As Ciências do Mar ganharam um novo espaço de divulgação na CapesAs Ciências do Mar ganharam um novo espaço de divulgação: o "Diário de Bordo". Nesse novo espaço localizado no site da CAPES, serão compartilhadas as mais recentes iniciativas da área, realizadas com o apoio da Coordenação de Aperfeiçoamento de pessoal de Nível Superior (CAPES), por meio de seus programas e editais de fomento à pesquisa. O programa IODP – Capes/Brasil promove a adesão do Brasil ao Integrated Ocean Drilling Program (IODP). O IODP é um programa internacional de pesquisa marinha que utiliza equipamentos de perfuração pesado montados a bordo de navios para monitorar e retirar amostras do ambiente submarinho. Os cursos de Geologia e Geoquímica da UFF, que desenvolvem projetos de pesquisa sobre as mudanças climáticas, se beneficiam diretamente desse programa. As atividades desenvolvidas contam com a participação ativa de alunos de graduação e pós-graduação. O reitor Sidney Mello é membro do Comitê Executivo do Programa de Perfuração dos Oceanos da Capes, que responde, no Brasil, pelas atividades do IODP.
Reitor da UFF participa de reunião do Internacional Ocean Discovery ProgramO reitor da UFF, Sidney Mello participou, entre 11 e 13 de maio, de reunião do International Ocean Discovery Program (IODP), realizada em Washington, na sede da National Science Foundation (NSF) - principal agência de fomento à pesquisa dos Estados Unidos. A reunião teve como objetivo central o planejamento de expedições de perfuração oceânica em todo mundo, com especial atenção para o Atlântico Sul. Sidney Mello é membro do Comitê Executivo do Programa de Perfuração dos Oceanos da Capes, que responde, no Brasil, pelas atividades do IODP. A participação do reitor se deu a convite do diretor de Programas da Capes, Marcio Silva Filho, também presente ao evento. Trata-se da primeira vez que o Brasil se engaja nas atividades do IODP, ao qual se filiou recentemente. Segundo Mello, o país se beneficiará amplamente das pesquisas desenvolvidas pelo programa, em particular, pela vinda do navio de perfuração Joides Resolution ao Atlântico Sul, prevista para 2019, que deverá prover a comunidade científica nacional com um laboratório flutuante de última geração. Os cursos de Geologia e Geoquímica da UFF, que desenvolvem projetos de pesquisa sobre as mudanças climáticas, se beneficiarão diretamente da iniciativa. Estas atividades contam com a participação ativa de alunos de graduação e pós-graduação. A agenda do reitor incluiu também uma visita ao Lamont Earth Observatory da Universidade de Columbia, onde ele iniciou sua formação em geofísica marinha.