Eu sou: Técnico | Docente | Estudante

Instituto de Computação ganha seu segundo prédio

Instituto de Computação

Os cursos de Ciência da Computação e Sistemas de Informação da UFF terão brevemente à sua disposição um novo prédio. A inauguração oficial do Instituto de Computação (IC) está marcada para maio. Os dois cursos estão entre os melhores do país nessa área. No primeiro semestre de 2016, ambos receberam mais de 500 inscritos para as vagas oferecidas pelo Sisu. 

Criado em 1998, o instituto vem, desde então, lutando pela ampliação de seu espaço, que se resumia na metade do andar de um prédio no Campus da Praia Vermelha. Até 2014, quando foi inaugurado o primeiro prédio da unidade, as atividades dos cursos eram alocadas em blocos também do Campus do Valonguinho. "Sem um lugar próprio, as disciplinas eram em conjunto com outros cursos da universidade”, conta o diretor José Henrique Carneiro.

O layout de cada pavimento é adequado às necessidades do instituto”, conclui Marcia Bustamante, coordenadora de Arquitetura da Saen.

A construção da unidade funcional de salas e laboratórios faz parte do Plano de Desenvolvimento Institucional, o PDI. Apresentado em 2010, busca aumentar o número de vagas e a qualidade na graduação e na pós-graduação. De acordo com Márcia Bustamante, coordenadora de Arquitetura da Superintendência de Arquitetura e Engenharia (Saen), foram adotadas “plantas livres para favorecer a flexibilidade da organização dos espaços internos. Desse modo, o layout de cada pavimento é adequado às necessidades do instituto”. O projeto foi financiado pelo Reuni, com administração de recursos feita pela Fundação Euclides da Cunha da UFF.

No total são 5.130,51 metros quadrados de área construída. O edifício conta com salas individuais para os professores e alunos de pós-graduação, mais dois andares completos de salas de aula e um auditório. Também possui um grande salão de estudos climatizado, com espaço para trabalhos em grupo e que pode ser usado por todas as unidades do campus.

O novo prédio atende às exigências da Lei Federal n° 10.098/2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a acessibilidade de pessoas deficientes ou com mobilidade reduzida. A iniciativa está, por exemplo, na inclusão de rampas localizadas na frente dos prédios ou, até mesmo, entre eles.

A acessibilidade também se estende ao mais novo auditório do Campus da Praia Vermelha, com capacidade para 154 lugares. Possui, também, um elevador para cadeirantes terem acesso ao palco.

Assim como o diretor José Henrique Carneiro, os alunos comemoram a inauguração. O diretório acadêmico também ganhou uma sala e mais ampla. “O ambiente de convívio agora nos permite ampliar a programação do Acolhimento Estudantil”, diz Carlos Alberto Teixeira, aluno de Ciência da Computação. Os calouros conheceram seus veteranos e puderam até jogar videogame com eles no local, antes mesmo da inauguração.

Os estudantes também vão ser beneficiados com laboratórios de pesquisa e de ensino. São salas de aula práticas com cerca de 30 estações computadorizadas. Nos laboratórios de pesquisa os alunos de pós-graduação, mestrado e doutorado, poderão aperfeiçoar seus estudos. Os demais cursos da universidade também poderão utilizar os laboratórios da unidade.

Atualmente, o Instituto de Computação conta com 65 professores, que atendem cerca de 500 alunos presenciais. Além disso, o prédio abriga as coordenações das graduações e salas de tutoria do curso à distância Tecnologia em Sistemas de Computação, que apoia 2.400 estudantes. O IC está localizado na Rua Professor Edmundo March, s/n, Campus da Praia Vermelha, São Domingos, Niterói.

Localidade: