2019: primeiro ano de pleno funcionamento do Confucius Classroom

Print Friendly, PDF & Email

Confucius Classroom é uma parceria da UFF com a Hebei Normal University,
universidade chinesa, a qual permitiu a abertura de cursos de língua e cultura chinesa
a baixo custo, com turmas disponíveis para alunos da universidade e da comunidade
de Niterói. O ensino de língua chinesa é feito através do modelo HSK (Hànyǔ Shuǐpíng
Kǎoshì - teste de proficiência na língua), sendo ensinado por um total de seis
semestres (três anos), período no qual se espera que o aluno atinja o nível HSK4. As
aulas, palestras e atividades culturais destinam-se a toda a comunidade.

No primeiro semestre de 2019, o programa teve três turmas de nível 1 (56 alunos),
duas de nível 2 (22 alunos) e uma de nível 3 (16 alunos). Também abriu seu primeiro
curso intensivo, durante o período de recesso nos meses de janeiro e fevereiro, com
duas turmas de nível 1 (19 alunos). No segundo semestre de 2019, contou com três
turmas de nível 1 (45 alunos), três de nível 2 (36 alunos), uma de nível 3 (6 alunos) e
duas de nível 4 (13 alunos), e preparou o curso intensivo de verão. O Confucius
Classroon também oferece aulas gratuitas para alunos do ensino médio do Colégio
Universitário da UFF (COLUNI) e para estudantes de graduação da UFF em situação de
vulnerabilidade socioeconômica no âmbito do PULE (Programa de Universalização de
Línguas Estrangeiras).

No dia 19 de junho, a Universidade Federal Fluminense recebeu a delegação de
Hanban, sede dos Institutos Confucius, para um encontro com o objetivo de discutir a
possibilidade de expansão do Confucius Classroom da UFF para os campi do interior e
sua consolidação enquanto Instituto Confucius, devido ao grande sucesso do curso de
língua chinesa na comunidade de Niterói.

Em maio de 2019, por meio do Confucius Classroom, alunos da UFF participaram do
Chinese Bridge, uma competição internacional de língua chinesa e de talentos, que
ocorreu na UNESP. Em agosto, ocorreu o evento cultural e acadêmico “China e o
mundo em torno da Segunda Guerra Mundial”. Em novembro, celebrou-se a Semana
da China, com atividades diárias por cinco dias seguidos, destinadas a difundir o
idioma chinês e elementos da cultura chinea – caligrafia, pintura, papercut, mahjong,
Baduanjin etc. – além de culinária chinesa, hábitos e cultura.

Para saber mais sobre este informativo

Estes são os dados de contato do setor da universidade que escreveu este informativo:

Tags: 

Avalie esta página

CAPTCHA
This question is for testing whether or not you are a human visitor and to prevent automated spam submissions.
A atualização mais recente deste conteúdo foi em 12/02/2020 - 15:44