Portugal

Das águas do Tejo até a baía de Guanabara, os falantes da língua portuguesa constantemente a modificam, com seus variados usos. Seja um pescador do Rio São Francisco vendendo sua pesca ou um professor universitário de Lisboa, nossas escolhas no momento de falar e escrever não refletem apenas nossa cultura, mas também nossa percepção sobre a vida. É sobre uma dessas questões, que o pesquisador Eduardo Kenedy trata em “A língua portuguesa no Brasil e em Portugal: o caso das orações relativas” (Eduff, 2016).

Editado primeiro em Portugal e agora no Brasil pela Eduff, "Patrimônios de influência portuguesa: modos de olhar", organizado por Walter Rossa e Margarida Calafate Ribeiro, será lançado nos dias 25 de janeiro, às 18h, na Livraria Icaraí, e 26 de janeiro, às 19h, na Livraria da Travessa de Botafogo.

Editado primeiro em Portugal e agora no Brasil pela Eduff, "Patrimônios de influência portuguesa: modos de olhar", organizado por Walter Rossa e Margarida Calafate Ribeiro, será lançado nos dias 25 de janeiro, às 18h, na Livraria Icaraí, e 26 de janeiro, às 19h, na Livraria da Travessa de Botafogo.

Editado primeiro em Portugal e agora no Brasil pela Eduff, "Patrimônios de influência portuguesa: modos de olhar", organizado por Walter Rossa e Margarida Calafate Ribeiro, será lançado nos dias 25 de janeiro, às 18h, na Livraria Icaraí, e 26 de janeiro, às 19h, na Livraria da Travessa de Botafogo.

Antônio Joaquim Veloso lança o livro "Memórias da infância - Vida rural nos anos 60" na próxima quinta-feira, 3 de dezembro, às 18h, na Livraria Icaraí. Na obra, o autor, que é professor aposentado do Departamento de Geografia da UFF, retrata o cotidiano da vida rural em Portugal entre os anos 1950 e 1960, mais especificamente a região do Minho. 

Word DocumentXLSCSV
Subscrever Portugal