icone pessoasEu sou: Técnico | Docente | Estudante

Repositório Institucional da UFF facilita acesso a pesquisas

Com o objetivo de reunir, preservar, disseminar, promover e dar acesso à produção técnico-científica da instituição, a Universidade Federal Fluminense institui política para depósito no seu Repositório Institucional, o RIUFF. Artigos científicos, teses de doutorado, dissertações, bem como outros tipos de documentos eletrônicos podem ser consultados, via internet, de forma livre e gratuita.

A Comissão de Criação de Políticas de Preservação, Divulgação e Disponibilização de Produção Científica do RIUFF elaborou a política publicada pela universidade, através da Norma de Serviço nº 655 de 3 de janeiro de 2017, e contou com o acompanhamento dos comitês de Governança e de Gestão da Informação da UFF.

De acordo com a superintendente de Documentação e presidente do Comitê de Gestão da Informação, Déborah Motta Ambinder de Carvalho, e a bibliotecária e documentalista Jane Alice de Souza Teixeira, a UFF, alinhada a outras importantes instituições brasileiras e estrangeiras que mantêm seus repositórios institucionais, contará com as coordenações dos cursos de graduação e programas de pós-graduação, mestrado e doutorado, como parceiros fundamentais para o sucesso do repositório.

A ideia da criação do RIUFF, segundo Déborah Ambinder, surgiu em 2009, por meio de um edital do Ibict/Finep, que previa a distribuição de kits tecnológicos, treinamento dos recursos humanos da instituição, além do suporte de informática e de equipamentos. Neste contexto, sua gestão ficou sob a responsabilidade das superintendências de Documentação (SDC) e de Tecnologia da Informação (STI).

O RIUFF vai garantir à sociedade o acesso livre e gratuito à informação, a difusão do conhecimento, a retroalimentação da investigação, o estímulo econômico, a responsabilidade ambiental, a ação de sustentabilidade e desenvolvimento social.

Disponibilizado atualmente aos internautas na versão 3.2, e com a perspectiva de migrar nos próximos meses para a versão 5.3, o repositório reúne exclusivamente a produção da comunidade universitária da UFF. Outra iniciativa semelhante, ainda em fase experimental e na versão beta, é a “Questões em Rede”, um repositório temático, voltado para publicações do Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação (Enancib), que ocorre anualmente, no qual estão sendo depositados trabalhos de várias comunidades científicas e instituições de ensino.

Déborah Ambinder e Jane Teixeira destacam que a produção científica e administrativa disponível no RIUFF foi estabelecida em conformidade com a Lei 12.527/2011, que regulamenta o direito constitucional de acesso às informações públicas em vigor desde 16 de maio de 2012. A lei criou mecanismos que possibilitam a qualquer pessoa, física ou jurídica, sem necessidade de apresentação de motivo, o recebimento de informações públicas dos órgãos e entidades.
 
“O uso do repositório como local virtual da produção científica e institucional traz grandes benefícios para a UFF”, afirma Déborah Ambinder, dentre estes, a maximização do impacto dos resultados da produção adêmica, ampliando sua visibilidade e disseminação, através do livre acesso à informação; a facilitação da gestão da informação disponível em meio digital, reunindo num único local a produção intelectual da universidade; a preservação da memória institucional e a produção técnico-científica da UFF, por meio do armazenamento de longo prazo de documentos digitais; a ampliação da visibilidade e o uso da produção intelectual desenvolvida na universidade.

A superintendente ressalta, ainda, que o RIUFF é um instrumento para subsidiar a gestão de investimentos em pesquisas na instituição e apoiar a formação e desenvolvimento de pesquisadores, educadores, acadêmicos, gestores, alunos de graduação e pós-graduação, bem como a sociedade, a promoção da participação social e o exercício da cidadania.

Os procedimentos para criação de comunidade/coleção no RIUFF estão disponíveis na página do Repositório: http://www.repositorio.uff.br/jspui.

Compartilhe