Difusão do método Lean Healthcare colabora no enfrentamento do COVID-19

Print Friendly, PDF & Email

O projeto “Lean nas UPAs”, parceria da Universidade Federal Fluminense com o Ministério da Saúde, segue trabalhando na implantação do Lean Healthcare em unidades de pronto atendimento do país. O sistema, aplicado na assistência em saúde, foca em intervenções colaborativas e humanizadas através do trabalho em equipe e mudança de cultura. O objetivo da iniciativa é aprimorar o fluxo contínuo do processo de acolhimento, aumentando a qualidade do serviço sob a ótica do paciente. Os pilares da metodologia se baseiam no sistema de produção “Toyota way”, que se fundamenta na melhoria do atendimento. 

O coordenador da ação, professor Robisom Calado, esteve recentemente em reunião com representantes da companhia automotiva, na qual debateram sobre a experiência da equipe da Toyota no emprego da metodologia no Hospital de Santa Cruz, localizado na cidade de São Paulo. “Tivemos a oportunidade de integração entre a empresa e a universidade ao discutirmos a aplicação do sistema em um ambiente hospitalar. O encontro proporcionou a confirmação do conhecimento sobre diversos princípios do Lean. As etapas foram explicadas desde o planejamento à implantação, além de todos os resultados alcançados”, ressalta.

O docente explica que a experiência vivenciada pela equipe da empresa no hospital paulistano se transposta para o projeto “Lean nas UPAs”, evidencia a necessidade de algumas mudanças básicas no processo de atendimento. “Notamos que, para promover o Lean Healthcare, uma das primeiras medidas a serem tomadas é estabelecer pessoas-chave para cada unidade de atuação. Isso contribui para que o relacionamento da equipe profissional com a ferramenta Lean seja enraizado e para que se possa ter a clareza de que as práticas seguirão após as interferências. Em paralelo, é necessário também seguir um projeto piloto. Estabelecer um padrão facilita a multiplicação do conhecimento na implantação do método. Os pesquisadores envolvidos na iniciativa estão em aperfeiçoamento contínuo para aprimorar as intervenções que estão sendo realizadas nas UPAs e esse conhecimento agrega na otimização de sua implantação”.

Por fim, o coordenador pontua que, de acordo com feedbacks que o grupo de trabalho do
“Lean nas UPAs” recebeu, é notável o projeto estar colaborando na promoção de uma maior estrutura no enfrentamento à pandemia. “Em tempos de COVID-19, os problemas dos hospitais podem ser diferentes, mas as dificuldades são as mesmas. A aplicação do Lean no ambiente hospitalar nos dá uma visão mais clara sobre as vantagens de uma mudança de cultura que se baseia na eliminação de desperdícios e na humanização. É importante que todos os profissionais que fazem parte do processo tenham conhecimento das boas práticas de atendimento, dada a dimensão do momento que estamos vivendo. Investir na difusão do método Lean na saúde impacta positivamente, não só no bem-estar e na qualidade de vida dos pacientes, como também no Sistema Único de Saúde (SUS)”, finaliza.

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
A atualização mais recente deste conteúdo foi em 28/05/2020 - 17:23