Alunos dos cursos de Geofísica e Engenharia de Petróleo da UFF se classificam para final de concurso internacional

Plataforma de Petróleo

Uma equipe formada por cinco alunos da UFF, dos cursos de Geofísica e Engenharia de Petróleo, representará a universidade em Londres na final da primeira edição do “Minus Co2 Challenge”. A disputa, que será realizada em junho, é dividida em três fases, e segundo a integrante Paula Camargos, tem como objetivo principal “desenvolver um campo de petróleo com zero emissão de CO2”. O local usado como referência para realização das pesquisas foi um campo produtor de petróleo localizado em Norne, na Noruega.

UFF leva pesquisa sobre supercondutores para congresso na China

A supercondutividade é o futuro, cada vez mais próximo, da transmissão de energia. As pesquisas sobre essa propriedade física de certos materiais estão avançando. Ela caracteriza certos metais que, ao serem levados a temperaturas extremamente baixas, tendem a conduzir eletricidade sem resistência ou perdas. O professor do curso de Mecânica Estatística da pós-graduação do Instituto de Física da UFF, Evandro Vidor Lins de Mello, despertou o seu interesse pelo assunto quando ainda estava fazendo doutorado na Universidade de Washington, em Seattle.

Nobel de Química lota teatro da UFF em palestra sobre nanotecnologia

Marcando o compromisso da universidade com a pesquisa científica de qualidade, a UFF ofereceu ao público na tarde do dia 10 de abril de 2019, no Cine Arte UFF, a Palestra Magna “The Rise and Promise of Artificial Molecular Machines Based on the Mechanical Bond”, com o Nobel de Química de 2016, o pesquisador James Fraser Stoddart, da Universidade de Northwestern (Illinois).

Instituto Confúcio da UFF ministra curso gratuito de língua e cultura chinesa para o Ensino Médio

O curso terá três anos de duração

Uma turma do Ensino Médio do Colégio Universitário Geraldo Reis (Coluni) receberá curso gratuito de língua e cultura chinesa. Os adolescentes terão contato e poderão se aprofundar na fonética, gramática, utilização e leitura dos caracteres chineses, assim como conhecerão as festividades, comidas e tradições do país. O curso começou na última segunda-feira, 1º de abril, é optativo e possui três anos de duração. A disciplina é uma iniciativa da universidade, em parceria com o governo chinês pelo Instituto Confúcio.

Internacionalização: UFF recebe mais de cem alunos estrangeiros a cada ano

UFF recebe cerca de 120 alunos de graduação estrangeiros por ano

Muitos estudantes possuem o sonho de realizar um intercâmbio. Mesmo assim, escolher um lugar de destino que atenda às suas expectativas nem sempre é fácil. Se aventurar em um outro país, de cultura, língua e modos de pensar diferentes é um desafio que muitos esperam enfrentar, para vivenciar novas experiências. Andar pelos corredores da UFF e escutar o desenrolar de uma conversa em um outro idioma tem sido recorrente, graças aos projetos de internacionalização disponibilizados pela universidade.

Matrículas abertas para cursos de língua e cultura chinesa na UFF

A China se consolidou nos últimos anos como principal parceiro comercial do Rio de Janeiro. Em 2018, as exportações para o país totalizaram 35,5% da balança estadual. A demanda por falantes de língua chinesa é crescente e um diferencial importante na carreira profissional. Pensando nessa nova realidade, a Universidade Federal Fluminense, em parceria com o governo chinês, abriu duas turmas de língua e cultura chinesa para o início no primeiro semestre de 2019 pelo Confucious Classroom.

Grupo Tordesilhas: UFF preside rede internacional de universidades

XIX Reunião Anual de Reitores do Grupo Tordesilhas

Entre os dias 11 e 13 de novembro, a Universidade de Granada foi sede da XIX Reunião Anual de Reitores do Grupo Tordesilhas, uma rede acadêmica que agrega universidades do Brasil, Espanha e Portugal com o objetivo de promover entre seus membros a cooperação multilateral nas áreas de educação, ciência, tecnologia e inovação. Na ocasião, o ex-reitor Sidney Mello foi eleito presidente da entidade.

UFF obtém reconhecimento internacional na área de Antropologia dos Esportes

Atleta iniciando corrida em pista de atletismo

O Brasil pode ser o país do futebol, mas aqui também há espaço para outros esportes e para as diversas maneiras de vivenciá-los. É possível ser um torcedor, um atleta, um treinador, um preparador físico. E – o que muitas pessoas não sabem – um pesquisador. Através da antropologia dos esportes, por exemplo, pode-se investigar diversas dimensões desse universo para entender como nos construímos enquanto sociedade.

UFF inaugura Instituto Confúcio em Niterói e estreita os laços com a China

China investe em educação e ciência e atrai estudantes do mundo todo.

Com o intuito de ampliar as relações acadêmicas e culturais da UFF, o reitor Sidney Mello representou a universidade, em novembro de 2017, em uma viagem oficial aos continentes europeu e asiático, que consolidou a posição de destaque internacional da instituição.

Pint of Science: UFF leva ciência aos bares de Niterói

O Pint of Science é um evento mundial que tem a proposta de democratizar o conhecimento científico de um modo no mínimo curioso: levando a ciência para a mesa do bar. Proposto e idealizado por dois pesquisadores do Imperial College London, Michael Motskin e Praveen Paul, o festival  teve sua primeira edição no Brasil em 2015 e em 2018 já conta com a participação de 21 países. Nos dias 14, 15 e 16 de maio, o evento chega pela primeira vez à Niterói, com a presença de uma equipe formada por seis membros da UFF.

Páginas