Logotipo da UFF

Acessibilidade e Inclusão

Lançamento do guia "Ensino, Documentos e Mídias Acessíveis", produzido pela Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão da Universidade Federal Fluminense.  O material reúne informações e dicas para tornarem as aulas remotas mais inclusivas e acessíveis.  O guia  vai auxiliar os docentes na adaptação dos conteúdos no universo digital para alunos com deficiência, transtorno global do desenvolvimento, altas habilidades, ou superdotação, e necessidades educacionais específicas na volta às aulas, nestes tempos de ensino remoto emergencial.

A Comissão UFF Acessível e o Programa de Inovação e Assessoria Curricular (PROIAC) vão realizar a II Oficina Os desafios na inclusão do aluno com deficiência na sala de aula: possibilidades e demandas, no dia 11 /03, de 9h às 17h30, no Campus da Praia Vermelha, bloco H.  A atividade, fruto de mais uma parceria com a Pró-Reitoria de Graduação (Prograd) tem como objetivo promover a reflexão e a prática de temas relacionados à docência no ensino superior, trazendo para o debate temas importantes no convívio e no trabalho com os alunos com deficiência (física, visual, auditiva, intelectual, múl

A PROEX registrou o Projeto de Extensão - Natação Adaptada, coordenado pelo Prof. Aurélio Pitanga Vianna.
O objetivo do projeto é  trabalhar a reabilitação de crianças e adolescentes com deficiência através de atividades aquáticas.
As atividades realizadas ajudam não somente o desenvolvimento físico dos alunos, como também psicológico.

A PROEX divulga a realização da parceria com a Coordenadora do Projeto de Extensão Libras em Saúde, professora Gildete Amorim. O projeto de extensão Libras em Saúde visa a melhoria na qualidade de acesso à saúde por parte das pessoas com surdez - surdos sinalizadores e pessoas com deficiência auditiva. Atualmente, os surdos se encontra em grupos de minorias que sofrem barreira linguística, impedimento na comunicação para acesso aos serviços básicos de saúde.

“Acessibilidade e inclusão no ensino superior: buscando avanços em tempos de retrocessos” é o tema da roda de conversa que o Coletivo de Alunas e Alunos com Deficiência da UFF (CAAD) promove na próxima quarta-feira, 3 de julho às 18h, na Faculdade de Educação (FEUFF), bloco D – sala 318, no Campus do Gragoatá, São Domingos, em Niterói.

Data de 11 de maio de 2016 a Portaria Normativa do Ministério da Educação que destinou algumas vagas nos programas de pós-graduação do país para pessoas com deficiência. Antes disso, em 2013, a UFF já inaugurava seu Mestrado Profissional em Diversidade e Inclusão (CMPDI), com uma proposta de vanguarda: fazer ciência não somente para a pessoa com deficiência, mas junto com ela. Em outros termos, “fazer com que a pessoa com deficiência não fosse vista simplesmente como ‘objeto de estudo’, mas como pesquisadora”, explica a professora Ediclea Mascarenhas.

Subscrever Acessibilidade e Inclusão