA). 12:20 – 12:30: Encerramento .   Inscrições gratuitas : De 11 de abril até 11 de maio. Para se inscrever, enviar e-mail para: mulheresnamatematica.uff@gmail.com Informar nome completo e instituição. No caso de aluna ou aluno, informar também curso e período.  
PROEX realiza atividades na Semana de Psicologia da UFFO projeto de extensão Por que também temos que falar de violência? realizou duas atividades durante a XI Semana de Psicologia da UFF que aconteceu no IPSi, entre os dias 04 e 08 de junho. No dia 5 de junho, das 16h às 19h, aconteceu a Mesa de debates: mulheres, deficiências e violências, cujo objetivo era refletir sobre a invisibilidade e a vulnerabilidade das mulheres com deficiência, evidenciando as violências de gênero por elas sofridas. A mesa contou com a participação da advogada feminista e Presidente da Comissão da Mulher do Instituto dos Advogados Brasileiros/IAB, Deborah Prates e das professoras do IPSi, Márcia Oliveira Moraes, Maudeth Py Braga e Paula Land Curi (coordenadora do projeto extensionista Por que também temos que falar de violência?). No dia 6 de junho, após a exibição do documentário intitulado Precisamos falar do assédio, foi realizado um debate sobre a violência contra a mulher no Estado do Rio de Janeiro, a partir de dados consolidados do Instituto de Segurança Pública do Estado e da Fundação Municipal de Saúde de Niterói. Participaram da mesa a psicóloga da CODIM/CEAM, Adriana Lins; a major da Polícia Militar do Estado do Rio Janeiro, Cláudia de Moraes; a musicista, graduanda em Pedagogia e membra do Conselho Estadual LGBT-RJ pela Associação Grupo para Todos do Município de Duque de Caxias (AGT), Kathyla Katheryne Valverde; e a médica pediátrica e coordenadora de prevenção às violências do DESUM/ FMS, Suely Costa. O projeto de extensão Por que também temos que falar de violência? tem como objetivo principal desenvolver ações voltadas a discutir violências, a partir de uma perspectiva de gênero, conjuntamente com diversos setores da sociedade. É uma ação ligada à Pró-Reitoria de Extensão da UFF e ao Instituto de Psicologia. Fb do projeto: http://Fb do projeto: https://www.facebook.com/temosquefalardeviolencia/  
PROEX realiza atividades na Semana de Psicologia da UFFO projeto de extensão "Por que também temos que falar de violência?" realizará duas atividades durante a XI Semana de Psicologia da UFF que acontece no ICHF entre os dias 04 e 08 de junho. No dia 5 de junho, das 16h às 19h, haverá a mesa de debates: mulheres, deficiências e violências, cujo objetivo é refletir sobre a invisibilidade das mulheres com deficiência, no que se refere às diversas violências sofridas por elas, principalmente em relação à violência sexual, e que as colocam em extrema vulnerabilidade. A mesa contará com a participação da advogada feminista e Presidente da Comissão da Mulher do Instituto dos Advogados Brasileiros/IAB, Deborah Prates; da Profa. Dra. da UFF, Márcia Oliveira Moraes; e da Profa. e doutoranda da UFF, Maudeth Py Braga. A mediação será da Profa. Dra. Paula Land Curi, coordenadora do projeto de extensão "Por que também precisamos falar de violência?". No dia 6 de junho, será realizado o cine-debate "Precisamos falar do assédio e de violência contra a mulher no Estado do Rio de Janeiro", cujo objetivo é refletir sobre os diferentes tipos de violência contra a mulher, a partir da exibição do documentário "Precisamos falar do assédio", apresentando dados atualizados sobre a questão da violência contra a mulher no Estado do Rio de Janeiro. Participarão da mesa a psicóloga da CODIM/CEAM Adriana Lins; a major da Polícia Militar do Estado do Rio Janeiro, Cláudia de Moraes;  a musicista, graduanda em Pedagogia e membra do Conselho Estadual LGBT-RJ pela Associação Grupo para Todos do Município de Duque de Caxias (AGT), Kathyla Katheryne Valverde; e a médica pediátrica e coordenadora de prevenção às violências do DESUM/ FMS, Suely Cotta. O projeto de extensão "Por que também temos que falar de violência?"  tem como objetivo principal desenvolver ações voltadas a discutir violências a partir de uma perspectiva de gênero. É uma ação ligada à Pró-Reitoria de Extensão da UFF (PROEX/UFF) e ao Instituto de Psicologia. A mediação será da Profa. Dra. Paula Land Curi. Acesse o Facebook do projeto: https://www.facebook.com/temosquefalardeviolencia/
PROEX participa de atividades sobre violência de gêneroA equipe de colaboradoras do projeto de extensão "Por que também temos que falar de violência?" participou da oficina “Discutindo Violência de Gênero no Ensino de Saúde”, atividade integrante do V Encontro Nacional de Ensino de Ciências da Saúde e do Ambiente (V Eneciências), no dia 15 de maio, das 9h às 12h, no Prédio da Física – Campus da Praia Vermelha, em Niterói - RJ. A oficina teve como objetivo refletir sobre o ensino de saúde na formação em psicologia, em especial sobre acolhimento de mulheres em situação de violência de gênero, além de promover, para novas integrantes do Projeto de Extensão, uma atividade voltada à formação interdisciplinar, sustentada na articulação entre ensino-pesquisa-extensão, buscando uma formação profissional mais cidadã. Os materiais construídos durante a oficina permaneceram até o encerramento do Encontro, no dia 18 de maio. O projeto participou, ainda, da Campanha contra o Assédio organizada pelo Centro Acadêmico de História, Coletivo de Mulheres da História e Associação Atlética de História, com a mesa de debates “Mulheres, Assédio e Violência Sexual”, no dia 23 de maio, das 17h às 19h, no Bloco P – Campus Gragoatá – Niterói, RJ. Nessa atividade, participaram como palestrantes a Prof.ª Dr.ª Paula Land Curi, coordenadora do projeto; Adriana Mota, socióloga e coordenadora da Articulação de Mulheres Brasileiras (AMB Rio); Leila Guidoreni, assistente social do Programa SOS Mulher HUAP; e Maria Luiza Cordeiro, psicóloga e técnica responsável pelo SOS Mulher da Maternidade Heloneida Stuart. Em junho, o Projeto realizará duas atividades durante a XI Semana de Psicologia da UFF (www.semanapsiuff.wixsite.com/2018). O projeto de extensão "Por que também temos que falar de violência?" tem como objetivo principal desenvolver ações voltadas a discutir violências a partir de uma perspectiva de gênero. É uma ação ligada à Pró-Reitoria de Extensão da UFF (PROEX/UFF) e ao Instituto de Psicologia. Facebook do projeto: https://www.facebook.com/temosquefalardeviolencia/
PROEX realiza atividades sobre Psicologia e Resistência O projeto de extensão Por que também temos que falar de violência realizará a atividade “Psicologia e Resistência: caminhando juntas na luta!”, no dia 28 de março, das 16h às 21h, no auditório do bloco P (Campus do Gragoatá), em Niterói. A primeira mesa acontecerá de 16h as 18h30; a segunda, de 19h as 21h. Haverá lançamento e venda de livros (ver programação). O evento visa, por meio dessa atividade em comemoração ao Dia Internacional de Mulher, dar destaque a luta das mulheres negras e resistir ao patriarcado e ao racismo, estruturantes e estruturais da sociedade brasileira. O encontro propõe refletir posicionamentos éticos e políticos nessa luta. A ação extensionista Por que também temos que falar de violência é vinculada ao Instituto de Psicologia e ao Programa UFF Mulher, coordenado pela Prof.ª Dr.ª Paula Land Curi e tem como objetivo principal desenvolver ações voltadas a discutir violências, a partir da perspectiva de gênero.
PROEX participa de atividade na UBS Santa BarbaraA equipe de colaboradoras do projeto de extensão Por que também temos que falar de violência? participou de roda de conversa e dinâmicas de grupo sobre o tema “Ser Mulher é”, no dia 20 de março, na Unidade Básica de Santa Bárbara (UBS), das 9h às 12h, em homenagem ao Dia Internacional das Mulheres – 8 de março. A atividade foi organizada pela UBS e teve como público as usuárias do serviço. O projeto, vinculado ao Programa UFF Mulher, é coordenado pela Prof.ª Dr.ª Paula Land Curi e tem como objetivo principal desenvolver ações voltadas a discutir violências a partir de uma perspectiva de gênero. É uma ação ligada à Pró-Reitoria de Extensão da UFF (PROEX/UFF) e ao Instituto de Psicologia. Saiba mais pela página do projeto no Facebook: https://www.facebook.com/temosquefalardeviolencia/
PROEX realiza ação na Casa de Acolhimento Lélia GonzalezO projeto de extensão Por que também temos que falar de violência?, cujo objetivo principal é desenvolver ações voltadas a discutir violências a partir de uma perspectiva de gênero, foi convidado pela Instituição Casa de Acolhimento Lélia Gonzalez para participar da roda de conversa: Uma reflexão sobre o Dia Internacional das Mulheres, no dia 10 de março. O objetivo da atividade, organizada pela Secretaria de Assistência Social e Direitos Humanos de Niterói, foi refletir junto às mulheres acolhidas pelo Centro de Acolhimento Lélia González sobre o que é ser mulher? e o que é ser mulher numa instituição para pessoas em situação de rua?, As usuárias do dispositivo de alta complexidade da Assistência Social de Niterói foram o público alvo da atividade. O projeto Por que também temos que falar de violência? é uma ação ligada à Pró-Reitoria de Extensão da UFF (PROEX/UFF) e ao Instituto de Psicologia, coordenado pela Prof.ª Dr.ª Paula Land Curi. A ação extensionista esteve ainda participando de apresentação de dois trabalhos no Seminário Gênero, Feminismos e Sistemas de Justiça, no dia 16 de março: 1) Formação de Multiplicadores para o Acolhimento de Mulheres em Situação de Violência de Gênero: relato de uma experiência extensionista em educação feminista; 2) Criminalização do Aborto: efeito do patriarcalismo. Autoras: Paula Land Curi e Luciana da Silva Oliveira (doutoranda em Psicologia pela UFF e voluntária do projeto).
Dia Internacional da Mulher na UFF: Mulher Presente e Futuro“No presente a mente, o corpo é diferente E o passado é uma roupa que não nos serve mais” Antônio Carlos Belchior Oito de março, dia Internacional da Mulher, já é considerada uma data de grande importância no calendário das comemorações mundial e, com certeza, nos remete a diversas reflexões sobre como estamos conduzindo nossas vidas. Há muitos simbolismos nessa data que iniciou, e perdura até os dias atuais, por uma luta por melhores condições de vida, reconhecimento, equidade, trabalho e, acima de tudo, sem violências e discriminações. A presença das mulheres em todas as atividades da sociedade vem aumentando dia a dia e se mostra cada vez mais evidente. Hoje as mulheres já comprovam (ou demonstram) que podem exercer as mesmas funções dos homens; mesmo tendo jornadas duplas ou triplas e sujeitas a trabalhos com menor remuneração e condições mais precárias. Isso é fato. Porém, esse crescimento ainda é lento e não reflete proporcionalmente a distribuição entre homens e mulheres em nosso país e porque não dizer, no mundo. Infelizmente ainda nos altos escalões das empresas e nos cargos político do Brasil, as mulheres continuam sendo minorias. Entretanto, é comprovado que nas Instituições de ensino e pesquisa, em especial na maioria dos  programas de pós-graduação, as mulheres são a maioria. Fato comprovado em nossa Universidade, onde pode-se perceber que cada vez mais alunas estão presentes nas salas de aula, mais professoras e servidoras técnicas e administrativas estão sendo admitidas. Na ciência brasileira as mulheres já são responsáveis por metade da produção de artigos. Mas, infelizmente, mesmo com boa qualificação e comprovada competência, ainda recebem salários e atuam em condições inferiores aos homens para desempenhar as mesmas atividades. Nesse dia de reflexão é preciso repensar na igualdade de gênero. Então, antes de parabenizar uma mulher no dia de hoje reflita se sua forma de agir está coerente com essa ideia! A Proppi, com a homenagem de hoje, "Mulher Presente e Futuro",  reconhece o valor da mulher e parabeniza as mulheres que ajudam a construir nossa Universidade-UFF. O evento será realizado nesta quinta-feira às 9:30 horas, no Auditório do NAB, Campus da Praia Vermelha - Rua Prof. Edmundo March, s/n, Boa Viagem - Niterói. Sua presença será de grande importância. Prof. Vitor Francisco Ferreira Universidade Federal Fluminense, Pró-Reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação
Evento comemorativo do Dia Internacional da MulherA Divisão de Promoção e Vigilância em Saúde - DPVS/Casq convida a comunidade universitária para participar do evento comemorativo em homenagem ao “Dia Internacional da Mulher”, no dia 09 de março, das 9h às 12h, na varanda do Centro de Artes da UFF. Programação: - Café da manhã; - Apresentação de dança clássica indiana, estilo Odissi, por Maria Aglae Pereira Lima, Mestre em Educação e especializanda em dançaterapia e dança oriental, pela Universidade Juan Carlos, de Madrid; - Apresentação de dança do ventre, por Priscylla Abreu de Mello Demetre Leventis, bailarina profissional e professora de dança do ventre ; - Make up, com Tatiana Vasconcelos, maquiadora e cabelereira; - Painel interativo; - Distribuição de receitas tipo low carb, com orientação nutricional; - Sorteio de brindes. Contamos com a sua participação!
PROEX participa de campanha contra violência domésticaNo próximo dia 21 de agosto, a Pró-Reitoria de Extensão da UFF, por meio do Programa UFF Mulher, participará do lançamento da campanha “Brasil pela Paz – na luta contra a violência doméstica”, no Teatro Popular Oscar Niemeyer, a partir de 16h. A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) e idealizadora da Campanha, ministra Cármen Lúcia, realizará a abertura do Evento. Organizada pelo CNJ, a campanha tem o apoio da AMAERJ (Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro), da AMB (Associação dos Magistrados Brasileiros), da Associação Clarke e da Universidade Federal Fluminense, dentre outras instituições de Niterói. O Programa de Extensão UFF Mulher levará ações que atuam nas áreas de gênero, diversidades, violências e saúde. Haverá palestras e depoimentos do médico homeopata Andrei Moreira; da campeã mundial de jiu-jitsu, Tatiana Porfírio; dos transexuais João Nery e Bruna Benevides; e de Helga Mansur, da Comissão OAB Mulher/Niterói. O evento contará com apresentações da Banda do Corpo de Bombeiros do Estado do Rio de Janeiro, do Coral da Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (APAC) de Sete Lagoas (MG), do Coral Operando sem Batuta, da Orquestra Aprendiz, da Unicirco e de alunos de jiu-jitsu e capoeira da Associação Clarke. No encerramento, haverá pronunciamentos dos presidentes da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro, Renata Gil, e da Associação dos Magistrados Brasileiros, Jayme de Oliveira Neto; de Philip Clarke, da Associação Clarke; e do prefeito de Niterói, Rodrigo Neves.
Saúde e atenção básica da mulher é tema de novo livro da EduffAlunos da graduação em Enfermagem da Universidade Federal Fluminense produziram a mais nova obra lançada pela Eduff, “Saúde da mulher na atenção básica: compilando informações que apoiam o ensino – aprendizagem na graduação de Enfermagem” (2016), cuja organização é do professor Audrey Vidal Pereira. Apoiados por professores da disciplina “Enfermagem em Saúde da Mulher”, os autores procuraram aproximar os futuros enfermeiros ao cotidiano profissional ao qual estarão submetidos. Os conteúdos apresentados nos cinco capítulos do livro foram escolhidos a partir de sua relevância e escritos de maneira clara e acessível. Na publicação, são enfatizadas a relação entre o processo de Educação em Saúde da Mulher na área da Enfermagem e a Política Nacional de Atenção Integral à Saúde da Mulher. Além disso, os autores destacam a importância na área da Estratégia Saúde da Família (ESF), para melhor atender a população. O prefácio do livro é do professor Valdecy Herdy Alves, do Departamento de Enfermagem Materno-Infantil e Psiquiátrica da UFF. Sobre o organizador O professor Dr. Audrey Vidal Pereira é enfermeiro e atualmente é professor Adjunto na Escola de Enfermagem da UFF. Tem experiência nas áreas de Saúde Coletiva/Estratégia de Saúde da Família e Saúde da Mulher/Enfermagem Obstetrícia. Saiba como comprar    
Mulheres na UFF 1. Projetos e Programas   Programa SOS Mulher HUAP O que é: Programa do Hospital Universitário Antônio Pedro que acolhe mulheres vítimas de violência sexual ou doméstica e oferece assistência emergencial e integral.   Endereço: R. Marquês do Paraná, 303 - Centro, Serviço Social – Ambulatório – CEP: 24033-900 Niterói Telefone: (21) 2629-9073 Coordenadora: Leila Guidoreni Contato da Coordenadora: leilaguidoreni@yahoo.com.br Informações em: https://www.facebook.com/sosmulherhuap/ http://www.uff.br/?q=noticias/17-10-2016/programa-sos-mulher-no-huap-atendimento-vitimas-de-violencia-sexual   Programa UFF Mulher O que é: Programa que propõe  realização de conferências, debates e reuniões para discutir a condição geral das mulheres na sociedade atual e contribuir para a diminuição das desigualdades, do preconceito e da desvalorização das mulheres. Endereço: R. Miguel de Frias, 9 – 6º Andar, Icarai, Niterói Telefone: (21) 2629-5192 Informações em: http://www.uff.br/?q=uff-mulher-e-o-8-de-marco-dia-internacional-da-mulher   Projeto Include Meninas O que é : Grupo do Instituto de Computação da UFF de incentivo e empoderamento de meninas nas áreas de Tecnologia da Informação. Endereço: Av. Gal. Milton Tavares de Souza, s/nº  (Instituto de Computação) São Domingos - Niterói Coordenadora: Karina Mochetti Contato da Coordenadora: kmochetti@ic.uff.br Informações e Contato em: https://www.facebook.com/include.meninas.uff/   Grupo Mulheres do IACS O que é: Grupo de estudos e ações artísticas auto-organizado que pensa o feminino, feminismo, mulher e sociedade. Participam mulheres do Instituto de Artes e Comunicação Social da UFF. Informações e Contato em: https://www.facebook.com/MulheresDoIacs/   WIE (Women in Engineering) - UFF O que é:  Grupo de afinidade que busca apoiar a presença feminina na área tecnológica e científica, formando uma comunidade acadêmica forte e participativa de mulheres e homens, igualmente capacitados, frente as entidades acadêmicas, ao mercado de trabalho e à sociedade de modo geral. Endereço: Rua Passo da Pátria, 156, bloco D, 5º andar, sala C52, São Domingos, Niterói Contato: wie.uff@gmail.com Presidente: Natália do Valle Informações em: http://sites.ieee.org/sb-uff/wie-uff/ https://www.facebook.com/wieuff/   Projeto Mulheres na Matemática O que é: O objetivo do projeto é atrair jovens alunas para a carreira de matemático, além de  promover a divulgação do trabalho acadêmico-científico realizado por matemáticas; em especial, por matemáticas brasileiras. Essa ação é uma tentativa de criar modelos a serem seguidos por tantas meninas, que se veem desestimuladas a seguir a carreira de matemático ou carreiras em áreas afins, como engenharia ou ciência da computação, por falta da identificação nessas áreas. Coordenadora: Dra. Cecília de Souza Fernandez Facebook: https://www.facebook.com/mulheresnamatematica/ Twitter: https://twitter.com/Mulheresnamate1 Instagram: https://www.instagram.com/mulheresnamatematica/ IME-UFF: http://www.ime.uff.br/ Departamento de Análise: http://www.depgan.uff.br/ SBM: https://www.sbm.org.br/   2. Núcleos de Pesquisa   Núcleo de Pesquisa sobre Direitos Humanos, Sociais e Cidadania – NUDHESC Coordenadora: Nívia Valença Contato: barros.nivia@gmail.com Informações: http://www.mapagir.uff.br/content/n%C3%BAcleo-de-pesquisa-sobre-direitos-humanos-sociais-e-cidadania-nudhesc   Núcleo de Pesquisa Histórica sobre Proteção Social/ Centro de Referências Documentais - NPHPS/CRD Coordenadora: Rita de Cássia Santos Freitas Contato:  ritacsfreitas@uol.com.br Informações: http://politicasocial.sites.uff.br/nphpscrd/   Núcleo Transdisciplinar de Estudos de Gênero - NUTEG Coordenadora: Hildete Pereira Contato: hildete43@gmail.com Informaçôes: http://politicasocial.sites.uff.br/nuteg/   Núcleo de Educação e Cidadania - NUEC Coordenadora: Marcia Maria de Jesus Peçanha Contato: nuecproex.uff@gmail.com Informações: http://www.nuec.uff.br/?q=node/7   3. Coletivos   Coletivo Bárbaras – UFF Campos Informações e Contato: https://www.facebook.com/groups/326138834142247/?ref=br_rs   Coletivo Diversitas Informações e Contato: https://www.facebook.com/diversitas.uff/?ref=ts&fref=ts   Coletivo de Estudos de Gênero, Sexualidade e Feminismos da UFF Informações e Contato: https://www.facebook.com/groups/987569787975559/?ref=br_rs   Coletivo Feminista Medusas – UFF Volta Redonda Informações e Contato: https://www.facebook.com/medusasdauff/?pnref=lhc   Coletivo Lamparinas Informações e Contato: https://www.facebook.com/coletivolamparinas/   Coletivo das Mulheres de Relações internacionais Informações e Contato: https://www.facebook.com/comriuff/   Coletivo de Mulheres - Economia UFF Informações e Contato: https://www.facebook.com/groups/852395118152210/?ref=br_rs   Coletivo de Mulheres Enedina Alves – UFF Informações e Contato: https://www.facebook.com/Coletivo-de-Mulheres-Enedina-Alves-UFF-156775478026794/?ref=br_rs   Coletivo de Mulheres UFF Informações e Contato: https://www.facebook.com/ColetivodeMulheresUFF/   Coletivo de Mulheres UFF - Niterói Informações e Contato:https://www.facebook.com/groups/1100430500017973/?ref=br_rs   Coletivo Negro Mercedes Batista Informações e Contato: https://www.facebook.com/groups/861972137181392/   Cunhã – Coletivo de Mulheres - Filosofia UFF Informações e Contato: https://www.facebook.com/groups/512526518907289/?ref=br_rs
UFF Mulher e o 8 de março – Dia Internacional da MulherO UFF Mulher, criado em 2010 pela Pró-Reitoria de Extensão (Proex), prepara uma série de atividades (conferências, cursos, workshops etc.) que será realizada ao longo deste ano e, divulgada previamente na página da UFF. A programação dará continuidade às atividades de valorização do papel da extensão universitária frente às questões sociais e relações de gênero. O UFF Mulher tem sentido a necessidade de expandir suas atividades, dentro da perspectiva extensionista, para a produção de conhecimento na área de direitos humanos, gênero, diversidade e políticas sociais. Por isso, com o intuito de ampliar as discussões em torno dessas temáticas tão importantes para a sociedade e atender a crescente demanda dos departamentos de ensino, o programa vem se reestruturando, o que tem levado à criação de um “Centro de Referência UFF Diversidade e Violência”, em que passa a atuar em duas grandes linhas investigativas: 1 – Gênero, Diversidade e Violência e 2 – Interseccionalidade, Violência e Cidadania. O programa UFF Mulher faz questão de lembrar que o dia 8 de março é um marco de luta pelos direitos das mulheres, mas as ações não devem ter apenas o intuito de comemoração, as reivindicações devem ser constantes, por isso é de grande importância que sejam realizadas também conferências, debates e reuniões com o objetivo de discutir a condição geral das mulheres na sociedade atual. Segundo Simone de Beauvoir, basta que aconteça uma crise política, econômica ou religiosa para que os direitos das mulheres sejam questionados, esses direitos não são permanentes, as mulheres precisam se manter vigilantes durante toda sua vida. As ações devem contribuir para a diminuição das desigualdades, do preconceito e da desvalorização das mulheres, pois mesmo com todos os avanços, as mulheres ainda sofrem, em muitos locais, com salários baixos, violência masculina, jornada excessiva de trabalho e desvantagens na carreira profissional. Portanto, a luta e a cobrança continuam, mas em prol da construção de uma sociedade que respeite as mulheres como cidadãs, como forma de construir uma sociedade mais democrática.  
UFF Mulher e Avon promovem workshop: violência contra mulherComo forma de refletir sobre os diferentes tipos de violência contra a mulher no ambiente universitário, a Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal Fluminense, por meio do Programa UFF Mulher e do Projeto Observatório de Violência contra a Mulher, em conjunto com o Instituto Avon realizarão o Workshop: Violência contra a Mulher no Ambiente Universitário. Esta atividade tem como objetivos: promover o debate, a troca de ideias, a reflexão, a ação, e, sempre, a indignação diante da persistência da violência contra a mulher no mundo contemporâneo, buscando formas de prevenir a violência na UFF a partir da participação dos diversos setores da Universidade. O workshop tem como público-alvo gestores de diferentes setores da Universidade, além de colaboradores e pesquisadores ligados ao programa e diversos projetos que o compõem. O ambiente universitário, que deveria ser apenas de interação e educação, também pode ser considerado um espaço de medo para a mulher. Diversas são as causas que contribuem para que isso ocorra: locais e acessos mal iluminados, falta de segurança, exposição a comportamentos machistas e violência de gênero são fatores determinantes para essa situação.  
II Seminário Mulher e Ciência no Estado do Rio de Janeiro: Desafios e ConquistasO evento objetiva discutir a desigualdade de gênero em diversos setores da sociedade brasileira; em particular, os setores acadêmico e científico. II Seminário Mulher e Ciência no estado do Rio de Janeiro: Desafios e conquistas    Comissão Científica: Profª. Dra. Ismênia de Lima Martins (PPGH-UFF) Profª. Dra. Cecília Fernandez (IME-UFF) Profª. Dra. Teresa Fernandez (Cemo-Inca) Profª. Dra. Andréa Telo da Corte (Museu do Ingá)   Programação:   9h | Credenciamento   9:30h | Abertura   10h | Conferencia: Ciência é coisa de mulher? Representação de gênero e produção científica Profª. Dra. Lana Lage Gama Lima (Profª. Titular da UENF/UFF/ Campos de Goitacazes)   12h | Almoço   14h | Mesa: Rompendo estereótipos Coord. Profª. Dra. Andréa Telo da Corte (Museu do Ingá) Profª. Dra. Teresa Fernandez (Cemo-Inca) Profª. Dra.Valéria Barbosa (Observatório Nacional) Profª. Dra.Giovana Xavier (UFRJ)   16h | Coffee Break   16:30 | Mesa Redonda: A participação feminina em diferentes áreas do conhecimento Coordenação: Profª. Dra. Ismênia de Lima Martins (PPGH-UFF) Profª. Dra. Cecília Fernandez (IME-UFF) Profª. Dra. Eliete Bouskela (UERJ) Profª. Dra. Hildete Pereira de Melo (UFF)   18h | Homenagens Este evento emitirá certificado de participação. Professora Cecília de Souza Fernandez, Pela Comissão Organizadora e Científica do evento. 
PROEX/UFF realiza curso em São Gonçalo: violência familiarO Programa UFF Mulher e a Coordenadoria de Políticas para Mulheres de São Gonçalo  realizarão, em setembro e outubro de 2016, o II Curso de Extensão: atualização em violência doméstica e intrafamiliar, em São Gonçalo. O curso tem como proposta fomentar um espaço de debates e de troca de experiências relacionadas à temática violência doméstica e intrafamiliar em diferentes segmentos da sociedade. Seus objetivos principais são proporcionar um processo de educação permanente para profissionais que integrem a rede de atendimento, analisar a violência doméstica de cunho intrafamiliar em diversos segmentos e possibilitar a construção de estratégias de intervenção. O curso reafirma a parceria entre o Programa de Extensão UFF Mulher e a Coordenadoria de Políticas para Mulheres de São Gonçalo, iniciada em 2015 com o I Curso de Extensão: atualização em gênero e violência contra as mulheres. Com o intuito de dar continuidade às discussões, o II Curso acontecerá entre os dias 06 de setembro e 4 de outubro de 2016, sempre às terças-feiras, das 9h às 13h, no auditório térreo do prédio do Ministério Público – situado na Rua Getúlio Vargas, nº 2670, em Santa Catarina, São Gonçalo – com duração de 4h/aula por encontro, totalizando 20 horas. O curso é gratuito e a pré-inscrição será realizada no período de 24 de agosto a 2 de setembro, no e-mail: cursocapacitacao2016@gmail.com. A confirmação da inscrição será presencial no 1º dia do curso. Receberão os certificados todas as pessoas que obtiverem 75% de presença nas aulas.
Programa UFF Mulher e o 8 de março – Dia Internacional da MulherEm 2010, a Coordenação de Difusão e Fomento à Extensão da Pró-Reitoria de Extensão da Universidade Federal Fluminense e professoras ligadas ao Núcleo de Pesquisa Histórica sobre Proteção Social e Núcleo de Direitos Humanos e Cidadania criaram o Projeto UFF Mulher tendo como marco inicial atividades comemorativas para o 8 de março - Dia Internacional da Mulher. Em 2013, devido à demanda de atividades ampliou sua temática para gênero,  transformando-se em Programa. Seu objetivo principal é promover o diálogo e a troca de saberes entre a Universidade e a sociedade por meio de diferentes atividades relacionadas às áreas de gênero, direitos humanos, saúde, cultura, educação e qualidade de vida. Em parceria com Ações Extensionistas da PROEX, projetos desenvolvidos por outras Pró-Reitorias e instituições externas à UFF, tem realizado diversas atividades em comunidades de Niterói e outros municípios do Rio de Janeiro. Pelo 7º ano consecutivo, o Programa terá sua abertura com uma programação especial e gratuita no Hospital Universitário Antonio Pedro – HUAP. A atividade levará para a comunidade interna e externa ao Hospital ações direcionadas aos cuidados femininos, à qualidade de vida e à violência contra as mulheres, bem como outras  importantes para a sociedade sobre esses temas.
Programa UFF MulherO Programa UFF Mulher tem por objetivo promover, ao longo de todo o ano, diferentes atividades relacionadas à questão de gênero, principalmente, debates com temas que permeiam desde a qualidade de vida, inserção no mercado de trabalho e enfrentamento à violência contra a mulher. Os diálogos propostos colaboram para que também os homens compreendam e participem das questões relacionadas ao universo feminino. Mais informações: TEL: 2629-5192 / 2629-5193 / e-mail: uffmulher@proex.uff.br