Centro de Artes UFF

DOIS PAPAS

Cinema na UFF - Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 18:20

The two Popes, Reino Unido/Ita/Arg/EUA, 2019, 125’, 12 anos
De Fernando Meirelles
Com Anthony Hopkins, Jonathan Pryce, Juan Minujin

Buenos Aires, 2012. O cardeal argentino Jorge Bergoglio (futuro papa Francisco) está decidido a pedir sua aposentadoria devido a divergências sobre a forma como o papa Bento XVI tem conduzido a Igreja. Com a passagem já comprada para Roma, ele é surpreendido com o convite do próprio papa para visitá-lo. Ao chegar, eles iniciam uma longa conversa onde debatem não só os rumos do catolicismo, mas também afeições e peculiaridades da personalidade de cada um. Roteirista do Ano no Hollywood Film Awards 2019. Filme, direção, roteiro e atuações vêm sendo apontados em várias listas como prováveis indicações ao Oscar.

Categorias: Centro de Artes UFF

DOIS PAPAS

Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 18:20

The two Popes, Reino Unido/Ita/Arg/EUA, 2019, 125’, 12 anos
De Fernando Meirelles
Com Anthony Hopkins, Jonathan Pryce, Juan Minujin

Buenos Aires, 2012. O cardeal argentino Jorge Bergoglio (futuro papa Francisco) está decidido a pedir sua aposentadoria devido a divergências sobre a forma como o papa Bento XVI tem conduzido a Igreja. Com a passagem já comprada para Roma, ele é surpreendido com o convite do próprio papa para visitá-lo. Ao chegar, eles iniciam uma longa conversa onde debatem não só os rumos do catolicismo, mas também afeições e peculiaridades da personalidade de cada um. Roteirista do Ano no Hollywood Film Awards 2019. Filme, direção, roteiro e atuações vêm sendo apontados em várias listas como prováveis indicações ao Oscar.

Categorias: Centro de Artes UFF

PARASITA

Cinema na UFF - Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 18:10

Gisaengchung, Coreia do Sul, 2019, 132’, 16 anos
De Joon-ho Bong
Com Kang-Ho Song, Woo-sik Choi, Park So-Dam

Toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo num porão sujo e apertado. Uma obra do acaso faz com que o filho adolescente de Ki-taek comece a dar aulas de inglês a uma garota de uma família rica. A partir do momento em que a trajetória das duas famílias se cruza, vamos nos surpreendendo com uma trama de golpes, segredos e conflitos de classes. Palma de Ouro no Festival de Cannes 2019, Melhor Filme no Festival de Sidney 2019 e Prêmio do Público na Mostra de São Paulo 2019, Parasita já é o grande favorito ao Oscar 2020 de Filme Internacional.

Categorias: Centro de Artes UFF

PARASITA

Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 18:10

Gisaengchung, Coreia do Sul, 2019, 132’, 16 anos
De Joon-ho Bong
Com Kang-Ho Song, Woo-sik Choi, Park So-Dam

Toda a família de Ki-taek está desempregada, vivendo num porão sujo e apertado. Uma obra do acaso faz com que o filho adolescente de Ki-taek comece a dar aulas de inglês a uma garota de uma família rica. A partir do momento em que a trajetória das duas famílias se cruza, vamos nos surpreendendo com uma trama de golpes, segredos e conflitos de classes. Palma de Ouro no Festival de Cannes 2019, Melhor Filme no Festival de Sidney 2019 e Prêmio do Público na Mostra de São Paulo 2019, Parasita já é o grande favorito ao Oscar 2020 de Filme Internacional.

Categorias: Centro de Artes UFF

DIZ A ELA QUE ME VIU CHORAR

Cinema na UFF - Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 18:01

Brasil, 2019, 83’, 16 anos
De Maíra Bühler

Por mais que suas trajetórias possam ter sido diferentes, o destino de todos eles, até então, é o mesmo: ser refém do próprio vício. Habitando um prédio localizado em São Paulo, um grupo de viciados em crack luta para reconstruir a própria vida enquanto passa pela difícil fase da desintoxicação. Enquanto alguns encaram a situação com bom humor e otimismo, outros já viram dias melhores. Prêmio da Crítica no Festival de Cinema do Uruguai 2019.

Categorias: Centro de Artes UFF

DIZ A ELA QUE ME VIU CHORAR

Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 18:01

Brasil, 2019, 83’, 16 anos
De Maíra Bühler

Por mais que suas trajetórias possam ter sido diferentes, o destino de todos eles, até então, é o mesmo: ser refém do próprio vício. Habitando um prédio localizado em São Paulo, um grupo de viciados em crack luta para reconstruir a própria vida enquanto passa pela difícil fase da desintoxicação. Enquanto alguns encaram a situação com bom humor e otimismo, outros já viram dias melhores. Prêmio da Crítica no Festival de Cinema do Uruguai 2019.

Categorias: Centro de Artes UFF

AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE

Cinema na UFF - Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 17:57

Brasil/Alemanha, 2019, 98’, 16 anos
De Gustavo Galvão
Com Ayla Gresta, Gustavo Halfeld, Steven Lange

Cansada de lutar por um lugar ao sol com sua aguerrida banda de rock, onde é vocalista e trompetista, Karen decide ir embora de Brasília. Ela segue os passos do ex-parceiro de banda Artur, que tenta a sorte em Berlim. O convite parte de Martin, amigo alemão com quem fecham um triângulo imprevisível.

Categorias: Centro de Artes UFF

AINDA TEMOS A IMENSIDÃO DA NOITE

Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 17:57

Brasil/Alemanha, 2019, 98’, 16 anos
De Gustavo Galvão
Com Ayla Gresta, Gustavo Halfeld, Steven Lange

Cansada de lutar por um lugar ao sol com sua aguerrida banda de rock, onde é vocalista e trompetista, Karen decide ir embora de Brasília. Ela segue os passos do ex-parceiro de banda Artur, que tenta a sorte em Berlim. O convite parte de Martin, amigo alemão com quem fecham um triângulo imprevisível.

Categorias: Centro de Artes UFF

TETÊ MATTOS: CINEASTA DE NITERÓI

Cinema na UFF - Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 17:37

A história do cinema produzido e exibido em Niterói nas últimas décadas se confunde com a trajetória de Tetê Mattos. Cineasta que muitas vezes trata da cidade em seus filmes, produtora do saudoso Araribóia Cine e professora do curso de Produção Cultural da UFF, Tetê é a homenageada da última sessão do ano do Cineclube Quase Catálogo.

A MALDITA
Brasil, 2007, 20’, 35mm
De Tetê Mattos

Em 1982 entra no ar, em Niterói, a Rádio Fluminense FM, a Maldita, que com irreverência, ousadia e criatividade, rompe com os padronizados mercados de música estrangeira e dá início a chamada geração Rock 80. Prêmio de Melhor Filme pelo voto popular no Festival do Rio 2007.

ERA ARARIBÓIA UM ASTRONAUTA?
Brasil, 1998, 27’
De Tetê Mattos

Em outubro de 1993, a cidade de Niterói foi parar nas manchetes dos principais jornais do país devido ao aparecimento de misteriosos círculos concêntricos nas areias da praia de Icaraí. Atribuídas a supostos discos-voadores, as estranhas marcas tornaram-se objeto de divertida polêmica. Que marcas seriam aquelas? Quem poderia tê-las realizado? Premiado no XXXI Festival Brasileiro de Cinema de Brasília e no III Festival de Recife.

FANTASIAS DE PAPEL
Brasil, 2015, 15’
De Tetê Mattos

Há mais de 25 anos no Brasil, a fotonovela representou um mercado cativo para milhões de leitores, que teve o seu apogeu nos anos 50, 60 e 70. Através de depoimentos de atores, produtores e teóricos, o curta revela a aventura de produção das fotonovelas brasileiras, que se tornaram verdadeiras fantasias de papel. Prêmio de Melhor Roteiro no RECINE 2015.

Categorias: Centro de Artes UFF

TETÊ MATTOS: CINEASTA DE NITERÓI

Centro de Artes UFF - seg, 02/12/2019 - 17:37

A história do cinema produzido e exibido em Niterói nas últimas décadas se confunde com a trajetória de Tetê Mattos. Cineasta que muitas vezes trata da cidade em seus filmes, produtora do saudoso Araribóia Cine e professora do curso de Produção Cultural da UFF, Tetê é a homenageada da última sessão do ano do Cineclube Quase Catálogo.

A MALDITA
Brasil, 2007, 20’, 35mm
De Tetê Mattos

Em 1982 entra no ar, em Niterói, a Rádio Fluminense FM, a Maldita, que com irreverência, ousadia e criatividade, rompe com os padronizados mercados de música estrangeira e dá início a chamada geração Rock 80. Prêmio de Melhor Filme pelo voto popular no Festival do Rio 2007.

ERA ARARIBÓIA UM ASTRONAUTA?
Brasil, 1998, 27’
De Tetê Mattos

Em outubro de 1993, a cidade de Niterói foi parar nas manchetes dos principais jornais do país devido ao aparecimento de misteriosos círculos concêntricos nas areias da praia de Icaraí. Atribuídas a supostos discos-voadores, as estranhas marcas tornaram-se objeto de divertida polêmica. Que marcas seriam aquelas? Quem poderia tê-las realizado? Premiado no XXXI Festival Brasileiro de Cinema de Brasília e no III Festival de Recife.

FANTASIAS DE PAPEL
Brasil, 2015, 15’
De Tetê Mattos

Há mais de 25 anos no Brasil, a fotonovela representou um mercado cativo para milhões de leitores, que teve o seu apogeu nos anos 50, 60 e 70. Através de depoimentos de atores, produtores e teóricos, o curta revela a aventura de produção das fotonovelas brasileiras, que se tornaram verdadeiras fantasias de papel. Prêmio de Melhor Roteiro no RECINE 2015.

Categorias: Centro de Artes UFF

ASPIRANTES

Cinema na UFF - Centro de Artes UFF - seg, 25/11/2019 - 16:12

Brasil, 2015, 75’, 14 anos
De Ives Rosenfeld
Com Ariclenes Barroso, Sérgio Malheiros, Julio Adrião, Karine Telles, Julia Bernat

Junior é um jovem jogador de futebol de um pequeno time da cidade de Saquarema. Inesperadamente, ele e sua namorada descobrem que vão ter um filho, ao mesmo tempo em que seu melhor amigo está prestes a ser chamado para jogar em um time profissional. Entre o amor, a lealdade e a inveja, Junior começa a viver grandes conflitos. Prêmio Carte Blanche no Festival de Cinema de Locarno 2014, Melhor Diretor, Ator e Atriz no Festival do Rio 2015, Melhor Filme na 39° Mostra Internacional de São Paulo e Melhor Roteiro e Montagem no 7° Festival Internacional da Fronteira.

Categorias: Centro de Artes UFF

ASPIRANTES

Centro de Artes UFF - seg, 25/11/2019 - 16:12

Brasil, 2015, 75’, 14 anos
De Ives Rosenfeld
Com Ariclenes Barroso, Sérgio Malheiros, Julio Adrião, Karine Telles, Julia Bernat

Junior é um jovem jogador de futebol de um pequeno time da cidade de Saquarema. Inesperadamente, ele e sua namorada descobrem que vão ter um filho, ao mesmo tempo em que seu melhor amigo está prestes a ser chamado para jogar em um time profissional. Entre o amor, a lealdade e a inveja, Junior começa a viver grandes conflitos. Prêmio Carte Blanche no Festival de Cinema de Locarno 2014, Melhor Diretor, Ator e Atriz no Festival do Rio 2015, Melhor Filme na 39° Mostra Internacional de São Paulo e Melhor Roteiro e Montagem no 7° Festival Internacional da Fronteira.

Categorias: Centro de Artes UFF

12a MOSTRA UFFILME

Cinema na UFF - Centro de Artes UFF - seg, 18/11/2019 - 17:18

A mostra reúne a produção mais recente dos alunos do curso de Cinema da UFF.

Dia 22, sexta, 20h, 84’

MYSHA
Brasil, 2019, 6’/ De Costantin de Tugny

Ó MAR SALGADO
Brasil, 2019, 3’/ De Thales Ferreira

ABSTRAÇÃO/TRAVELLING/PAISAGEM
Brasil, 2019, 7’/ De Matheus Zenom

95 PISCADAS POR MINUTO
Brasil, 2019, 4’ / De Clara Chroma

UM ESTRANHO NO ESCURO
Brasil, 2019, 15’/ De Matheus Albano

PEIXE
Brasil, 2019, 10’/ De Kimberly Palermo e Georgia Curty

ABATE
Brasil, 2019, 15’ / De Lucas Vinzón

REMINISCÊNCIA
Brasil, 2019, 24’/ De Lais Pêgas

Dia 23, sábado, 20h, 114’

QUEDA D`ÁGUA
Brasil, 2019, 23’/ De Lucas J. Badini

A NEBLINA E SEUS HABITANTES
Brasil, 2019, 40’/ De Paula Mermelstein

O NASCIMENTO DA PEDRA
BrasIl, 2019, 47’’ / De Paula Mermelstein

SONHO
Brasil, 2019, 2’ / De Matheus Zenom

FOTO NARRADA
Brasil, 2019, 5’ / De Mariana Fontes

PRAIA DO FLAMENGO
Brasil, 2019, 1’ / De Vinícius Neris

PASSE E FIQUE
Brasil, 2019, 6’ / De Bruno Soldani

UM PUNHADO DE FOTOS POR CINCO REAIS
Brasil, 2019, 5’ / De Matheus Albano

MAIS NOITE QUE A NOITE
Brasil, 2019, 11’ / De Maria Luisa Galvão

UMA VIDA EM CORDEL
Brasil, 2019, 21’ / De Bruno Rafael e Rosemery Nunes

Dia 24, domingo, 20h, 99’

O PINGUIM
Brasil, 2019, 3’ / De Vitor Neves Martins

NOITES QUE NÃO LEMBRO, PESSOAS QUE NÃO ESQUEÇO
Brasil, 2019, 11’ / De Matheus Hoffman

ROLÊ NO CENTRO
Brasil, 2019, 14’ / De Clara Chroma

OCUPA SACRAMENTO
Brasil, 2019, 9’ / De Coletivo Jovens Comunicadores

A MULHER DE ARGILA
Brasil, 2019, 19’ / De Paula Mermelstein

CARNE DE PORCO
Brasil, 2019, 20’ / De Lucas Tunes

ESTRANHOS DE VERMELHO
Brasil, 2019, 23’ / De Alexandre Fernandes Roman Bispo

Dia 25, segunda, 20h, 81’

CABUM: UMA EXPLOSÃO EM MINHA VIDA
Brasil, 2019, 25’ / De Pedro de Chirico

DEIXE O SOL
Brasil, 2019, 13’ / De Murilo Simões

CARTÃO-POSTAL (PARA ANA PAULA)
Brasil, 2019, 3’ / De Matheus Zenom

SOBREVIVÊNCIA BRUTAL
Brasil, 2019, 2’ / De Sofia Armony

A CULPA É DO BOLINHO: UMA ODISSÉIA NA ANTÁRTICA
Brasil, 2019, 10’

EDUCA$ÃO TÓXICA
Brasil, 2019, 1’ / De Bruna Massa

LABIRINTA
Brasil, 2019, 27’ / De Isadora Lobo

Dia 26, terça, 20h, 84’

VÓ, A SENHORA É LÉSBICA?
Brasil, 2019, 17’ / De Bruna Fonseca

CURTO-CIRCUITO
Brasil, 2019, 5’ / De Thales Ferreira

SERRA DA ESTRELA
Brasil, 2019 12’ / De Matheus Zenom

DEBUTANTE
Brasil, 2019, 18’ / De M. F. Primo & Jason Richardson

BEBA COMO UMA MULHER
Brasil, 2019, 3’

UM MINUTO PARA UMA IMAGEM
Brasil, 2019, 1’ / De Mariana Balster

SEM TÍTULO
Brasil, 2019, 10’ / De Residência estudantil do 4º Festival de Cinema do BRICS

A GENTE FINGE QUE NÃO DÓI MAIS
Brasil, 2019, 18’ / De Yuri Lasmar e Eduardo Cardoso

Dia 27, quarta, 20h, 82’

AINDA AGORA
Brasil, 2019, 13’ / De Lucas Chaparro e Diego Príncipe

(D)EFICIÊNCIA
Brasil, 2019, 2’ / De Lucas Mansur

CAIXA-PRETA
Brasil, 2019, 9’ / De Nina Tauile

VELAS PEQUENAS
Brasil, 2019, 5’ / De Lucas Couto

SIERRA NEVADA
Brasil, 2019, 4’ / De Matheus Zenom

24 – 9 – 18
Brasil, 2019, 1’ / De De Matheus Zenom

5 – 9 – 19
Brasil, 2019, 1’ / De De Matheus Zenom

BOROS
Brasil, 2019, 6’ / De João Victor Gonzalez e Luca Fabião

“ERSATZ”
Brasil, 2019, 7’ / De Matheus Zenom

INTIMIDADE DE UM QUARTO DE HOTEL
Brasil, 2019, 1’ / De Matheus Zenom

NELSON
Brasil, 2019, 12’ / De Matheus Strelow

SÉTIMO DIA
Brasil, 2019, 21’ / De Luiz Ulian e Edmo Cabral

Categorias: Centro de Artes UFF

12a MOSTRA UFFILME

Centro de Artes UFF - seg, 18/11/2019 - 17:18

A mostra reúne a produção mais recente dos alunos do curso de Cinema da UFF.

Dia 22, sexta, 20h, 84’

MYSHA
Brasil, 2019, 6’/ De Costantin de Tugny

Ó MAR SALGADO
Brasil, 2019, 3’/ De Thales Ferreira

ABSTRAÇÃO/TRAVELLING/PAISAGEM
Brasil, 2019, 7’/ De Matheus Zenom

95 PISCADAS POR MINUTO
Brasil, 2019, 4’ / De Clara Chroma

UM ESTRANHO NO ESCURO
Brasil, 2019, 15’/ De Matheus Albano

PEIXE
Brasil, 2019, 10’/ De Kimberly Palermo e Georgia Curty

ABATE
Brasil, 2019, 15’ / De Lucas Vinzón

REMINISCÊNCIA
Brasil, 2019, 24’/ De Lais Pêgas

Dia 23, sábado, 20h, 114’

QUEDA D`ÁGUA
Brasil, 2019, 23’/ De Lucas J. Badini

A NEBLINA E SEUS HABITANTES
Brasil, 2019, 40’/ De Paula Mermelstein

O NASCIMENTO DA PEDRA
BrasIl, 2019, 47’’ / De Paula Mermelstein

SONHO
Brasil, 2019, 2’ / De Matheus Zenom

FOTO NARRADA
Brasil, 2019, 5’ / De Mariana Fontes

PRAIA DO FLAMENGO
Brasil, 2019, 1’ / De Vinícius Neris

PASSE E FIQUE
Brasil, 2019, 6’ / De Bruno Soldani

UM PUNHADO DE FOTOS POR CINCO REAIS
Brasil, 2019, 5’ / De Matheus Albano

MAIS NOITE QUE A NOITE
Brasil, 2019, 11’ / De Maria Luisa Galvão

UMA VIDA EM CORDEL
Brasil, 2019, 21’ / De Bruno Rafael e Rosemery Nunes

Dia 24, domingo, 20h, 99’

O PINGUIM
Brasil, 2019, 3’ / De Vitor Neves Martins

NOITES QUE NÃO LEMBRO, PESSOAS QUE NÃO ESQUEÇO
Brasil, 2019, 11’ / De Matheus Hoffman

ROLÊ NO CENTRO
Brasil, 2019, 14’ / De Clara Chroma

OCUPA SACRAMENTO
Brasil, 2019, 9’ / De Coletivo Jovens Comunicadores

A MULHER DE ARGILA
Brasil, 2019, 19’ / De Paula Mermelstein

CARNE DE PORCO
Brasil, 2019, 20’ / De Lucas Tunes

ESTRANHOS DE VERMELHO
Brasil, 2019, 23’ / De Alexandre Fernandes Roman Bispo

Dia 25, segunda, 20h, 81’

CABUM: UMA EXPLOSÃO EM MINHA VIDA
Brasil, 2019, 25’ / De Pedro de Chirico

DEIXE O SOL
Brasil, 2019, 13’ / De Murilo Simões

CARTÃO-POSTAL (PARA ANA PAULA)
Brasil, 2019, 3’ / De Matheus Zenom

SOBREVIVÊNCIA BRUTAL
Brasil, 2019, 2’ / De Sofia Armony

A CULPA É DO BOLINHO: UMA ODISSÉIA NA ANTÁRTICA
Brasil, 2019, 10’

EDUCA$ÃO TÓXICA
Brasil, 2019, 1’ / De Bruna Massa

LABIRINTA
Brasil, 2019, 27’ / De Isadora Lobo

Dia 26, terça, 20h, 84’

VÓ, A SENHORA É LÉSBICA?
Brasil, 2019, 17’ / De Bruna Fonseca

CURTO-CIRCUITO
Brasil, 2019, 5’ / De Thales Ferreira

SERRA DA ESTRELA
Brasil, 2019 12’ / De Matheus Zenom

DEBUTANTE
Brasil, 2019, 18’ / De M. F. Primo & Jason Richardson

BEBA COMO UMA MULHER
Brasil, 2019, 3’

UM MINUTO PARA UMA IMAGEM
Brasil, 2019, 1’ / De Mariana Balster

SEM TÍTULO
Brasil, 2019, 10’ / De Residência estudantil do 4º Festival de Cinema do BRICS

A GENTE FINGE QUE NÃO DÓI MAIS
Brasil, 2019, 18’ / De Yuri Lasmar e Eduardo Cardoso

Dia 27, quarta, 20h, 82’

AINDA AGORA
Brasil, 2019, 13’ / De Lucas Chaparro e Diego Príncipe

(D)EFICIÊNCIA
Brasil, 2019, 2’ / De Lucas Mansur

CAIXA-PRETA
Brasil, 2019, 9’ / De Nina Tauile

VELAS PEQUENAS
Brasil, 2019, 5’ / De Lucas Couto

SIERRA NEVADA
Brasil, 2019, 4’ / De Matheus Zenom

24 – 9 – 18
Brasil, 2019, 1’ / De De Matheus Zenom

5 – 9 – 19
Brasil, 2019, 1’ / De De Matheus Zenom

BOROS
Brasil, 2019, 6’ / De João Victor Gonzalez e Luca Fabião

“ERSATZ”
Brasil, 2019, 7’ / De Matheus Zenom

INTIMIDADE DE UM QUARTO DE HOTEL
Brasil, 2019, 1’ / De Matheus Zenom

NELSON
Brasil, 2019, 12’ / De Matheus Strelow

SÉTIMO DIA
Brasil, 2019, 21’ / De Luiz Ulian e Edmo Cabral

Categorias: Centro de Artes UFF

ADAM

Cinema na UFF - Centro de Artes UFF - seg, 18/11/2019 - 17:08

Adam, Marrocos/Fra/Bel, 2019, 98’, 12 anos
De Maryam Touzani
Com Lubna Azabal, Nisrin Erradi, Douae Belkhaouda

A viúva Abla dirige uma modesta padaria em sua casa em Casablanca, onde vive com sua filha de oito anos Warda. Sua rotina é interrompida pela chegada de Samia, uma jovem grávida procurando por emprego e moradia. Abla não imaginava que ao deixá-la entrar sua vida mudaria para sempre. Indicado pelo Marrocos à vaga de Filme Internacional no Oscar 2020, Adam é o primeiro longa de Maryam Touzani, roteirista e atriz de Primavera em Casablanca.

Categorias: Centro de Artes UFF

ADAM

Centro de Artes UFF - seg, 18/11/2019 - 17:08

Adam, Marrocos/Fra/Bel, 2019, 98’, 12 anos
De Maryam Touzani
Com Lubna Azabal, Nisrin Erradi, Douae Belkhaouda

A viúva Abla dirige uma modesta padaria em sua casa em Casablanca, onde vive com sua filha de oito anos Warda. Sua rotina é interrompida pela chegada de Samia, uma jovem grávida procurando por emprego e moradia. Abla não imaginava que ao deixá-la entrar sua vida mudaria para sempre. Indicado pelo Marrocos à vaga de Filme Internacional no Oscar 2020, Adam é o primeiro longa de Maryam Touzani, roteirista e atriz de Primavera em Casablanca.

Categorias: Centro de Artes UFF

SUBSTANTIVO FEMININO

Cinema na UFF - Centro de Artes UFF - seg, 18/11/2019 - 17:03

Brasil, 2015, 70´, 10 anos
De Daniela Sallet e Juan Zapata

O documentário resgata a história de Giselda Castro e Magda Renner, dua mulheres que foram fundamentais na militância em favor do meio ambiente, não só no Brasil, mas mundialmente. Tudo começou no ano de 1964, quando elas promoveram ações de cidadania junto à população carente e desinformada na Ação Democrática Feminina Gaúcha (ADFG). E foi a partir de então que as duas percorreram o mundo em conferências internacionais na ONU e no Banco Mundial. Prêmio Especial do Júri no Festival de Trieste 2017.

Categorias: Centro de Artes UFF

SUBSTANTIVO FEMININO

Centro de Artes UFF - seg, 18/11/2019 - 17:03

Brasil, 2015, 70´, 10 anos
De Daniela Sallet e Juan Zapata

O documentário resgata a história de Giselda Castro e Magda Renner, dua mulheres que foram fundamentais na militância em favor do meio ambiente, não só no Brasil, mas mundialmente. Tudo começou no ano de 1964, quando elas promoveram ações de cidadania junto à população carente e desinformada na Ação Democrática Feminina Gaúcha (ADFG). E foi a partir de então que as duas percorreram o mundo em conferências internacionais na ONU e no Banco Mundial. Prêmio Especial do Júri no Festival de Trieste 2017.

Categorias: Centro de Artes UFF

Show das 4 – Rosa Marya Colin

Música - Centro de Artes UFF - ter, 12/11/2019 - 20:40

Rosa Marya Colin – 55 anos de carreira

Cantar por prazer fez de Rosa Marya Colin uma das mais respeitadas cantoras de seu tempo. Embora ao longo de sua carreira tivesse seu trabalho ligado intimamente ao jazz e blues, Rosa Marya, por auto definição, tem a missão de cantar, e o faz sem preconceitos ou preocupação com rótulos. Seus trabalhos fonográficos, produzidos até hoje, mostram uma voz com brilhantismo em temas de grandes nomes da MPB, standards do jazz, blues, pop e spirituals.

Rosa Marya Colin é uma cantora singular no panorama musical brasileiro. Desde seu estouro em 1988/1989, quando gravou California Dreamin’ para um comercial de TV, ela tem mostrado, para um público cada vez maior, que ser cantora e brasileira é muito mais questão de feeling do que de idioma. Seu prazer é interpretar composições que lhe toquem fundo, no coração. Basta ouvi-la por alguns momentos para perceber que garganta e coração são quase como uma coisa só.

Interpretar, para Rosa Marya, significa transformar e recaracterizar cada canção. É sempre nessa direção que caminham seus trabalhos. Em seu novo trabalho, ela comemora seus 55 anos de carreira, interpretando só sucessos, e lançando simultaneamente o novo CD só com músicas inéditas na sua voz. Dentre elas, um blues de Arlindo Cruz, este completamente inédito, que ele deu especialmente para ela, Giz, de Renato Russo, Tema de Eva, de Taiguara, entre outras. Mas também não faltarão os grandes clássicos como California Dreamin, Monday Monday, Summertime e muitos outros.

11 de dezembro de 2019
Quarta-feira | 16h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias 9, Icaraí, Niterói
Ingressos – R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia)
Classificação etária: Livre

Categorias: Centro de Artes UFF

Show das 4 – Rosa Marya Colin

Centro de Artes UFF - ter, 12/11/2019 - 20:40

Rosa Marya Colin – 55 anos de carreira

Cantar por prazer fez de Rosa Marya Colin uma das mais respeitadas cantoras de seu tempo. Embora ao longo de sua carreira tivesse seu trabalho ligado intimamente ao jazz e blues, Rosa Marya, por auto definição, tem a missão de cantar, e o faz sem preconceitos ou preocupação com rótulos. Seus trabalhos fonográficos, produzidos até hoje, mostram uma voz com brilhantismo em temas de grandes nomes da MPB, standards do jazz, blues, pop e spirituals.

Rosa Marya Colin é uma cantora singular no panorama musical brasileiro. Desde seu estouro em 1988/1989, quando gravou California Dreamin’ para um comercial de TV, ela tem mostrado, para um público cada vez maior, que ser cantora e brasileira é muito mais questão de feeling do que de idioma. Seu prazer é interpretar composições que lhe toquem fundo, no coração. Basta ouvi-la por alguns momentos para perceber que garganta e coração são quase como uma coisa só.

Interpretar, para Rosa Marya, significa transformar e recaracterizar cada canção. É sempre nessa direção que caminham seus trabalhos. Em seu novo trabalho, ela comemora seus 55 anos de carreira, interpretando só sucessos, e lançando simultaneamente o novo CD só com músicas inéditas na sua voz. Dentre elas, um blues de Arlindo Cruz, este completamente inédito, que ele deu especialmente para ela, Giz, de Renato Russo, Tema de Eva, de Taiguara, entre outras. Mas também não faltarão os grandes clássicos como California Dreamin, Monday Monday, Summertime e muitos outros.

11 de dezembro de 2019
Quarta-feira | 16h
Teatro da UFF
Rua Miguel de Frias 9, Icaraí, Niterói
Ingressos – R$60,00 (inteira) e R$30,00 (meia)
Classificação etária: Livre

Categorias: Centro de Artes UFF

Páginas

Subscrever Universidade Federal Fluminense agregador - Centro de Artes UFF