UFF é contemplada com R$ 25 milhões de reais para conclusão de prédio em Campos dos Goytacazes

Print Friendly, PDF & Email

Emenda Parlamentar de Bancada do Estado do Rio de Janeiro é dedicada ao Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional em Campos dos Goytacazes

 

A Universidade Federal Fluminense foi contemplada com R$ 32 milhões de reais em recursos capitados de emenda parlamentar da Bancada do Estado do Rio de Janeiro. Desse montante total, R$ 25 milhões serão destinados para a conclusão do prédio do Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional em Campos dos Goytacazes; e outros R$ 7 milhões de reais são verbas suplementares para a finalização da obra da Faculdade de Medicina. A retomada da obra do prédio da UFF Campos ocorrerá em 2020, após homologado o processo licitatório, e atenderá a todo o Norte Fluminense, contemplando um sonho de mais de uma década da UFF Campos.

A emenda foi articulada por meio de um esforço suprapartidário de coleta de assinaturas de deputados federais do Estado do Rio de Janeiro. Essa iniciativa foi organizada pelo deputado Wladimir Garotinho, com participação importante do Gabinete do Reitor, comunidade e a direção da unidade da UFF em Campos. A captação desses recursos contou com o apoio essencial dos deputados Chico D'Ângelo, Talíria Petrone e Hugo Leal, além de mais onze parlamentares de diferentes partidos.

Recursos para Campos

De acordo com o reitor da UFF, Antonio Claudio Lucas da Nóbrega, a aprovação do recurso foi resultado de intensa negociação durante os últimos meses, envolvendo órgãos técnicos da instituição e parlamentares do Rio de Janeiro. “Foi um processo conduzido de forma institucional e republicana com o objetivo de liberar verbas para a conclusão de um sonho de mais de uma década da comunidade da UFF Campos. Toda a articulação contou com nosso envolvimento pessoal e a dedicação do deputado Wladimir Garotinho, bem como o apoio decisivo dos Deputados Chico d`Angelo e Talíria Petrone. Agradecemos também o envolvimento do deputado Hugo Leal e de todos os demais parlamentares que reconheceram a importância da UFF para a região norte fluminense.  Estamos muito satisfeitos com o desfecho positivo”, afirma o reitor.

As obras do prédio do Instituto de Ciências da Sociedade e Desenvolvimento Regional em Campos dos Goytacazes estão paralisadas desde 2012 por falta de investimento. Desde então, as aulas têm sido realizadas em estruturas metálicas modulares adaptadas, o que gera alto gasto mensal de aluguel e desconforto. “Resolveremos um problema fundamental das instalações da UFF Campos, oferecendo condições ideais para o ensino, pesquisa e extensão no Norte Fluminense. Ao mesmo tempo, teremos uma economia considerável de recursos de custeio. É uma vitória nos dois aspectos”, explica o reitor.

Verba complementar para Faculdade de Medicina

Além dos R$ 25 milhões de reais para Campos, a Bancada Parlamentar também direcionou mais R$ 7 milhões como recurso suplementar para a obra da Faculdade de Medicina. Essa verba atende demanda de fortificação da infraestrutura da construção para finalização do prédio. “Fizemos estudos quando da retomada das construções e a equipe de engenharia identificou essa necessidade”, detalhou o reitor da UFF.

O Reitor destaca que a estratégia de gestão patrimonial imóvel construída identifica oportunidades e define métodos de atuação e articulação para viabilizar os recursos: “Nesse momento de recursos escassos, não recebemos nenhuma verba no nosso orçamento para continuidade de quaisquer obras e conclusão de prédios. Portanto, buscamos e criamos oportunidades como verba de prefeituras locais em articulação com o planejamento estratégico dos próprios municípios, como é o caso do IACS, a ser finalizado pela Prefeitura de Niterói e o bloco D da cidade universitária de Macaé a ser entregue pela Prefeitura do município. De forma semelhante, as emendas de bancada são disputadas entre muitos outros projetos e devem naturalmente atender a base política dos parlamentares. Em paralelo, estamos trabalhando via direção da unidade e ANP/Petrobrás para encerar também o prédio da Química e prospectando oportunidades para concluir o prédio da Farmácia. Na sequência, o plano diretor deverá ser atualizado para planejarmos edificações para as unidades que ainda não tiveram oportunidade de expandir”.

A emenda da Bancada Parlamentar do Estado do Rio de Janeiro foi assinada pelos seguintes deputados federais:

  • Wladmir Garotinho
  • Talíria Petrone
  • Chico d’Ângelo
  • Clarissa Garotinho
  • Alessandro Molon
  • Benedita da Silva
  • Jandira Feghali
  • Marcelo Freixo
  • Paulo Ramos
  • Christino Aureo
  • Flordelis dos Santos de Souza
  • Glauber Rocha
  • João Carlos Soares Gurgel
  • Márcio Labre

Compartilhe