Logotipo da UFF

território

Durante as décadas de 1980 e 1990, a Região Metropolitana do Rio de Janeiro assistiu ao surgimento de movimentos organizados de ocupação de áreas urbanas que resultaram na formação de bairros populares, hoje integrados à cidade oficial.

Em “Tambor dos Pretos: processos sociais e diferenciação étnica no rio Jaú, Amazonas” (Eduff, 2017), o antropólogo João Siqueira reflete sobre a formação de unidades sociopolíticas identificadas como quilombo do Tambor e sobre a formação da Associação Quilombola de São Raimundo do Pirativa, no Amapá.

Publicado em 1997, Des-territorialização e identidade: a rede 'gaúcha' no Nordeste, de Rogério Haesbaert, enfrentou o desafio de desvelar, sistematicamente, realidades emergentes, num período histórico particularmente confuso. Diante do processo da globalização e dos efeitos complexos das grandes migrações modernizadoras, como se definem as categorias entrelaçadas de identidade, territorialização e des-territorialização?

Em “Tambor dos Pretos: processos sociais e diferenciação étnica no rio Jaú, Amazonas” (Eduff, 2017), o antropólogo João Siqueira traz uma reflexão sobre a formação de unidades sociopolíticas identificadas como quilombo do Tambor e sobre a formação da Associação Quilombola de São Raimundo do Pirativa, no Amapá.

Subscrever território