Eu sou: Técnico | Docente | Estudante

Geografia da UFF integra rede internacional de pesquisas em gestão de recursos naturais

Equipe “Landslide” sob um cartaz feito pela Vila em homenagem aos estudantes

A Universidade Federal Fluminense, única representante do Brasil, integra, há cinco anos, a rede de universidades de países em desenvolvimento, do Centro de Recursos Naturais e Desenvolvimento (CNRD). O projeto é coordenado e financiado integralmente pelo Instituto de Tecnologia e Gestão de Recursos nos Trópicos e Subtrópicos, da Universidade de Colônia, na Alemanha.

O programa proporciona aos alunos de Pós-Graduação em Geografia da UFF realizarem diversas atividades dentro e fora do país, na área de gestão de recursos naturais, com ênfase em ecossistemas, água, terra e recursos energéticos renováveis. As ações são realizadas em conjunto com estudantes de universidades conveniadas dos seguintes países: Chile, Egito, Indonésia, Jordânia, México, Índia, Nepal, Quênia, Sudão, Vietnã e Etiópia.

Entre as atividades oferecidas pelo CNRD, o Join Student Project (JSP) tem o objetivo de partilhar experiências em trabalho de campo com estudantes de pós-graduação de três países (no mínimo) conveniados, que possuam interesses comuns em relação à área de pesquisa. A UFF promoveu o projeto durante três anos consecutivos - 2013, 2014 e 2015  e  participou em outros países - Moçambique (2012), México (2013), Vietnã (2015) e recentemente, na Indonésia (2015).

“Tivemos a oportunidade de conhecer como essas pessoas vivem, lidar com as diferenças culturais, desde a língua até seu modo de vida” - Caroline Martins

O último JSP foi realizado na Indonésia, de 31 de agosto a 5 de setembro e o tema pesquisado foi “Interações Socioambientais na Bacia Hidrográfica Bompon”. Participaram cinco alunos e um professor-tutor da pós-graduação em Geografia da UFF, Guilherme Fernandez, além de representantes das universidades do México e Indonésia. A atividade foi realizada na Ilha de Java.

Pesquisa de campo na Ilha de Java

A experiência dos alunos da UFF na ilha asiática, junto com estudantes do México e da Indonésia, consistiu em realizar um trabalho de campo envolvendo decisões da comunidade local em relação aos desastres naturais, com ênfase em deslizamento de terra. A equipe foi dividida em dois grupos de atuação, sendo um direcionado a deslizamentos e o outro a erosão do solo. 

O local analisado foi uma área montanhosa na parte central da Ilha de Java, em Bompon Catchment, Margoyoso. “Os estudantes mensuraram as diversas áreas de deslizamentos, fizeram testes de caracterização do solo, realizaram entrevistas com os agricultores da região e reconheceram os diferentes tipos de culturas locais”, relatou Guilherme Fernandez.

Os participantes ficaram hospedados em casas de famílias de agricultores durante todo o período da pesquisa. Ao final das atividades, os alunos se reuniam para discutir o que havia sido observado em campo, processavam as informações colhidas, realizavam um mapa de suscetibilidade de movimento de massa e risco de erosão na área. O grupo apresentou os resultados para determinação de áreas passíveis de desastres naturais a partir de entrevistas e mapeamentos prévios.

Para Caroline Martins, pesquisadora da equipe, a experiência proporcionou uma grande troca cultural, principalmente pelo fato de terem ficado juntos à comunidade local.  “Tivemos a oportunidade de conhecer como essas pessoas vivem, lidar com as diferenças culturais, desde a língua até seu modo de vida”, ressaltou a estudante da UFF.

O aluno Leonardo Amora, outro participante do projeto, acrescentou que  esse tipo de atividade possibilita não apenas o crescimento acadêmico, mas, também, um crescimento pessoal: “estabelecemos um vínculo de amizade com os participantes do Brasil, da Indonésia e do México”, afirmou o aluno.