Eu sou: Técnico | Docente | Estudante

Políticas de Estágio

Com base na legislação vigente de estágio e no que preceitua a Resolução nº 298/2015 do CEP/UFF, consideram-se como grandes metas do estágio:

Propiciar o aproveitamento do conhecimento, habilidades e competências adquiridas fora do ambiente universitário, inclusive as que se refiram à experiência profissional julgada relevante para a área de formação considerada;
Fortalecer o binômio ensino-aprendizagem, valorizando tanto a pesquisa individual como a coletiva, no desenvolvimento dos estágios e na participação em atividades de extensão que envolvam prática e ensino;
Orientar as atribuições de estágio e demais atividades que integrem o saber acadêmico à prática profissional, incentivando o reconhecimento de habilidades e competências apreendidas no mundo do trabalho.
As metas durante a realização de um estágio devem ser:

Criar um campo de experiências e conhecimentos que constitua a possibilidade de articulação teórico-prática e que estimule a inquietação intelectual dos alunos;
Desenvolver habilidades, hábitos e atitudes pertinentes e necessárias para aquisição das competências profissionais;
Incentivar o interesse pela pesquisa e pelo ensino;
Criar um espaço de transição entre a vida estudantil e a vida profissional, atenuando o impacto dessa transformação, base de emancipação e autonomia;
Favorecer, por meio da diversificação dos espaços educacionais, a ampliação do universo cultural dos estagiários.
Diretrizes para o estágio

Deixar claro para os alunos que o estágio não é emprego, dado que sua natureza didático- pedagógica tem que predominar;
Considerar estágio como importante forma de complementação acadêmica de ensino-aprendizagem e de iniciação profissional do aluno;
Os planejamentos curriculares devem estimular e assimilar os estágios, sejam eles obrigatórios ou não, prevendo formas de supervisão, orientação e avaliação da atividade;
Aumentar o número de campos de estágio, através de novos convênios, selecionar e manter os que provêem estágios de boa qualidade pedagógica;
A escolha de campos de estágio levará em conta as possibilidades de vivências profissionais enriquecedoras, por meio da pluralidade de experiências profissionalizantes;
Programas de estágio que exponham os alunos a tarefas repetitivas e que signifiquem a simples substituição de mão de obra profissional colocam em risco o processo ensino - aprendizagem;
Os estágios carregam, em si, a possibilidade de articulação ensino, pesquisa e extensão, no estreitamento das relações com a sociedade, aprofundando a inserção crítica da Universidade na realidade social que constitui objeto de intervenção das diversas áreas profissionais;
As atividades de estágio trazem contribuições concretas para as unidades concedentes, cabendo à Universidade a sistematização das ações para realização e preparação dos alunos;
 

Grande área: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.

Últimas notícias

Não há nenhum conteúdo neste grupo.

Subscrever Últimas notícias
A atualização mais recente deste conteúdo foi em 20/08/2015 - 17:07