Logotipo da UFF

língua

Curso aberto para toda a comunidade, a partir de 16 anos de idade (on-line durante todo o primeiro semestre de 2021). Período letivo 2021.1: 01°/03/2021 a 24/07/2021 Inscrições on-line disponíveis em: https://forms.gle/zgT5Wz6Zjt811AJ87 Para preencher a ficha de inscrição, será necessário ter um Gmail ou id UFF.

Cursos abertos para toda a comunidade, a partir de 16 anos de idade (on-line durante todo o primeiro semestre de 2021).

Temos diversos horários nos cursos de Inglês (regular, conversação, para negócios e sênior) Francês (regular, conversação e sênior), Espanhol (regular e conversação), Italiano (regular e conversação), Alemão, Russo, Yorubá, Guarani, LIBRAS, Grego, Latim, Esperanto, Japonês, Inglês Instrumental, Português Instrumental e Português para Estrangeiros.

Para saber mais sobre o quadro de horários de cada curso, consulte a aba “Cursos”.

Novidade!
Venha aprender novas línguas e culturas no PROLEM!
Vagas limitadas!

 

Cursos abertos para toda a comunidade, a partir de 16 anos de idade (on-line durante todo o semestre).

Inscrições on-line (matrícula nova e rematrícula) disponíveis: https://docs.google.com/forms/d/e/1FAIpQLScs_vtTvn5uRHTWhZsaSZ7uTnSUcPuI5pkzrDn51iO6-oUD6Q/viewform

A coletânea “Interação, contexto e identidade em práticas sociais” (Eduff, 2009), organizada por Fernando Afonso de Almeida e José Carlos Gonçalves, traz textos que têm como proposta realçar a natureza social da linguagem, em seu caráter mais relacional do que representacional. Os artigos selecionados analisam quando, onde, como e para que as pessoas fazem uso da língua e de que influência esse uso tem no processo de construção das identidades.

Após a chegada dos europeus às Américas, uma parcela considerável das populações originárias foi dizimada. Esse massacre pode ser descrito não apenas em termos da lastimável perda de vidas humanas, mas também do consequente desaparecimento de todo seu patrimônio cultural: seus saberes, práticas, produções artísticas e, também, de suas línguas nativas. De acordo com a Funai, em 1500, a população de índios no Brasil girava em torno de 3 milhões de pessoas.

Subscrever língua