Edson Neto (Estagiário de Jornalismo)

De acordo com a Pró-Reitoria de Assuntos Estudantis (Proaes), responsável pelo evento em Niterói, estão previstas aproximadamente 2,5 mil pessoas, nos três dias, 6, 7 e 8 de abril, no Campus do Gragoatá. Nos campi fora da sede, a estimativa é de mil calouros e familiares, nos dias 11 e 12 de abril, quando estudantes veteranos, professores e funcionários, com o apoio da Proaes, planejam atividades para recepcionar os calouros do primeiro semestre de 2016 da UFF.

O Próximo mais Próximo (P+P) é um projeto social voluntário de alunos da UFF de Volta Redonda, com o objetivo de combater a evasão de estudantes da universidade. Para isso, desde 2003, eles custeiam transporte e alimentação de colegas com vulnerabilidade econômica por meio da organização de eventos, venda de chaveiros e doações, que podem ser feitas em sua sede no campus da UFF Vila. Nos últimos dois anos, 115 alunos foram beneficiados pela iniciativa.

Ferramenta inédita vai monitorar em tempo real o risco de deslizamentos na comunidade Coronel Leôncio, na Engenhoca, bairro da cidade de Niterói. A iniciativa é da Universidade Federal Fluminense (UFF) através do projeto de extensão “Comunidade em Alerta: mapeando e monitorando os riscos geológicos”, vinculado ao Programa UFF SOS Comunidade, da Pró-Reitoria de Extensão (Proex), em cooperação com a Prefeitura Municipal e a Defesa Civil de Niterói.

O Sistema de Seleção Unificada (Sisu/MEC) facilitou o ingresso de alunos em universidades fora de seus estados de origem, ao possibilitar que participassem dos processos seletivos em instituições de qualquer estado da federação. Em 2010, no período anterior à admissão integral por meio do sistema, ingressaram 375 estudantes vindos de outros estados.  Já em 2012, com a aderência total ao Sisu, entraram 543 universitários na UFF.

A Unidade de Pesquisa Clínica em Neurologia e Neurociências (NeuroUPC) da UFF, financiada pelos ministérios de Ciência e Tecnologia e da Saúde e pela Finep, será inaugurada, no próximo dia 12 de agosto, no 5º andar do Hospital Universitário Antônio Pedro (Huap). Com tecnologia de ponta na área de saúde, o laboratório tem como objetivo tornar-se referência em pesquisa neurológica para todo o Brasil ao gerar novas formas de diagnósticos em tratamentos de neuropatias.

Word DocumentXLSCSV
Subscrever Edson Neto (Estagiário de Jornalismo)