Educação

Projeto de Extensão Educação das Relações Étnico-Raciais em Jogo: Diálogos e Afetos

A PROEX divulga o projeto de extensão Educação das Relações Étnico-Raciais em Jogo: Diálogos e Afetos, que contará com oficina de jogos indígenas.

Esse evento será realizado no dia 13/06/19 às 16h no Instituto de Educação Física da UFF.

 

A Universidade Federal Fluminense integrará, no mês de maio, uma série de ações em prol da universidade pública gratuita, inclusiva e de alta qualidade. Há uma ampla corrente de manifestação de solidariedade que envolve a comunidade interna e familiares, bem como a sociedade em geral, entidades civis, jornalistas, artistas e personalidades. Neste mês de maio, é hora de mostrar para a sociedade o impacto e o valor das atividades desenvolvidas nas universidades públicas. Para isso, contamos com a participação de todos!

O Ministério da Educação confirmou na noite de ontem o bloqueio global de 30% do orçamento de custeio das universidades federais. Caso se concretize, essa medida produzirá um impacto negativo profundo e duradouro na sociedade brasileira, em razão da contribuição fundamental das universidades para o desenvolvimento do país. A Universidade Federal Fluminense tem como preceitos básicos a excelência acadêmica, o impacto social, a inovação e a transferência de conhecimento para a sociedade.

O evento é voltado para pesquisadores, estudantes, profissionais de diversas áreas como psicologia, psicanálise, filosofia, educação, saúde coletiva, ciências políticas, dentre outras áreas afins. As palestras e debates visam elucidar esse importante conceito da "autoridade" de modo a desmistificar lógicas distorcidas tando do ponto de vista político, como clínico e educacional. Por que chegamos ao ponto que chegamos? Por que a autoridade pode ser confundida com o autoritarismo? Qual a lógica da autoridade no plano familiar? E no plano psíquico?

Data de 11 de maio de 2016 a Portaria Normativa do Ministério da Educação que destinou algumas vagas nos programas de pós-graduação do país para pessoas com deficiência. Antes disso, em 2013, a UFF já inaugurava seu Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão (CMPDI), com uma proposta de vanguarda: fazer ciência não somente para a pessoa com deficiência, mas junto com ela. Em outros termos, “fazer com que a pessoa com deficiência não fosse vista simplesmente como ‘objeto de estudo’, mas como pesquisadora”, explica a professora Ediclea Mascarenhas.

No dia 11 de março, foi realizado o Neurocine que tem como objetivo promover a exibição de um filme, seguido de discussão com profissionais de diferentes áreas. Esse evento é vinculado à Semana Internacional do Cérebro (Brain Awareness Week), coordenada internacionalmente pela Instituição Dana Foundation. A atividade foi organizada pelo Núcleo de Pesquisa, Ensino, Divulgação e Extensão em Neurociências (NuPEDEN) da UFF com o apoio do  INCT-NIM/CNPq,  PPG em Neurociências da UFF,  OCC/UFRJ e PROEX/UFF e aconteceu no auditório da Faculdade de Economia da UFF.

Em consonância com o tema escolhido para a X Semana do Cérebro "Neurociências e Educação", será exibido o filme "Se enlouquecer não se apaixone" que aborda a temática de um adolescente, Craig Gilner, que decide se internar em uma clínica de saúde mental. Em seguida, será realizado o debate sobre o filme com diferentes profissionais da área: Helena de Souza Pereira- Pesquisadora/UFF, Fátima Erthal – Pesquisadora/UFRJ, Ricardo Krause – Médico Psiquiatra e Terezinha Resende – Psicóloga clínica e orientadora vocacional.

A Pró-Reitora de Graduação esteve presente na reunião de planejamento da 39ª Reunião da Associação de Pesquisa e Pós-Graduação em Educação-  ANPEd

A diversidade das experiências negras no campo cultural, da festa, da música, do teatro, da educação, da luta política, em diferentes épocas da história do Brasil, está presente em “Cultura Negra”, uma coletânea em dois volumes publicada pela Eduff.

Organizada por Martha Abreu, Giovana Xavier, Lívia Monteiro e Eric Brasil, a obra reúne 27 artigos. No Volume 1, o destaque é para as instituições e associações culturais e políticas negras, como escolas de samba, congados, jongos, bois e maracatus, nos tempos da escravidão, em especial, nos tempos do pós-Abolição.

Aline Bonifácio

Estarão abertas a partir de 22 de novembro as inscrições para o "2° Seminário Anual de Avaliação do Programa Transdiciplinar de Educação Integral e Fortalecimento de Políticas Públicas". O evento faz parte das ações desenvolvidas pelo programa de extensão Tear UFF Educação e será realizado em 30 de novembro, na Casa do Conhecimento, em Niterói.

Páginas

Subscrever Educação